Matérias | Economia


Concessão suspensa

Antaq suspende o arrendamento provisório do porto de Itajaí

Antaq cobrou mais dados que deem segurança sobre manter as operações do porto com empresa provisória

Franciele Marcon [fran@diarinho.com.br]

Processo para contratação da Ctil Logística está suspenso (Foto: Paulo Giovanny)

A Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) suspendeu os dois processos seletivos simplificados lançados pela superintendência do Porto de Itajaí para contratação de novos operadores. Está suspenso o processo que visava contratar um arrendatário para operar provisoriamente a área ocupada hoje pela APM Terminals, berços 1 e 2, e também o processo ligado às operações portuárias de cargas gerais e de celulose, que são realizadas nos berços públicos 3 e 4. O porto tem 15 dias para apresentar à Antaq dados sobre a capacidade técnica e operacional da Ctil Logística.

Por conta do contrato de arrendamento com a APM se encerrar no final deste ano, a superintendência do Porto de Itajaí havia lançado processo seletivo simplificado para contratação de um novo arrendatário provisório. A empresa Ctil foi a vencedora do certame e assumiria as operações a partir de 2023, mas a APM apresentou denúncia à Antaq tentando reverter o processo.

Na quinta-feira, uma reunião ordinária da diretoria da Antaq analisou a denúncia e se manifestou sobre o impasse. A agência decidiu suspender o processo seletivo simplificado para exploração da área dos berços 1 e 2, em regime transitório, até o lançamento do edital para a privatização total do cais pelo governo federal.



O órgão entendeu que houve risco de violação do interesse público nas operações. “O desfecho do processo licitatório é fundamentar o contrato de transição, se esse processo licitatório não suprir aquelas necessidades, aqueles requisitos que são estabelecidos para a celebração de um contrato de transição, acho que é muito prudente essa atuação da agência no sentido de resguardar e suspender o processo desde já”, decidiu o diretor-geral da Antaq, Eduardo Nery.

Nery alega que há questões que são importantes e essenciais no contrato de transição que precisam ser demonstradas. “Uma delas é a demonstração de que o futuro contratado vai ter condições de manter a capacidade operacional existente, não só de movimentar a carga no cais, mas também de ter condições comerciais de atrair cargas e manter uma movimentação pelo menos mínima, que atenda as demandas de um porto tão importante. Outras questões também precisam ser demonstradas, como as questões alfandegárias”, argumentou. 

A Antaq abriu prazo de 15 dias corridos para que a Autoridade Portuária responda sobre as questões apontadas pela agência. Para seguir com o processo seletivo, a Antaq quer que o porto demonstre a continuidade das operações de movimentação de cargas em Itajaí.   


“O diagnóstico da agência está sendo prevenir até algum tipo de insegurança jurídica em relação ao prosseguimento das operações naquela área. Alguns questionamentos que vão poder ser agora apresentados pela superintendência. A gente sabe que a superintendência tem feito esse esforço, reconhece, mas em nome da continuidade da operação, não pode ser somente analisada a entrada de aumento de receita no porto”, disse Nery.

Porto diz que vai apresentar informações solicitadas

Segundo o superintendente do Porto de Itajaí, Fábio da Veiga, o processo foi suspenso pela Antaq para que a autoridade portuária demonstre a capacidade técnica e operacional da Ctill Logística, vencedora do processo simplificado, para operar o cais itajaiense.

“Eles suspenderam a análise do processo e nos deram 15 dias para instruir o processo com relação a capacidade operacional da Ctill. A gente está trabalhando nisso, vamos apresentar currículos dos funcionários e prestadores de serviço, plano operacional e contratações já feitas por eles dos equipamentos que precisam trazer para a operação. Além de possíveis fornecedores e contratos com armadores”, informou Fábio.

O superintendente explicou que o prazo de 15 dias corridos só passará a valer a partir de segunda ou terça-feira, quando ele receberá oficialmente o documento da Antaq. “Estou otimista com a continuidade do processo, obviamente. Se o processo tivesse algum erro formal, alguma ilegalidade gritante, a Antaq já teria decidido anular o processo simplificado. Não tem nenhuma falha formal. O mérito questionado pela Antaq é se a empresa tem capacidade ou não para tocar a operação”, justificou.


Após receber o retorno do porto, a Antaq voltará a analisar o processo simplificado e dará um parecer final, autorizando a operação da Ctill em Itajaí ou determinado a abertura, por exemplo, de outro processo.




Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×






3.236.65.63

Últimas notícias

ESPINHEIROS

Filmado: Moça tem bolsa com dinheiro e documento furtada em mercado

Pesquisa de preços

Bora conferir as pechinchas da semana pra garantir o churrasco do jogo do Brasil

GUSTAVO BERNEDT

Motorista é socorrida após capotar carro em Cordeiros

Copa do Mundo

Inglaterra bate Senegal e pega França nas quartas

RIO GRANDE

Barco de pesca de Itajaí encalha na praia do Cassino

Fim das buscas

Corpo do cabo Teodoro é achado no rio

ITAJAÍ

Moradora da Itaipava pede ajuda para consertar veículo que tinha sido roubado

ITAJAÍ

Homem morre atropelado na BR 101

SOLIDARIEDADE

Família faz vaquinha para ajudar no tratamento dos filhos autistas 

Copa do Mundo

Brasil terá Neymar de volta contra a Coreia do Sul



Colunistas

JotaCê

Anna na presidência da Câmara?

Coluna Exitus na Política

A liberdade do tempo

Coluna Esplanada

Posse disputada

Clique diário

Curvas da Atalaia

Canal 1

“Fazenda” entra na reta final com a certeza do dever cumprido

Na Rede

Confira o que bombou nas redes sociais do DIARINHO

Via Streaming

“Rainha de Katwe”

Foto do Dia

Entrada da Barra

Jackie Rosa

Mulherada reunida

Vinicius Lummertz

SC do futuro: nas BRs, 2023 pode ser pior do que 2022

Gente & Notícia

Família Koch na Copa

Direito na mão

O que acontece se a empresa não pagou o INSS do funcionário? Como fica a aposentadoria?

Coluna do Janio

Marinheiro no mercado

Coluna do Ton

Mãe & Filha

Coluna Fato&Comentário

Alvim Sandri: "História de vida", aos 99 anos

Artigos

Não queremos viver numa pátria dominada pela bandidagem



TV DIARINHO


Entrevistão com Alvin Sandri



Podcast

Entrevistão com Alvin Sandri

Publicado 03/12/2022 10:10



Especiais

Pesquisa de preços

Bora conferir as pechinchas da semana pra garantir o churrasco do jogo do Brasil

OLHO NA DOSE

Pesquisa de preço mostra onde bebidas quentes são mais baratas

Na Estrada com o DIARINHO

Maravilhas naturais fazem de Bombinhas o Caribe catarinense

Itajaí

Do imóvel popular ao de altíssimo padrão são as apostas da Lotisa

Alto padrão

Procave agrega valor e exclusividade



Blogs

A bordo do esporte

Araruama (RJ) confirma calendário de regatas de 2023

Blog do JC

Quadrangular 71 anos

Blog Doutor Multas

Fumar e dirigir dá multa?

Blog do Ton

Festa The Box comemora 5 anos neste fim de semana em Balneário Camboriú

Blog da Ale Francoise

Os poderes da Spirulina!

Blog da Jackie

Spring Party

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado



Entrevistão

Alvim Sandri

"Levei a vida que a minha mãe ensinou: fé em Deus e andar certo

Marcelo Sodré

"A hora que entrar o contrato de arrendamento essa agonia se dissipa. As empresas vêm pra fazer o porto continuar crescendo”

James Winter

“Só vai haver desemprego e demissão em massa se não tiver carga aqui no Porto de Itajaí”

Décio Lima

"Hoje, de R$ 97 bilhões que são arrecadados pelo governo federal em Santa Catarina, apenas R$ 7 bilhões voltam”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








Jornal Diarinho© 2022 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação