Matérias | Reclamações


Itajaí

Povão faz rifa pra comprar lápide

Giovani teve uma vida sofrida até os 12 anos, quando foi adotado por uma família dengo-dengo; a vida terminou aos 18, numa batida

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

Giovani Mateus Felisberto conquistou toda a comunidade do Escalvados, em Navega, durante os seis anos em que morou lá. Na volta dum jogo de futebol, na estrada Geral do bairro, o menino morreu, aos 18 anos, quando o carro em que tava de carona beijou um poste, no último dia 23 de outubro. A perda chocou grande parte da comunidade que, unida, organizou uma rifa pra arrecadar recursos pra fazer a lápide em memória do amigo. O bilhete custa 2 pilas e o sorteio de seis brindes acontecerá no dia 29 de janeiro de 2012.

Os bilhetes da rifa se espalharam pela cidade e chegaram até Itajaí. Dentro do ônibus, no boteco e na mercearia. Não foi difícil pra reportagem do DIARINHO encontrar amigos de Giovani ainda angustiados com a morte dele. Com simplicidade, as pessoas se esforçam pra que o nome do bom moço seja sempre lembrado como exemplo de esforço e disciplina. “Um pessoal que estudou com ele me procurou pra fazer a homenagem, uma lápide bonita”, conta o pai adotivo Manuel Gustavo dos Santos, 53. O rapaz foi adotado quando tinha 12 anos, mas seu Maneca o tinha como filho legítimo. Ele conta que o garoto era uma bênção no lar e transmitia alegria por onde passava, conquistando a todos.

“Ele sempre deu ouvidos aos conselhos dos mais velhos. Tudo o que nós orientávamos ele seguia. A comunidade ajudou muito a educá-lo, ele se dava bem com todos”, revela Victor Hards Júnior, 56, assistente ...

 

Já possui cadastro? Faça seu login aqui.

Quer continuar lendo essa e outras notícias na faixa?
Faça seu cadastro agora mesmo e tenha acesso a
10 notícias gratuitas por mês.

Cadastre-se aqui



Bora ler todas as notícias e ainda compartilhar
as melhores matérias com sua família e amigos?

Assine agora mesmo!


Os bilhetes da rifa se espalharam pela cidade e chegaram até Itajaí. Dentro do ônibus, no boteco e na mercearia. Não foi difícil pra reportagem do DIARINHO encontrar amigos de Giovani ainda angustiados com a morte dele. Com simplicidade, as pessoas se esforçam pra que o nome do bom moço seja sempre lembrado como exemplo de esforço e disciplina. “Um pessoal que estudou com ele me procurou pra fazer a homenagem, uma lápide bonita”, conta o pai adotivo Manuel Gustavo dos Santos, 53. O rapaz foi adotado quando tinha 12 anos, mas seu Maneca o tinha como filho legítimo. Ele conta que o garoto era uma bênção no lar e transmitia alegria por onde passava, conquistando a todos.

“Ele sempre deu ouvidos aos conselhos dos mais velhos. Tudo o que nós orientávamos ele seguia. A comunidade ajudou muito a educá-lo, ele se dava bem com todos”, revela Victor Hards Júnior, 56, assistente de educação da escola municipal São José, onde Giovani completou o ensino fundamental. Victor ainda o define como educado, estudioso e trabalhador.



A amiga do rapaz, Gabriela da Silva, 16, não tem palavras para expressar a falta que Giovani faz. Pra amenizar a dor, a menina estilizou uma camiseta com a foto do jovem e 68 pessoas compareceram na missa de sétimo dia com a estampa. “Ele era uma pessoa extremamente boa. Desde o primeiro dia ele já fez falta”, lamenta.

Onde comprar

Várias pessoas do Escalvados pegaram bloquinhos de rifa pra vender, mas quem quiser ajudar e concorrer a uma bicicleta seminova, um porta-retrato eletrônico, um ventilador, um ferro elétrico, uma panela de pressão e um edredom, pode dar um pulo na oficina do seu Maneca, que fica estrada geral de Escalvados, próximo à igreja católica, ou na escola São José, que fica na mesma rua.


O acidente

O futebol era sagrado no fim de semana. Giovani não jogava uma pelada nem molhava o bico com cerveja, mas aproveitava a ocasião pra encontrar os amigos. No entanto, na noite do dia 23 do mês passado, o jovem voltou pra casa de carona com um amigo chapado de cana. O carro só parou ao bater no poste da mesma rua onde morava. Giovani teve traumatismo craniano e morreu na hora. O motora, que não teve o nome divulgado, era maior de idade, mas não tinha carteira, e ainda tá internado em estado grave.

Vida dura

Órfão, Giovani foi criado num ambiente hostil e desestruturado, sem pai e com a mãe alcoólatra, em Itajaí, no bairro Fazenda. Quando o guri tinha 12 anos, o latoeiro Manuel Gustavo dos Santos, 53, soube por uma amiga, hoje mulher dele, do sofrimento do menino.

A mãe de Giovani topou dar a guarda do filho pra Manuel e morreu da cachaça cinco meses depois de assinar o papéli. “No mesmo dia ele já começou a me chamar de pai”, lembra Maneca. O menino passou a morar em Escalvados com a nova família em 2005 e lá mesmo morreu, aos 18 anos. Seu Maneca tinha prometido realizar um dos sonhos de Giovani neste fim de ano: comprar uma motoca pro guri ir trabalhar. “Esse sonho dele eu não pude realizar. É difícil pra gente”, lamenta.





Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×






18.207.129.175

Últimas notícias

O campeão voltou!

Brasil bate a Itália na final e conquista o hexa do Mundial de Beach Soccer

Jogão!

Internacional vence o Grêmio com pênalti no último minuto

Que vitória!

Barra vence o Inter de Lages e encaminha classificação

Futebol

Flamengo vence o Fluminense e bota uma mão na Taça Guanabara

em Araquari

Crianças indígenas são ameaçadas pelo avanço das águas

VERDE E AMARELO

Comitiva de políticos catarinenses participa de ato de Bolsonaro em SP

protesto em penha

Moradores fecharam o acesso ao Cascalho

ECONOMIA

Receita paga lote da malha fina do IR

ILHOTA

Carro acerta árvore e pega fogo na Jorge Lacerda

Futebol feminino

Brasil vence a Colômbia e se classifica na Copa Ouro



Colunistas

Coluna Exitus na Política

O TEMPO DA INDETERMINAÇÃO

Empreender

Balneário Camboriú no radar dos investimentos norte-americanos

Coluna Esplanada

Selos de veracidade

JotaCê

Vereador faz demagogia usando o chapéu alheio

Via Streaming

Grande responsabilidade

Na Rede

Se liga nas notícias que bombaram nas redes do DIARINHO

Jackie Rosa

Ai que calor!

Histórias que eu conto

Histórias da Hercílio Luz

Artigos

O novo Plano Diretor de Itajaí só tem vencedores

Gente & Notícia

Nova geração Dalvesco

Coluna Existir e Resistir

United Colors Sarará

Foto do Dia

A ver navios

Ideal Mente

Mudar dói

Show de Bola

Grande campanha

Direito na mão

Trabalho insalubre ou perigoso pode antecipar a aposentadoria

Coluna do Ton

Destaque da Salgueiro

Clique diário

Tesouro

Coluna Fato&Comentário

O Porto é nosso?



TV DIARINHO






Especiais

TURISMO

Japaratinga: vale a pena se hospedar no melhor resort do Brasil?

VIAGEM NO TEMPO

Museu do Carro traz nostalgia e diversão sobre o universo automotivo

NOVOS TEMPOS

SC é pioneira na promoção da mobilidade elétrica

PLANEJAMENTO URBANO

Camboriú vai investir mais de R$ 60 milhões em mobilidade

SE LIGA

Motoristas têm que cumprir novas regras para tirar ou renovar a CNH



Blogs

A bordo do esporte

Resultados da Copa ICS - Volta da Ilha das Cabras 2024

Gente & Notícia

Banda tributo internacional dos Beatles confirma apresentação em Florianópolis

Blog do JC

Caçadores de mosquitos!

Blog da Jackie

Gisele Bündchen e Marlon Teixeira

Blog da Ale Francoise

Intestino preso, use todos os dias

Blog do Ton

Medicina Estética

Blog Doutor Multas

Como parcelar o IPVA de forma rápida e segura

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado



Entrevistão

Entrevistão Adão Paulo Ferreira

"Porto sozinho não serve para nada. Ele precisa ter navios, linhas"

Irmã Simone

"Aqui nós atendemos 93% SUS”

Eduardo Rodrigues Lima

"A Marinha já fez 27 mil abordagens a embarcações no Brasil inteiro”

Edison d’Ávila

"O DIARINHO serve como uma chamada à consciência da cidade”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








MAILING LIST

Cadastre-se aqui para receber notícias do DIARINHO por e-mail

Jornal Diarinho© 2024 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação