Matérias | Geral


Itajaí

Construtora responsável pela obra do residencial Buganvília se defende

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

Um dos responsáveis pela construtora curitibana Camaiore procurou o DIARINHO para sisplicar sobre as denúncias de irregularidades na obtenção de licenças ambientais para a construção do residencial Buganvília, que fica na rua Fermino Vieira Cordeiro, nos Espinheiros, em Itajaí. A construtora foi a responsável pela obra polêmica, que foi denunciada e está sendo investigada pelo Ministério Público Federal (MPF). Segundo a denúncia, o terreno onde as casas foram construídas seria um banhado e a construtora ainda teria usado R$ 2,7 milhões em financiamento da Caixa Econômica Federal (CEF) pra bancar o empreendimento.


O engenheiro civil Fábio Souza, 28 anos, afirma que participou das obras de construção do residencial e que a empresa cumpriu todas as exigências legais. “Tiramos todas as licenças para a realização ...

 

Bora virar assinante para ler essa e todas as notícias do portal DIARINHO? Usuários cadastrados têm direito a 10 notícias grátis.


Esqueci minha senha




Se você ainda não é cadastrado, faça seu cadastro agora!


 







 






O engenheiro civil Fábio Souza, 28 anos, afirma que participou das obras de construção do residencial e que a empresa cumpriu todas as exigências legais. “Tiramos todas as licenças para a realização da obra. O que aconteceu ali é que quando começamos as obras, ninguém imaginava que aconteceria a enchente de 2008. Até aquela data, nada inundava naquela região. Se a gente não tivesse as licenças, a Caixa não financiaria”, se defende o engenheiro. Ele não se manifestou sobre a denúncia de que as licenças concedidas pela Fatma seriam fajutas. “Em março, o problema foi o ribeirão da Murta. Depois, ele foi limpo pela prefeitura e nem na enchente de setembro o local alagou”, conclui.

A bronca

Na semana passada, o fiscal da fundação do Meio Ambiente (Fatma), Roberto Carlos Zenzeluk, revelou que a obra foi permitida, mesmo estando em área alagadiça e sem constar no processo de licenciamento ambiental um documento chamado “cota de inundação”, que indicaria se a área alaga ou não. tal documento poderia sugerir obras de engenharia para melhorar o terreno antes da construção.

Roberto Carlos ainda informou que a construtora responsável pela obra, a Camaiore, sacou “indevidamente” os quase três milhões de reais em financiamento da Caixa. Atualmente, 118 famílias peixeiras moram no local e a maioria tá cabreira com os alagamentos constantes. Roberto Carlos entregou uma denúncia no MPF, que abriu uma representação sobre o caso.

 

Continua depois da publicidade






Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×





3.236.234.223

TV DIARINHO


Dia 8 da Expedição Pedalando. Vamos acompanhar como foi a pedalada dos cinco aventureiros da região ...



Podcast

Novos tempos, novos termos

Publicado 14/05/2022 19:36



Especiais

febre entre jovens

Uso de Cigarros eletrônicos acende alerta

Revitalização

Nova orla da Brava está em fase de projeto

Praia Brava

Novo acesso, através de Cabeçudas, será urbanizado

Praia Brava

Duplicação da Osvaldo Reis deve facilitar ligação com BC

Praia Brava

Via polêmica atrás da Lagoa do Cassino está em pauta



Blogs

A bordo do esporte

Ventos ganham força e Copa Brasil de Vela de Praia chega à reta final

Blog do Ton

Sócias de Brusque inauguram franquia da Hausz na cidade

Blog Doutor Multas

Como funcionam os bônus de apostas esportivas?

Blog do JC

Ademar Henrique Borges, o Ademarzinho será o novo secretário executivo da Amfri

Blog da Ale Francoise

Enema de café e suas funções

Blog Clique Diário

Itajaí - Navio - Panorama

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado

Blog da Jackie

BALNEÁRIO FASHIOW foi SHOW



Entrevistão

José Evaldo Koch

“O hortifruti é nosso berço”

Laerte Jacomel

"Estamos buscando o que todo mundo busca: paz de espírito”

Édison Carlos

“100 milhões de brasileiros não têm coleta de esgoto”

Walter Orthmann

"Quero ser útil enquanto eu puder”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯