Colunas


Coluna Fato&Comentário

Por Edison d'Ávila -

“A vaquinha do seu Zena”


No tempo em que as famílias tinham muitas ocasiões de conversas, encontros e diversões em casa, antes que a televisão e o telefone celular dessem fim a tais tertúlias familiares, uma das diversões caseiras era um jogo chamado à época de víspora.

Agora a víspora se chama bingo ou loto e se joga marcando os números de uma cartela. Números que eram  anunciados,   como se dizia, por um cantador. Essa pessoa, quando bem escolhida,  além de cantar os números, fazia-o de forma jocosa, divertindo os jogadores,  a estimular-lhes divertimento e alegria.

Pois, em Itajaí, de antigamente, era costume o bom cantador substituir os nomes de alguns números por expressões divertidas e matreiras. Assim, o número 7 era cantado como “a conta do mentiroso”; o 15, como “a idade de menina”; já o 33 era dito “a idade de Cristo”,  e assim seguia-se com  o divertido cantador. Quando surgia o número 25, então ele invariavelmente cantava: “a vaquinha do Seu Zena !”

Essa espirituosa expressão se relacionava com o número da vaca,  no popular Jogo do Bicho. Mas por que  tal associação divertida entre o Jogo do Bicho e o Seu Zena? Quem era o Seu Zena?

Samuel Heusi Júnior ou Zena era filho de destacado comerciante e liderança política de Itajaí no Império e na Primeira República. O pai exerceu as funções públicas de  vereador, presidente da Câmara Municipal e Prefeito. Pai e filho também fizeram parte do movimento maçônico itajaiense.

Zena se revelou bom comerciante e empreendedor  do comércio e indústria. Teve panificadora, café e salão de jogos; criou a primeira fábrica de gelo e produziu os primeiros picolés da cidade.

Muito ligado a empreendimentos comerciais de entretenimento, alimentação e esportes, com destaque para o hipismo, ele entendeu de trazer para Itajaí o Jogo do Bicho, antes que fosse decretado como contravenção penal. Muito popular no Rio de Janeiro, onde fora criado pelo Barão de Drummond no ano de 1892.

O Jogo do Bicho por aqui teve logo larga adesão popular, a banca do Seu Zena se fortaleceu e ele se tornou mais ainda conhecido como o dono do jogo.

A adesão fora tão grande que pobres,  remediados e ricos, todos queriam fazer a sua “fezinha”. Havia mesmo aqueles mais viciados que chegavam a ir a  pé da Fazenda a Barra do Rio somente para saber a centena do número duma casa com que sonhara na noite anterior. Ou se buscava quem pudesse interpretar sonho noturno em que pessoas ou bichos houvessem aparecido. Todo número, dezena e milhar, onde quer que se encontrassem, serviam de motivação para se fazer o jogo.

O Jogo do Bicho era acessível, somente se jogava o dinheiro que se quisesse, e tinha credibilidade, porque nunca se deixou de pagar prêmios, mostrando-se apenas o volante do jogo com os números apostados. Conta-se mesmo que certo jogador que apostava no número de um bicho por mais de ano, caiu doente e não fizera os jogos. Pois, naqueles dias saiu enfim o número do bicho em que ele havia posto tanta fé. Sabedor disso, Seu Zena mandou empregado da banca ao hospital pagar o prêmio ao doente e azarado jogador, mesmo não tendo ele feito o  jogo. Porque dizia o dono da banca: o azar não pode ser maior que a sorte!


Comentários:

Deixe um comentário:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.

Leia mais

Coluna Fato&Comentário

Aprender português com quem sabia

Coluna Fato&Comentário

Arnaldo Brandão: centenário do escritor de Itajaí

Coluna Fato&Comentário

1922: 100 anos da Independência em Itajaí

Coluna Fato&Comentário

Dona Elizabeth Malburg e patriotas exaltados

Coluna Fato&Comentário

Antonico Ramos e o sonho do vigia

Coluna Fato&Comentário

Museu histórico de Itajaí: 40 anos

Coluna Fato&Comentário

Dimas Rosa: artista de Itajai desconhecido aqui

Coluna Fato&Comentário

Penha x Navegantes - quase guerra

Coluna Fato&Comentário

Tradição e inovação: a festa do Divino de Itajaí 

Coluna Fato&Comentário

“Chuta, seu Alberto”: corridas de cavalo no Itajaí antigo

Coluna Fato&Comentário

Festa na Vila: Nossa Sra. da Paz e São José Operário

Coluna Fato&Comentário

Coloninha: bairro popular de Itajaí

Coluna Fato&Comentário

Senhor dos Passos: devoção do povo

Coluna Fato&Comentário

Hugo Calgan: mistério da pintura de Itajaí - 1884

Coluna Fato&Comentário

Sindicato dos Estivadores: 100 anos

Coluna Fato&Comentário

Ariribá, Canhanduba, Itaipava: nomes Tupis em Itajaí

Coluna Fato&Comentário

Brizola e o “grupo de onze”daqui

Coluna Fato&Comentário

Tespis Cia. de Teatro: memória e história

Coluna Fato&Comentário

2022: Comemorações relevantes na cidade

Coluna Fato&Comentário

Hino de Itajaí - cinquentenário



Blogs

A bordo do esporte

Vela estreia nos Jogos Sul-Americanos no domingo (2)

Blog do JC

Eleições

Blog do Ton

Zezé Di Camargo & Luciano aterrissam em outubro no Expocentro BC

Blog Doutor Multas

5 golpes comuns que você deve ficar atento ao comprar um carro

Blog da Jackie

Spring Party

Blog da Ale Francoise

Tá com tosse aí?

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado



Entrevistão

Jorge Boeira

“A saúde de Santa Catarina está esperando vaga na UTI”

Esperidião Amin

"Eu não quero colocar o Bolsonaro dentro da minha gaiola - que é o que alguns querem, ser o dono do Bolsonaro. Já foram até repreendidos por isso”

Décio Nery de Lima

"Vou retomar os investimentos que o Bolsonaro negou para Santa Catarina”

Jorginho Mello

"O candidato do presidente Bolsonaro é o Jorginho Mello”

TV DIARINHO

Oba! Faltam só 6 dias pra maior festa do pescado do Brasil! Vem aí a Marejada! #marejada #itajai #santacatarina ...



Podcast

Minuto DIARINHO - 30/09/2022

Publicado 30/09/2022 15:40


Especiais

Fique ligado

Confira as orientações, regras e serviços para o dia da eleição

ENTREVISTA

“Já atingimos ponto de não retorno” em algumas regiões da Amazônia, diz pesquisadora

ELEIÇÕES 2022

Partidos em Santa Catarina receberam quase R$ 194 milhões

ELEIÇÕES 2022

Confira quanto cada candidato da região recebeu do fundão eleitoral

Pesquisa DIARINHO

Preço da carne pode variar até 145%



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








Jornal Diarinho© 2022 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação