Matérias | Geral


Itajaí

Sabichões da Univali têm projeto pra diminuir cheias do rio Itajaí-mirim

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

Vários pontos de Itajaí sofreram com alagamentos na última semana, por causa da chuva forte que encheu os rios Itajaí-açu e Itajaí-mirim. A cena já é comum nas regiões ribeirinhas da city, já que os dois rios deságuam por aqui, e muitas famílias peixeiras têm convivido com a lama e a água invadindo a porta de suas casas. Mas o que estas pessoas não sabem é que um projeto da Univali pode ajudar a aliviar a ameaça das cheias. A proposta já foi apresentada pra prefa peixeira e, segundo os pesquisadores, não demoraria mais de dois anos pra ser concretizada. A defesa civil avalia que a ação poderia amenizar o impacto das cheias em Itajaí.

O projeto da equipe de pesquisadores do centro de Ciências Tecnológicas da Terra e do Mar (CTTMar) da Univali começou a ser pensando após a enchente de 2008. A ideia inicial seria a construção de um pequeno molhe na margem esquerda da foz do Itajaí-mirim, exatamente na junção com o Itajaí-açu, o que ajudaria a escoar mais rapidamente o aguaceiro das cheias. Mas, como isso poderia prejudicar a navegabilidade no local, a proposta foi modificada.

A solução foi propor a construção de um muro, uma espécie de corredor pra água do Itajaí-mirim não ficar represada e escoar numa boa pelo Itajaí-açu. “Quando os dois rios estão cheios, a água do ...

 

Já possui cadastro? Faça seu login aqui.

Quer continuar lendo essa e outras notícias na faixa?
Faça seu cadastro agora mesmo e tenha acesso a
10 notícias gratuitas por mês.

Cadastre-se aqui



Bora ler todas as notícias e ainda compartilhar
as melhores matérias com sua família e amigos?

Assine agora mesmo!


O projeto da equipe de pesquisadores do centro de Ciências Tecnológicas da Terra e do Mar (CTTMar) da Univali começou a ser pensando após a enchente de 2008. A ideia inicial seria a construção de um pequeno molhe na margem esquerda da foz do Itajaí-mirim, exatamente na junção com o Itajaí-açu, o que ajudaria a escoar mais rapidamente o aguaceiro das cheias. Mas, como isso poderia prejudicar a navegabilidade no local, a proposta foi modificada.

A solução foi propor a construção de um muro, uma espécie de corredor pra água do Itajaí-mirim não ficar represada e escoar numa boa pelo Itajaí-açu. “Quando os dois rios estão cheios, a água do Itajaí-mirim fica impedida de escoar por causa da força do Itajaí-açu. O nosso projeto prevê a construção de uma espécie de pista. Esse corredor seria paralelo ao rio Itajaí-açu e teria uns 200 metros de comprimento”, explica o pesquisador João Luiz Baptista de Carvalho, diretor do CTTMar, que ainda conta como isso poderia ajudar a city. “Não iria ser um milagre que evitaria todas as cheias, mas alagamentos como o da última semana, provavelmente, não causariam transtornos pra população”, conclui o sabichão. João não soube precisar o custo da obra, já apresentada pra prefa de Itajaí, mas ressalta que o valor não é alto, em se tratando de projetos de prevenção contra enchentes.



Acha uma boa

Pra quem lida diariamente com a desgraceira que as cheias causam à população, o projeto seria um alívio. “Na quarta passada, tivemos que abrigar mais de 20 moradores da Vila da Miséria no abrigo da Murta. Isso, fora os outros bairros que foram atingidos, como o Imaruí e Carvalho. Então, qualquer ação que possa amenizar os efeitos que as cheias causam na população seria bem-vindo”, desabafa o agente da defesa civil, Marinho Stringari.

A reportagem tentou falar ontem com o prefeito Jandir Bellini, pra saber se ele pretende transformar o projeto em realidade, mas o mandachuva da city não atendeu as ligações.





Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×






44.192.15.251

TV DIARINHO


Uma mulher, de identidade ainda não informada, morreu em um incêndio em Itajaí. O fogo começou por volta ...





Especiais

Caso Ilha de Marajó

Vereadora de Navegantes está entre os políticos que impulsionaram fake news sobre exploração sexual infantil

TURISMO

Japaratinga: vale a pena se hospedar no melhor resort do Brasil?

VIAGEM NO TEMPO

Museu do Carro traz nostalgia e diversão sobre o universo automotivo

NOVOS TEMPOS

SC é pioneira na promoção da mobilidade elétrica

PLANEJAMENTO URBANO

Camboriú vai investir mais de R$ 60 milhões em mobilidade



Blogs

Blog do JC

Mudou

A bordo do esporte

Thiago Pereira e Swim Floripa levam Troféu José Finkel para Floripa

Blog da Jackie

Verão, calor, quentura e mormaço

Gente & Notícia

Warung reabre famoso pistão, destruído por incêndio, com Vintage Culture em março

Blog da Ale Francoise

Intestino preso, use todos os dias

Blog do Ton

Medicina Estética

Blog Doutor Multas

Como parcelar o IPVA de forma rápida e segura

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado



Entrevistão

Entrevistão Adão Paulo Ferreira

"Porto sozinho não serve para nada. Ele precisa ter navios, linhas"

Irmã Simone

"Aqui nós atendemos 93% SUS”

Eduardo Rodrigues Lima

"A Marinha já fez 27 mil abordagens a embarcações no Brasil inteiro”

Edison d’Ávila

"O DIARINHO serve como uma chamada à consciência da cidade”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








MAILING LIST

Cadastre-se aqui para receber notícias do DIARINHO por e-mail

Jornal Diarinho© 2024 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação