Colunas


Coluna do Janio

Por Coluna do Janio -

Começou 2021 para o Marinheiro!


As eliminações e frustrações de 2020 já são página virada no Gigantão das Avenidas. O Marcílio Dias começou na última semana os preparativos para a temporada 2021, que terá início oficialmente no próximo dia 24, com a estreia do Marinheiro no Catarinense diante do Brusque, em Itajaí. O Rubro-anil manteve a base do seu elenco e tem como principal novidade o comando técnico de Carlos Alberto Teco. Há alguns anos como auxiliar permanente do clube, Teco é a aposta da diretoria em um momento de incertezas financeiras. O corte de gastos foi a justificativa usada pelo Marinheiro para a não renovação com o técnico Waguinho Dias, embora as eliminações no Brasileiro da série D e na Copa Santa Catarina também tenham pesado. A saída de Waguinho deixou boa parte da torcida descontente, mas o clube preferiu não ir ao mercado em busca de outro treinador. Teco conhece muito bem o elenco, é benquisto por todos dentro do grupo e tem mostrado competência no dia a dia. O momento é de apoiar o novo treinador e acreditar no potencial dele para levar o Marcílio a alcançar suas metas no ano. Claro que ainda há muito o que amadurecer, como por exemplo na hora de dar entrevistas, mas seus resultados, quando foi requisitado para ficar à beira do campo, foram positivos. O clube conta com profissionais muito experientes na sua comissão, como Gelson Silva e Toninho Camarão, e eles serão muito importantes para acompanhar e orientar Teco nessa nova função.

Elenco competitivo

A derrota amarga para o Concórdia na semifinal da Copinha ainda está na lembrança do torcedor, e a única forma de apagá-la é com bons resultados no Catarinense. Elenco para alcançar a sua classificação na primeira fase do estadual o Marcílio tem. Acompanhando as informações da maioria dos clubes que estão na série A nesse ano, o Marinheiro entra com a vantagem de ter um elenco que atuou junto em 26 partidas desde setembro, com uma espinha dorsal da equipe que disputou o Catarinense em 2019. As peças que mudaram em relação ao último Catarinense, na teoria, foram aprimoradas. É o caso da chegada dos meias João Henrique e Gustavo Henrique, algo que faltou no último estadual, e de David Batista como centroavante. Ainda tem a opção do garoto Zé Vitor para o ataque, que vinha em ótima fase. O Marcílio precisa se reforçar mais, e uma das prioridades é a ponta esquerda, já que Anderson Ligeiro sofreu uma lesão mais grave no último jogo. Para essa posição o Marinheiro já encontrou o substituto e ele deve chegar no Gigantão em breve.


Comentários:

Deixe um comentário:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.

TV DIARINHO

Confira os destaques dessa sexta-feira



Podcast

Jornalista frisa

Publicado 27/02/2021 15:34


Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯