Matérias | Especial


SETOR PESQUEIRO

Região lidera atividades ligadas à pesca no Brasil e na América Latina

Itajaí e Navegantes abrigam indústrias de pescados

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

Pesca da sardinha, do camarão e da tainha são tradicionais (Foto: Marcos Porto)

Santa Catarina é um dos maiores produtores de pescados do Brasil, nas modalidades industrial ou artesanal, e Itajaí e Navegantes formam o maior polo pesqueiro do país. Juntos, os dois municípios abrigam a maior unidade de recepção de pescados da América Latina e sediam importantes nomes das indústrias beneficiadora e enlatadora. Outros municípios que ganham destaque, quando o assunto é pesca, são Porto Belo e Penha, que cresceram em torno do mar e, nele, têm seus maiores pilares econômicos.

 “Itajaí é a capital nacional da pesca, uma cidade que cresceu em torno dessa atividade, assim como cidades adjacentes e que dependem muito dos recursos pesqueiros de Santa Catarina”, pontua Jorge Seif Júnior, secretário nacional de aquicultura e pesca, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. 

Seif destaca que Itajaí contempla ainda um dos maiores sindicatos na área da pesca industrial [senão o maior do Brasil], e a pesca artesanal e a carpintaria naval são atividades bastante fortes em toda a região.



“A região tem a pesca da sardinha, do camarão, da tainha. Uma diversidade enorme que impulsiona diversas atividades ligadas ao mar”, acrescenta Seif. Inclusive, todo esse potencial justificou a criação do primeiro escritório regional da secretaria de Aquicultura e Pesca em Itajaí. “ Foi em reconhecimento à atividade pesqueira, aos nossos pescadores, às nossas indústrias, aos nossos armadores e a toda cadeia produtiva ligada à pesca”, arremata.

 A cadeia produtiva, mencionada por Seif, engloba, desde a retirada do pescado até a manipulação, armazenamento nas empresas e venda em peixarias e mercados, inclusive, com a exportação de algumas espécies. Inclui  as atividades de industrialização do pescado, o que possibilita um significativo aumento no valor agregado do produto.

Cada armador emprega não só os tripulantes, mas redeiros, encarregados, caminhoneiros, calafates, estaleiros, empresas de tecnologia pesqueira, mercados que fornecem o rancho para a tripulação, postos de abastecimento de óleo diesel marítimo, fábricas de gelo, redes, caixas de plástico e papelão, entre tantos outros”, destaca o presidente do Sindicato dos Armadores e das Indústrias da Pesca de Itajaí e Região (Sindipi), Jorge Neves.


 O executivo observa, ainda,  o potencial das indústrias de beneficiamento. Elas, além de absorverem as produções da frota nacional, também empregam milhares de pessoas, de forma direta e indireta. “São empresas que seguem rígidos padrões de qualidade, contando com a supervisão de engenheiros de alimentos e de produção, médicos veterinários e tantos outros colaboradores comprometidos com a excelência do produto final”, complementa o presidente do Sindipi.

 

SC dispõe de frota de 700 barcos e 50 mil pescadores

O estado catarinense conta com uma frota aproximada de 700 embarcações industriais e mais de 50 mil pescadores e 850 embarcações industriais autorizadas no sudeste e sul do Brasil. As 36 indústrias associadas ao Sindipi registram 447 associados. As embarcações são divididas por modalidade de pesca, como arrasto de camarão rosa, emalhe, vara e isca-viva, long line ou espinhel de superfície ou de fundo, polvo, cerco, arrasto de camarão sete barbas e arrasto de peixe.

Os desembarques nas diversas frotas oscilam ano a ano e interferem na economia local. Porém, a falta de estatísticas, por parte dos órgãos governamentais, compromete um diagnóstico mais aprofundado. Segundo os números apurados pelo Projeto de Monitoramento da Atividade Pesqueira no Estado de Santa Catarina (PMAP-SC), da Universidade do Vale do Itajaí, no ano de 2019, a produção pesqueira industrial de Santa Catarina foi de 60 mil toneladas. Os números relativos ao ano passado ainda não estão disponíveis.


Segundo o Sindipi, em 2011 [último ano em que o governo federal publicou a estatística pesqueira nacional], a pesca industrial de Santa Catarina desembarcou 160 mil toneladas, quase quatro vezes mais que em 2019. “Essa redução observada nos desembarques, provavelmente, está relacionada à dificuldade para obter informações fidedignas das pescarias e proibições de pesca, como a portaria n° 445/2014, que proíbe a descarga de mais de 30 espécies de peixes que possuem valor comercial”, informa o Sindipi.

Além disso, desde 2018, o setor está proibido de trabalhar a menos de 12 milhas náuticas da costa do Rio Grande do Sul. Essa proibição foi considerada inconstitucional pelo Supremo Tribunal Federal (STF), mas, para a pescaria retornar, é preciso uma regulamentação do governo federal. 

O Sindipi representa, há 41 anos, o polo pesqueiro de Itajaí, com a bandeira da manutenção da pesca sustentável e rentável. 

Com relação ao mercado internacional, de acordo com dados da secretaria de estado da Agricultura e da Pesca, Santa Catarina exportou, no ano passado, 22,7 mil toneladas de peixes, crustáceos, moluscos e derivados. 





Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×






3.227.240.72

Últimas notícias

Brasileirão

Criciúma arranca empate com o Galo em Minas

Futebol

Internacional vence o Palmeiras e segue 100% no Brasileiro

jiu-jitsu

Lutadores de Piçarras conquistam medalhas

Copa do Brasil

Brusque pega o Galo; Criciúma enfrenta o Bahia

hora H

Hyndai apresenta Nexo, o carro movido a hidrogênio

HEY JUDE!

Balneário Camboriú tem nesta quinta espetáculo em homenagem aos Beatles

PORTO BELO

Vítima fatal de acidente de trânsito é corretora de imóveis

Jogão

Real Madrid elimina o City e pega o Bayern na semifinal

BALNEÁRIO CAMBORIÚ

Mustang celebra 60 anos de lançamento e fabricação ininterruptas

BRASIL

PF suspende novos passaportes após suspeita de ataque hacker



Colunistas

JotaCê

Univali nos States

Coluna Esplanada

Fila contida

Gente & Notícia

Dudinha em Londres

Ideal Mente

E quem cuida de quem cuida?

Direito na mão

Trabalho sem carteira assinada conta para aposentadoria?

Show de Bola

Empréstimos feitos

Via Streaming

Visões de uma guerra de interesses

Na Rede

Agroboy mais gato dos EUA, última casinha de BC e romance no ar: confira os destaques das redes do DIARINHO

Histórias que eu conto

Armação da infância I

Coluna do Ton

Parabéns Ale

Mundo Corporativo

Dicas para líderes desorientados e equipes perdidas

Foto do Dia

Pintura ensolarada

Coluna Exitus na Política

Janelas fechadas

Jackie Rosa

Simplesmente Gisele

Coluna Fato&Comentário

Coleção bicentenário: a construção da Matriz

Coluna Existir e Resistir

Bloquinho do Sebastião Lucas resgatando e revivendo os saudosos carnavais

Empreender

Balneário Camboriú atrai cada vez mais clientes do eixo sudeste

Artigos

Aniversário da praça dos Correios



TV DIARINHO


O trecho do viaduto da duplicação da BR 470 com a BR 101 será inaugurado nesta quinta-feira pelo Ministro ...





Especiais

NA ESTRADA COM O DIARINHO

6 lugares imperdíveis para comprinhas, comida boa e diversão em Miami

Elcio Kuhnen

"Camboriú vive uma nova realidade"

140 anos

Cinco curiosidades sobre Camboriú

CAMBORIÚ

R$ 300 milhões vão garantir a criação de sistema de esgoto inédito 

Legado de amor

Dona Maricotinha, aos 95 anos, tem a vida pautada pela família, religião e dedicação ao próximo



Blogs

A bordo do esporte

Biografia de Robert Scheidt vem aí

Blog da Ale Francoise

Cuidado com os olhos

Blog do JC

Vereador Fábio Negão siscapa da cassação

Blog da Jackie

Catarinense na capa da Vogue

Blog do Ton

Amitti Móveis inaugura loja em Balneário Camboriú

Gente & Notícia

Warung reabre famoso pistão, destruído por incêndio, com Vintage Culture em março

Blog Doutor Multas

Como parcelar o IPVA de forma rápida e segura

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado



Entrevistão

Entrevistão Ana Paula Lima

"O presidente Lula vem quando atracar o primeiro navio no porto”

Carlos Chiodini

"Independentemente de governo, de ideologia política, nós temos que colocar o porto para funcionar”

Osmar Teixeira

"A gestão está paralisada. O cenário de Itajaí é grave. Desde a paralisação do Porto até a folha sulfite que falta na unidade de ensino”

Omar Tomalih

“Balneário Camboriú hoje é o município que está com o maior controle, com o menor número de notificações de casos de dengue”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








MAILING LIST

Cadastre-se aqui para receber notícias do DIARINHO por e-mail

Jornal Diarinho© 2024 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação