Matérias | Especial


Estaleiro

INC vai triplicar capacidade produtiva

Há boas expectativas para o ano de 2022

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

A INC – Indústria Naval Catarinense - anuncia o aumento das contratações e tem boas expectativas para o ano que vem. A empresa mantém sua planta fabril instalada em Navegantes, há cerca de quatro anos, e atende à demanda da Internacional Marítima, empresa maranhense com mais de 30 anos de atuação na prestação de serviços para os setores marítimo e de navegação. A INC tem capacidade de processar 100 toneladas de aço por mês e gera, atualmente, 150 empregos diretos. Número que deve dobrar nos próximos meses com o início da construção de duas embarcações de grande porte.

“Estamos bastante otimistas com a construção de um ferry-boat a partir do início do ano que vem, o que vai demandar a geração de, aproximadamente, 200 novos postos de trabalho, além de outros novos contratos”, comemora o diretor Josuan Moraes Júnior. A empresa constrói e repara embarcações de serviços (workboats), lanchas para o transporte de passageiros, rebocadores portuários, navios de apoio à plataforma de petróleo, ferry-boats e barcos de pesca. Nos últimos meses, trabalha, também, com reparos navais, serviço que cresce, significativamente, na região.

“Passamos quase dois anos com pouca demanda em função da pandemia, mas a empresa não parou em momento algum. Nesse período, executamos algumas obras de reparos navais em outros estados [como Minas Gerais, São Paulo e Bahia] e a demanda de concorrências públicas aumentou bastante neste semestre, com perspectivas de melhora para o setor”, acrescenta Moraes.



O otimismo do executivo é justificado pela consolidação da região como um importante polo da construção naval no Brasil, com o maior cluster de fornecedores, empresas terceirizadas e mão de obra especializada do país, aliada às perspectivas de crescimento dos setores de petróleo e gás. “Os estaleiros instalados em Itajaí e Navegantes têm ainda, num raio de 100 quilômetros, a melhor metalmecânica do Brasil, com praticamente tudo que a indústria naval requer”, pontua.

Josuan Moraes acrescenta que a retomada da indústria do petróleo com perspectivas de crescimento, os portos com demandas crescentes e com a volta à normalidade pós-pandemia, há excelentes expectativas de crescimento para o setor a partir de 2022. No entanto, a adoção de políticas governamentais eficientes seria crucial para alavancar ainda mais o setor.

 “A indústria naval depende de encomendas perenes e só se consegue isso com políticas de reserva de mercado. Precisamos de garantias de um percentual para conteúdo nacional, incentivos tributários e linhas de financiamentos adequadas”, afirma. Outro desafio é a formação de mão de obra de qualidade para atender a crescente demanda do setor.





Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×






34.239.154.201

TV DIARINHO


Leilão de carros apreendidos em Santa Catarina deve ser mais agilizado com parceria entre Detran e Tribunal ...





Especiais

MEIO AMBIENTE

Ibama proíbe pulverização aérea de agrotóxico letal a abelhas, o tiametoxam

Caso Ilha de Marajó

Vereadora de Navegantes está entre os políticos que impulsionaram fake news sobre exploração sexual infantil

TURISMO

Japaratinga: vale a pena se hospedar no melhor resort do Brasil?

VIAGEM NO TEMPO

Museu do Carro traz nostalgia e diversão sobre o universo automotivo

NOVOS TEMPOS

SC é pioneira na promoção da mobilidade elétrica



Blogs

A bordo do esporte

Inaê Sailing Team segue entre os primeiros da Copa Mitsubishi

Blog do JC

Não sabe de nada...

Blog da Jackie

Verão, calor, quentura e mormaço

Gente & Notícia

Warung reabre famoso pistão, destruído por incêndio, com Vintage Culture em março

Blog da Ale Francoise

Intestino preso, use todos os dias

Blog do Ton

Medicina Estética

Blog Doutor Multas

Como parcelar o IPVA de forma rápida e segura

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado



Entrevistão

Entrevistão Adão Paulo Ferreira

"Porto sozinho não serve para nada. Ele precisa ter navios, linhas"

Irmã Simone

"Aqui nós atendemos 93% SUS”

Eduardo Rodrigues Lima

"A Marinha já fez 27 mil abordagens a embarcações no Brasil inteiro”

Edison d’Ávila

"O DIARINHO serve como uma chamada à consciência da cidade”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








MAILING LIST

Cadastre-se aqui para receber notícias do DIARINHO por e-mail

Jornal Diarinho© 2024 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação