Matérias | Política


Bastidores

Depoimento faz acusações contra vereadora nas eleições de 2016

Relato de empresário diz que assessor da então candidata a prefeita pediu “ajuda financeira” pra campanha em troca de favores

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

Assessor de Anna teria pedido ajuda financeira para empresário da construção civil (foto: ilustrativa/ franciele marcon)

Um documento vazado nessa semana traz o depoimento do empresário Gelson Laffitte, da G. Laffitte Incorporações e Empreendimentos Imobiliários, dado à polícia Federal em fevereiro de 2020. O relato traz acusações de que um assessor da então candidata à prefeitura de Itajaí nas eleições de 2016, Anna Carolina Martins (PSDB), teria “pedido ajuda financeira para a campanha”. Em troca, a promessa seria de agilizar os procedimentos burocráticos da empresa na prefeitura, caso a candidata vencesse as eleições.

O empresário foi um dos presos na operação Terra Prometida, entre 2015 e 2017, que investigou crimes de corrupção entre agentes públicos e empresas em Camboriú. No processo, ele fez acordo de delação premiada com o Gaeco de Itajaí, colaborando com as investigações. A empresa também foi alvo da operação Dupla Face, de 2015, que investigou o pagamento de propina a agentes públicos pra liberação de loteamentos em Itajaí.

O depoimento do empresário foi feito em inquérito policial, já arquivado, que apurou crimes de corrupção e lavagem de dinheiro apontados pela promotoria eleitoral contra sete investigados. Na declaração, o empresário afirma que, semanas antes das eleições de 2016, foi procurado no escritório da empresa por um assessor da então candidata Anna Carolina.



O tal assessor teria pedido “ajuda financeira para a campanha”, em troca de favores futuros na prefeitura, numa eventual vitória da candidata. O empresário relatou no depoimento não se lembrar do nome do assessor. Segundo o depoimento, o empresário decidiu fazer a doação de dois terrenos do loteamento Jardim Vitória, em Ilhota, no valor de R$ 25 mil cada.

Os lotes ficariam em nome de duas pessoas, que seriam um fornecedor da campanha e o pai de Anna, o advogado João José Martins. A doação de lotes teria sido considerada opção “menos onerosa” para a empresa do que fazer pagamento em dinheiro à campanha.

Campanha do Volnei


No depoimento, o empresário também afirma ter feito pagamento de propina de R$ 100 mil para o PMDB de Itajaí, semanas após a eleição de Volnei Morastoni no pleito. Gelson afirmou que procurou na ocasião uma liderança do partido, pedindo ajuda pra que os processos da empresa fossem destravados na prefeitura.

A doação fraudulenta teria sido feita em parcelas, através de depósitos, para uma empreiteira pagar “restos de campanha” do partido do prefeito eleito. Mesmo com o pagamento, o empresário disse que a empresa não teve nenhum processo facilitado junto à prefeitura.

Esse caso foi remetido ao tribunal Regional Eleitoral (TRE), devido ao foro privilegiado, e ainda estaria em andamento na justiça. Presidente do MDB de Itajaí, Wilson Francisco Rebelo Junior disse que não vai se manifestar sobre o assunto. “Esse assunto foi lá em 2016. Foi prestado esclarecimento na época”, comentou, ressaltando que não teve mais informações.

Vereadora alega represália à CPI

Para vereadora, divulgação do caso seria em represália ao avanço da CPI das Máscaras na câmara (foto: divulgação)


A vereadora Anna Carolina informou que também foi ouvida na investigação e que a representação contra ela acabou sendo arquivada em setembro deste ano pela justiça.

Ela rebateu as acusações, destacando que desconhece quem seria o citado assessor que teria procurado o empresário pedindo dinheiro em seu nome.

Para ela, a divulgação do depoimento com as acusações seria em represália ao avanço da comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga superfaturamento na compra de máscaras pela prefeitura de Itajaí durante a pandemia. “Essas coisas vem agora por causa da CPI, mas estou tranquila”, afirma.

Anna é membro da comissão e autora do pedido de abertura da CPI, em andamento desde setembro. Na segunda-feira, três servidoras da prefeitura prestaram depoimento à comissão como testemunhas. Duas delas foram transferidas de funções na secretaria de governo para outras secretarias durante a pandemia. Elas falaram sobre o funcionamento de rotinas internas em licitações.


Para a vereadora, os depoimentos e documentos já levantados pela CPI comprovam que o município pagou mais caro pelas máscaras mesmo tendo orçamentos mais baratos em várias compras. A investigação mira 10 contratos feitos durante a pandemia, somando cerca de 20 milhões de máscaras. 

O principal é uma compra de 10 milhões de máscaras por R$ 12 milhões. Nesse contrato, a CPI aponta que a prefeitura tinha orçamento de R$ 0,60 a unidade, mas foram compradas as máscaras do orçamento mais caro, de R$ 1,10 por item. Além disso, quando o contrato foi firmado, em abril desse ano, o município ainda tinha dois milhões de máscaras em estoque.

A vereadora afirma que a empresa que vendeu as máscaras nesse contrato seria parente de um servidor da prefeitura e que teria ligação com outras empresas que participaram do mesmo processo de dispensa de licitação. Segundo ela, as empresas teriam agido em conluio e contado com favorecimento da secretaria de governo.

CPI consegue quebra de sigilo bancário de empresa

A justiça autorizou a quebra de sigilo bancário de empresa Conect Importação e Exportação, responsável pela venda com dispensa de licitação de 10 milhões de máscaras à prefeitura de Itajaí. A solicitação foi feita pelos vereadores Anna Carolina Martins (PSDB) e Osmar Teixeira (SD), membros da CPI.

“Além de ser uma quantidade escandalosa de máscaras há indícios de superfaturamento, por isso a quebra do sigilo bancário é tão importante para as investigações seguirem”, ressaltou a vereadora Anna Carolina. Nessa semana, ela também pediu a quebra de sigilo telefônico dos sócios da empresa.


Ela destacou que outros órgãos públicos pagaram a metade do valor pelo mesmo produto comprado pela prefeitura. Ainda ressalta que a prefeitura tinha orçamentos menores, obtidos por meio de pregão aberto apenas uma semana após o início da compra.

Depoimentos de outros servidores estão marcados pra reunião na CPI na sexta-feira. A comissão ainda avalia chamar outras pessoas ligadas à secretaria de Governo antes de entrar na fase final. O relatório da comissão tem prazo para o dia 26 de novembro, mas pode ser prorrogado novamente.




Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×






3.227.240.72

Últimas notícias

Brasileirão

Criciúma arranca empate com o Galo em Minas

Futebol

Internacional vence o Palmeiras e segue 100% no Brasileiro

jiu-jitsu

Lutadores de Piçarras conquistam medalhas

Copa do Brasil

Brusque pega o Galo; Criciúma enfrenta o Bahia

hora H

Hyndai apresenta Nexo, o carro movido a hidrogênio

HEY JUDE!

Balneário Camboriú tem nesta quinta espetáculo em homenagem aos Beatles

PORTO BELO

Vítima fatal de acidente de trânsito é corretora de imóveis

Jogão

Real Madrid elimina o City e pega o Bayern na semifinal

BALNEÁRIO CAMBORIÚ

Mustang celebra 60 anos de lançamento e fabricação ininterruptas

BRASIL

PF suspende novos passaportes após suspeita de ataque hacker



Colunistas

JotaCê

Univali nos States

Coluna Esplanada

Fila contida

Gente & Notícia

Dudinha em Londres

Ideal Mente

E quem cuida de quem cuida?

Direito na mão

Trabalho sem carteira assinada conta para aposentadoria?

Show de Bola

Empréstimos feitos

Via Streaming

Visões de uma guerra de interesses

Na Rede

Agroboy mais gato dos EUA, última casinha de BC e romance no ar: confira os destaques das redes do DIARINHO

Histórias que eu conto

Armação da infância I

Coluna do Ton

Parabéns Ale

Mundo Corporativo

Dicas para líderes desorientados e equipes perdidas

Foto do Dia

Pintura ensolarada

Coluna Exitus na Política

Janelas fechadas

Jackie Rosa

Simplesmente Gisele

Coluna Fato&Comentário

Coleção bicentenário: a construção da Matriz

Coluna Existir e Resistir

Bloquinho do Sebastião Lucas resgatando e revivendo os saudosos carnavais

Empreender

Balneário Camboriú atrai cada vez mais clientes do eixo sudeste

Artigos

Aniversário da praça dos Correios



TV DIARINHO


O trecho do viaduto da duplicação da BR 470 com a BR 101 será inaugurado nesta quinta-feira pelo Ministro ...





Especiais

NA ESTRADA COM O DIARINHO

6 lugares imperdíveis para comprinhas, comida boa e diversão em Miami

Elcio Kuhnen

"Camboriú vive uma nova realidade"

140 anos

Cinco curiosidades sobre Camboriú

CAMBORIÚ

R$ 300 milhões vão garantir a criação de sistema de esgoto inédito 

Legado de amor

Dona Maricotinha, aos 95 anos, tem a vida pautada pela família, religião e dedicação ao próximo



Blogs

A bordo do esporte

Biografia de Robert Scheidt vem aí

Blog da Ale Francoise

Cuidado com os olhos

Blog do JC

Vereador Fábio Negão siscapa da cassação

Blog da Jackie

Catarinense na capa da Vogue

Blog do Ton

Amitti Móveis inaugura loja em Balneário Camboriú

Gente & Notícia

Warung reabre famoso pistão, destruído por incêndio, com Vintage Culture em março

Blog Doutor Multas

Como parcelar o IPVA de forma rápida e segura

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado



Entrevistão

Entrevistão Ana Paula Lima

"O presidente Lula vem quando atracar o primeiro navio no porto”

Carlos Chiodini

"Independentemente de governo, de ideologia política, nós temos que colocar o porto para funcionar”

Osmar Teixeira

"A gestão está paralisada. O cenário de Itajaí é grave. Desde a paralisação do Porto até a folha sulfite que falta na unidade de ensino”

Omar Tomalih

“Balneário Camboriú hoje é o município que está com o maior controle, com o menor número de notificações de casos de dengue”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








MAILING LIST

Cadastre-se aqui para receber notícias do DIARINHO por e-mail

Jornal Diarinho© 2024 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação