Matérias | Polícia


Crime em Laguna

Amanda teria sido assassinada por “amigos” e cavado a própria cova, diz delegado

Crime ocorrido na praia do Sol, divisa com Imbituba, chocou o sul do Estado

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

Amanda falou que voltaria ao Paraná após dia 15 de novembro, o que não ocorreu. Fotos Divulgação.


Para a família, uma moça trabalhadora, uma mãe dedicada à filha; para os amigos, uma lacuna que não será mais preenchida. Estes são os primeiros relatos de quem conheceu e conviveu com Amanda Albach, 21 anos, de Curitiba, encontrada morta numa praia de Laguna.  


O crime foi confirmado sexta-feira pela polícia Civil de Santa Catarina, que localizou o corpo da jovem, moradora do Paraná, desaparecida desde 15 de novembro, no Estado catarinense. Três suspeitos tiveram a prisão decretada.

O local exato do crime foi a praia do Sol. Amanda foi encontrada no início da tarde, enterrada num ponto da praia. As prisões dos suspeitos ocorreram em Canoas, no RS, na quinta-feira, dia 2, e levadas até Laguna para auxiliar nas investigações. 

Segundo informaram familiares, Amanda, embora moradora de Fazenda Rio Grande, região metropolitana de Curitiba, no PR, viajava regularmente a Santa Catarina, onde trabalhava com vendas, e passava de três a quatro dias no estado  catarinense.

Em entrevista coletiva na tarde de sexta-feira, em Laguna, o delegado-geral da polícia Civil de Santa Catarina, Marcos Flávio Ghizoni Júnior, destacou o trabalho e parabenizou os policiais civis pelo empenho no caso. Houve apoio da polícia Civil do Rio Grande do Sul, por meio da divisão de Homicídios de Canoas (RS).

O titular da DIC de Laguna, delegado Bruno Fernandes, revelou que um dos presos confessou ter levado a vítima para o local do crime e efetuado dois disparos. As investigações prosseguem. Os suspeitos, tidos como “amigos da vítima” – entre eles uma moça que teria morado e conhecido Amanda em Fazenda Rio Grande – teriam exigido que ela cavasse a própria cova antes de balear e matar a promotora de vendas. 

Continua depois da publicidade



A família destacou que como trabalhava em Santa Catarina, Amanda destacou que voltaria para o Paraná após o feriado de 15 de novembro. Ela teria participado de uma festa em Jurerê Internacional, em Florianópolis, e desde então, o contato com a mãe foi perdido, e as buscas por ela começaram. Agora, todos seguem no aguardo da perícia e relatórios policiais que esclareçam as circunstâncias do feminicídio.




Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×





3.238.104.143

TV DIARINHO


Confira os destaques desta segunda-feira



Podcast

Minuto DIARINHO 04/07/2022

Publicado 04/07/2022 21:18



Especiais

Cordeiros

Professora Rita de Cássia ensinou matemática a diferentes gerações de itajaienses

SUPERAÇÃO

Deficiência nunca impediu Jailton de fazer o que quis; até elevador em casa ele construiu

Centro de Itajaí

Bravacinas se transforma em referência em vacinação humanizada

Itajaí

Itajaí mantém protagonismo na pesca industrial

A riqueza vem pelo mar

Polo náutico reúne players mundiais do mercado de luxo



Blogs

A bordo do esporte

Brasil realiza único evento de automobilismo do mundo de Ayrton Senna

Blog da Ale Francoise

Chá de sabugueiro!

Blog do JC

Salve o Ribeiro!

Blog do Ton

Consultório médico, em Balneário Camboriú tem pegada chic, mas sem excessos

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Blog Doutor Multas

A Desentupidora mais próxima de você! Desentupidora de emergência 24h SP

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado

Blog da Jackie

BALNEÁRIO FASHIOW foi SHOW



Entrevistão

Willian Cardoso, o Panda

"Saquarema provavelmente vai ser meu último mundial, aí eu vou estar focado no brasileiro”

Renata Teixeira Pinto Viana

"Não se indica cigarro eletrônico para alguém que queira parar de fumar"

Governador de Santa Catarina

"É importante destacar que as obras só avançam por conta dessa decisão de colocar recursos dos catarinenses nas rodovias federais”

José Evaldo Koch

“O hortifruti é nosso berço”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








Jornal Diarinho© 2022 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação