Matérias | Geral


Itajaí

Dragagem prometida não tem data pra sair

Especialista diz que só a dragagem do rio não adianta. Soluções para enchentes e alagamentos vão ser estudadas até o final do ano

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]


Promessa pós-tragédia. Eis aí um bom jeito para definir a dragagem do rio Itajaí-mirim. O trampo, que amenizaria os impactos das enchentes em Itajaí, foi prometido em 2011, mas nunca saiu do papel. O prefeito de Itajaí diz que até o projeto sumiu. Especialista confirma que o serviço ajudaria a amenizar os impactos, mas propõe outras obras para melhorar o perrengue.


Calejados com as enchentes, os moradores de Itajaí receberam uma promessa no final de 2011. Uma draga do governo do estado faria a limpeza e o aprofundamento do canal do Itajaí-mirim, o que diminuiria ...

 

Já possui cadastro? Faça seu login aqui.

OU

Quer continuar lendo essa e outras notícias na faixa?
Faça seu cadastro agora mesmo e tenha acesso a
10 notícias gratuitas por mês.

Cadastre-se aqui



Bora ler todas as notícias e ainda compartilhar
as melhores matérias com sua família e amigos?

Assine agora mesmo!


Calejados com as enchentes, os moradores de Itajaí receberam uma promessa no final de 2011. Uma draga do governo do estado faria a limpeza e o aprofundamento do canal do Itajaí-mirim, o que diminuiria o impacto das cheias. A promessa ficou só no discurso.



“Nunca passou aqui, não, nenhuma draga”, testemunha a dona de casa Vanda Lucas Francisco, 53 anos, que mora na avenida Campos Novos, no bairro São Vicente, do ladinho da ponte Wilson Kleinubing. Ela diz que a última vez em que viu a baita foi antes de a ponte ser construída. “Quando ainda era uma pinguela, faz muitos e muitos anos”, revela.

O mototaxista Rogério Soares, 32, conta que saiu de casa no final de 2008 com a água na altura do peito. Ele mora no Rio Bonito, pertinho do Itajaí-mirim, mas diz que nunquinha viu uma draga trampando naquelas bandas. “Não me recordo. Se dragaram, foi num dia em que eu não vi. E olha que eu estou sempre zanzando por aí de moto”, fala.


Segundo o coordenador da defesa Civil peixeira, Everlei Pereira, a última dragagem no Itajaí-mirim rolou ainda em 2007. “Em 2011, a draga não funcionou porque não tinha projeto nem licença ambiental”, revela.

De acordo com o prefeito Jandir Bellini (PP), a draga era da Cidasc, do governo do estado, mas nunca chegou a Itajaí. “Foi para as cucuias. Desapareceu até o projeto”. O mandachuva preferiu não dar os detalhes por telefone e disse que falaria a respeito pessoalmente, quando voltasse da viagem a França.


O secretário de Desenvolvimento Regional de Itajaí, Claudir Maciel, confirma que havia um projeto, mas que nunca saiu do papel. “Eu desconheço os motivos. Hoje, a draga da Cidasc está sendo usada por outro município. O governo tem projetos grandiosos para diminuir os impactos da enchente em Itajaí”, discursa.

Claudir refere-se ao Pacto por Santa Catarina, que vai destinar cerca de R$ 600 milhões, para obras de prevenção às cheias. Dessa bufunfa toda, Itajaí deve levar R$ 94 milhões. “Vai nos trazer uma realidade que não tínhamos, que é capacidade de investimento”, revela. O bagrão jura que as obras devem começar, pelo menos, antes do fim do mandato do governador Raimundo Colombo (PSD). “Essa é uma das prioridades”, afirma.

Everlei conta que, ao contrário do que muita gente pensa, a dragagem por si só não resolve os problemas de enchente. “Precisa de um conjunto de obras”, explica. Ele acredita que só a dragagem do rio vai custar cerca de R$ 19 milhões. Segundo Everlei, o consórcio que ganhou a licitação para fazer os projetos executivos de todas as obras do Pacto tem até dezembro para deixar tudo nos trinques.

O consórcio é formado pelas empresas Geoenergy e Prósul. Serão analisadas todas as propostas apresentadas pela agência Japonesa de Cooperação Internacional (Jaica) e também pelos pesquisadores da Univali. “Vão analisar todas as propostas, ver o que for mais adequado à nossa cidade. As propostas que apresentarem o melhor desempenho serão postas em prática”, explica.

Sabichão sugere fechar barragem para melhorar escoamento


O oceanógrafo e doutor em engenharia oceânica, João Luiz Batista de Carvalho, diz que a dragagem do Itajaí-mirim é apenas uma das alternativas para diminuir os impactos das cheias. E está longe de ser a solução ideal. Ele explica que o rio funciona como um grande reservatório de água, e que a dragagem teria que ser refeita volta e meia, porque o Itajaí-mirim não tem grande vazão de água, por isso a lama acaba se acumulando no fundo.

Uma das sugestões apresentadas pelo especialista é fechar a barragem do Semasa, no São Roque, duas vezes por dia, para forçar a água a escoar pelo antigo curso do rio e evitar que a lama acumule no fundo. “Mas o fechamento seria feito durante os horários de maré baixa, para evitar os alagamentos nas terras dos agricultores”, detalha. A medida, segundo o sabichão, não custaria praticamente nada aos cofres do município.

Outra sugestão é construir um prolongamento do cais do terminal de trocadeiro, na margem esquerda do rio, na Barra do Rio, para aumentar a vazão da água. “Seria uma espécie de molhe, que também poderia servir como atracadouro de navio”, explica. O projeto do profe está junto com as propostas da Jaica no termo de referência que foi licitado pelo Pacto por Santa Catarina, o qual deve ser analisado pelo consórcio.




Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×






3.239.95.36

Últimas notícias

SEGURANÇA 

SC ganha novos peritos criminais e médico-legais

BOMBINHAS

Mulher vira refém do namorado em pousada; pedido de ajuda foi pelo Whats

Balneário Camboriú

Comando Regional da PM tem novo comandante 

Paradesporto

Balneário Camboriú terá 74 paratletas no Parajasc

CULTURA 

Itajaí e BC entram no circuito de espetáculos nacionais de teatro 

Coisas da internet

Vídeo de megaprojeto de Elon Musk em Balneário Camboriú é totalmente fake

PENHA

Motociclista que caiu da moto morreu atropelado na variante

SAÚDE BUCAL

Itajaí terá mutirão pra atendimento odontológico gratuito; veja como participar

Solidariedade

Barra e fornecedora de água doam 30 mil litros para o Rio Grande do Sul

Esporte

Ouro de Itajaí: equipe de ginástica rítmica participa do Catarinense juvenil



Colunistas

Direito na mão

Aposentadoria para PCD: entendendo as regras e benefícios para quem tem redução de capacidade para o trabalho

JotaCê

Peeter faz visita ao JC

Show de Bola

Começou a Segundona

Coluna Esplanada

Pouco avanço

Coluna Exitus na Política

Viver de pedras, desejar esponjas

Na Rede

Acidente com ônibus escolares, expedição de surfistas para o RS e mais: se liga nos destaques do DIARINHO na internet 

Coluna do Ton

Vibes da Turquia

Mundo Corporativo

Líderes espiritualizados em tempos difíceis ainda é possível?

Histórias que eu conto

Armação da infância 3

Coluna Fato&Comentário

Associativismo comunitário em Itajaí: o começo

Via Streaming

Tudo pelo dinheiro

Ideal Mente

O desamparo da infidelidade

Artigos

O combate ao abuso e à exploração de crianças e adolescentes é um compromisso coletivo

Jackie Rosa

Niver da Chris

Gente & Notícia

Níver da Margot

Foto do Dia

“O mar, quando quebra na praia”

Coluna Existir e Resistir

Designação geral sobre o fim do mundo



TV DIARINHO


Dois menores de 17 anos foram presos e acusados de furtos a comércios. A dupla é a principal suspeita ...





Especiais

DENÚNCIA

Vendedores denunciam serem forçados a vender cartão do Itaú em esquema milionário

NA ESTRADA

Pôr do sol de tirar o fôlego é atração o ano inteiro na praia de Armação

RIO GRANDE DO SUL

A história de luta de um quilombo que resiste às enchentes em Porto Alegre

DADOS INÉDITOS

Em meio ao lixo das chuvas no Rio Grande do Sul, catadores não conseguem trabalhar

NÚMEROS

No Brasil, 3 a cada 4 vivem em cidades com mais risco de desastres por chuvas



Blogs

Blog do JC

Pai Atanásio diz que governo ainda tem maioria

Blog da Jackie

Sasha Meneghel

A bordo do esporte

Mata o Velho, regata divertida de ILCA no YCSA

Blog da Ale Francoise

A pílula da felicidade

Blog do Ton

Amitti Móveis inaugura loja em Balneário Camboriú

Gente & Notícia

Warung reabre famoso pistão, destruído por incêndio, com Vintage Culture em março

Blog Doutor Multas

Como parcelar o IPVA de forma rápida e segura

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado



Entrevistão

Marisa Zanoni Fernandes

"Balneário Camboriú não precisa de capitão, fantoches, seres iluminados, ungidos. Precisa de pessoas comprometidas com a democracia”

Vilfredo e Heloísa Schurmann

"Nós reciclamos só 6% no Brasil. Na Europa já é 50%. A própria China já está com 35% de reciclagem” (Vilfredo)

João Paulo

"Essa turma que diz defender a família ajudou a destruir a boa convivência em muitas famílias. Na defesa de um modelo único, excludente"

Entrevistão Peeter Grando

“Balneário Camboriú não precisa de ruptura, mas de uma continuidade”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








MAILING LIST

Cadastre-se aqui para receber notícias do DIARINHO por e-mail

Jornal Diarinho© 2024 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação