Matérias | Reclamações


Itajaí

Sem sinalização, vias esburacadas viram armadilha

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

Chuva forte. Véspera de enchente. A quinta-feira à noite da semana passada foi tenebrosa. A entregadora de pizza Liliane Paiva, 25 anos, bateu o cartão mais cedo nesse dia. Próximo das 21h, montadinha numa motoca após uma das muitas entregas, retornava pra pizzaria Bis, na rua Alvin Bauer, em Balneário Camboriú, quando foi parar na chón.

Uma cratera aberta e sem sinalização na rua Angelina, esquina com a Quinta avenida, tornou inevitável a queda da jovem entregadora. Liliane foi de arrasto, quase atropelada por um carango e teve a moto detonada. A muié vai entrar na dona justa contra o município pra pedir ressarcimento do preju. Com dois mil quilômetros rodados, Liliane teve que aposentar a bizinha que mal saiu da garagem.

A muié vai ter que trampar 40 dias e não ter nenhuma outra despesa pra conseguir bancar os custos do acidente: um total de R$ 1600. “Mas eu tô sem trabalhar porque dependo da moto. Estourou a roda ...

 

Já possui cadastro? Faça seu login aqui.

Quer continuar lendo essa e outras notícias na faixa?
Faça seu cadastro agora mesmo e tenha acesso a
10 notícias gratuitas por mês.

Cadastre-se aqui



Bora ler todas as notícias e ainda compartilhar
as melhores matérias com sua família e amigos?

Assine agora mesmo!


Uma cratera aberta e sem sinalização na rua Angelina, esquina com a Quinta avenida, tornou inevitável a queda da jovem entregadora. Liliane foi de arrasto, quase atropelada por um carango e teve a moto detonada. A muié vai entrar na dona justa contra o município pra pedir ressarcimento do preju. Com dois mil quilômetros rodados, Liliane teve que aposentar a bizinha que mal saiu da garagem.

A muié vai ter que trampar 40 dias e não ter nenhuma outra despesa pra conseguir bancar os custos do acidente: um total de R$ 1600. “Mas eu tô sem trabalhar porque dependo da moto. Estourou a roda da frente, agora não tem mais jeito”, comenta.



Debaixo de chuva, Liliane contou com a ajuda de um comerciante até a chegada dos bombeiros. Do hospital, foi direto pra delegacia registrar o boletim de ocorrência. “A culpa não foi minha. Não tava sinalizado. Então, a minha intenção é entrar com uma ação contra o município pra que eles paguem [conserto] a minha moto”, revela.

Em Navega

Rolou perrengue parecido na city dengo-dengo, na rua Prefeito Manoel Evaldo Muller. Lá, um motora entortou com o rodado dianteiro esquerdo do carango dele. Ele deu com o veículo num baita buracão, que também não tava sinalizado.


Advogado explica o que fazer nesses casos

Se as vítimas conseguirem provar que os buracos, na hora do acidente, tavam sem sinalização, podem ganhar na dona justa o reembolso dos prejus ocasionados pelas crateras. “A pessoa vai ter que entrar na vara da Fazenda Pública pra cobrar do município o ressarcimento dos danos materiais, levando em conta a negligência”, informa o advogado Fábio Fabeni.

O dotô explica que a city é responsável pela manutenção das ruas, então teria que fiscalizar e cuidar de todas. No caso de Liliane, Fábio ainda comenta que ela pode também cobrar da Maravilha do Atlântico o valor que deixou de receber por não poder trampar.

 





Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×






44.222.218.145

TV DIARINHO






Especiais

TURISMO

Japaratinga: vale a pena se hospedar no melhor resort do Brasil?

violência

Brasil tem um assassinato de pessoa trans a cada três dias

Programa diferente

Na Estrada: Escapada pra Curitiba num finde de verão

Presidente do STM

Acampamentos golpistas “foram tolerados por orientação” militar

Agropecuária

Bancada adota ‘discurso tóxico’ em anúncios nas redes sociais



Blogs

A bordo do esporte

Volta da Ilha das Cabras abre temporada de regatas em São Paulo

Blog do JC

Lula e o genocídio

Gente & Notícia

Churrasco On Fire, da dupla Fernando e Sorocaba, chega a Massaranduba

Blog da Ale Francoise

Intestino preso, use todos os dias

Blog da Jackie

O ‘sim’ de Ângela e Dolor

Blog do Ton

Medicina Estética

Blog Doutor Multas

Como parcelar o IPVA de forma rápida e segura

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado



Entrevistão

Entrevistão Adão Paulo Ferreira

"Porto sozinho não serve para nada. Ele precisa ter navios, linhas"

Irmã Simone

"Aqui nós atendemos 93% SUS”

Eduardo Rodrigues Lima

"A Marinha já fez 27 mil abordagens a embarcações no Brasil inteiro”

Edison d’Ávila

"O DIARINHO serve como uma chamada à consciência da cidade”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








MAILING LIST

Cadastre-se aqui para receber notícias do DIARINHO por e-mail

Jornal Diarinho© 2024 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação