Matérias | Polícia


Itajaí

PM mata bandido durante troca de tiros

Gerente do restaurante conta como viu a morte de perto por duas vezes ontem pela manhã. Outro criminoso tá malemal no hospital. Um terceiro fugiu

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

Dois bandidos mortos e um que siscapuliu durante uma troca de tiros com a polícia Militar do Bal­neário Camboriú. Assim terminou o assalto frustado que rolou ontem pela manhã no restaurante chiqueto­so Chef Waldermar, na Via Gastronô­mica, na Vila Real. O momento mais tenso da ação foi quando, durante a negociação com a PM, um dos dos bandidos apareceu numa das portas do restaurante apontando a arma para a cabeça de um dos nove re­féns, ameaçando matá-lo.

Era perto das 10h quando os ban­didos invadiram o restaurante pela cozinha. Eles estavam de cara lim­pa, com armas em punho e logo anunciaram o assalto. “Mandaram não olhar pra eles e ir pro depósito ...

 

Já possui cadastro? Faça seu login aqui.

Quer continuar lendo essa e outras notícias na faixa?
Faça seu cadastro agora mesmo e tenha acesso a
10 notícias gratuitas por mês.

Cadastre-se aqui



Bora ler todas as notícias e ainda compartilhar
as melhores matérias com sua família e amigos?

Assine agora mesmo!


Era perto das 10h quando os ban­didos invadiram o restaurante pela cozinha. Eles estavam de cara lim­pa, com armas em punho e logo anunciaram o assalto. “Mandaram não olhar pra eles e ir pro depósito”, conta a cozinheira I., 36, que foi a primeira a vê-los. Ela e outros sete funcionários foram levados pro de­pósito. “Um deles ficou lá apontando a arma pra nossa cabeça”, lembra a cozinheira com lágrimas nos olhos. Enquanto isso, os outros dois ladrões foram até o escritório onde estava o gerente G.S.O.

Pros funcionários do restaurante, tudo indica que os bandidos estavam de tocaia, já que a porta da cozinha costuma ficar cadeada e somente foi destrancada pra receber uma carga de verduras. “Eles deviam estar es­perando, porque aproveitaram que a porta estava aberta pra entrar”, co­menta S, 41, também cozinheira.



Mas foi o gerente quem passou pelo pior. Por duas vezes viu a mor­te de pertinho. Na primeira, conta­va a dinheirama do final de semana quando foi surpreendido pelos ban­didos de arma em punho. “Eu estava

no escritório. Só vi quando eles já estavam lá dentro”, contou ao DIA­RINHO, completando: “Foi a pior ex­periência da minha vida. Botaram a arma na minha cabeça e pediram o dinheiro”.

Vizinho chamou a polícia


Um vizinho que viu os criminosos entrando no Chef Waldemar com a arma na mão, avisou à polícia. Quando a PM cercou o restaurante, G. passou pelo segundo estresse. Na breve e frustrada negociação com os homidalei, um dos assaltantes levou o gerente até uma porta late­ral e ameaçou estourar seus miolos. “Eles começaram a discutir. Ele esta­va com a arma na minha cabeça. Foi horrível”, relatou G.

Sem negociação

A negociação com a PM foi frus­trada. “Pedimos que entregassem as armas, mas eles não quiseram conversa”, contou o tenente Geraldo Rodrigues Alves, que participou do cerco aos bandidos.

A conversa entre ladrões e polícia foi seguida de um tiroteio. O bandi­do que tinha G. sob a mira do revól­ver largou o gerente e tentou escapar correndo. Pela versão oficial, na fuga o ladrão meteu bala pra cima dos homidalei. Acabou levando três ba­laços no bucho e morreu no quintal de uma baia vizinha.

Até ontem à tarde, o bandido não tinha sido identificado. Com ele foi recolhida uma arma calibre 38 e cerca de 300 pilas roubados do restaurante.


O assaltante Elias Luis Schats, 27, também tentou fugir na correria e mandando tiro na polícia. Não foi longe. Levou um tiro na barriga e caiu ainda perto da porta do restau­rante. Ele foi socorrido pelo pessoal do Samu e levado pro hospital Ruth Cardoso. Ontem à tarde, Elias pas­sou por cirurgia e continuava male­male. Por conta disso, ainda não foi ouvido pelos homidalei.

Helicóptero foi usado pra caçar bandido que siscapoliu

O terceiro assaltante conseguiu siscapulir. S., uma das funcioná­rias do restaurante, ao perceber a chegada dos bandidos se escon­deu próxima à maquinha de fritura das batatas. De lá, agachadinha, viu quando o bandido arrebentou o forro da cozinha e siscapuliu pelo teto. Os policiais reviraram o Chef Waldemar e não encontraram o assaltante.

Um vizinho contou à polícia que viu um homem entrar num carro branco, que estava no meio do ma­tagal que tem nos fundos do restau


rante. O cara simandou em alta velô pouco depois do tiroteiro. .

A polícia Militar chegou a usar o helicóptero Águia, com atiradores de elite, pra caçar o bandido fugido. O avião de rosca rodou por quase uma hora na região, voou sobre os mata­gais e as margens do rio Camboriú. Mas o criminoso não foi encontrado.

Bandidos sabiam da rotina

Logo depois do tiroteio, policiais civis foram até o restaurante e con­versaram com os trabalhadores que ficaram como reféns dos bandidos. O delegado Márcio Colatto abriu um inquérito e ainda esta semana vai co­meçar a ouvir testemunhas e os PMs que participaram da troca de tiros com os assaltantes. O dotô não des­carta a possibilidade que os bandi­dos sabiam da rotina do restauran­te. “Ninguém veio do acaso. Com certeza foi algo bem premeditado”, comentou.




Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×






3.239.6.58

Últimas notícias

Ocean Race

Malizia e Holcim já passaram o Cabo Horn

CONVENIÊNCIA DA ZORAIDE

Jovem morreu após apanhar de segurança

Vida que segue

Vizinhos da Terra Yanomami já discutem vida pós-garimpo ilegal

SANTA CATARINA

Sine volta a atender após "greve" de trabalhadores terceirizados

Cabeçudas

Justiça revoga liminar que paralisava construção na orla

Eletrificados sul-coreanos

Hyundai Kona está disponível em versões elétrica e híbrida

FEMINICÍDIO

Assassino conheceu vítima cinco dias antes de jogá-la pela janela

CAMBORIÚ

Senhora de 84 anos é atropelada na faixa

SAÚDE

Ocupação de leitos de UTI chega a 100%

CARINHO DO PÚBLICO

Povo dá título de “cidadão honorário” a Gilberto Gil



Colunistas

Direito na mão

Duas dicas simples para adiantar o pedido de aposentadoria

Foto do Dia

Uma vista privilegiada!

JotaCê

Sindipi e o novo comandante

Coluna do Janio

Pagando caro

Coluna Esplanada

Pacotão dos 100 dias

Mundo Corporativo

Prazer, Baron!

Coluna Exitus na Política

Demência, poder e senso de futuro

Na Rede

Se liga no que foi destaque nas redes do DIARINHO

Via Streaming

“Chernobyl” revive tragédia nuclear

Jackie Rosa

Nino Ferreira e família

Gente & Notícia

Todeschini e Mac em Colab na Brava

Ideal Mente

Luto não é depressão

Clique diário

Os encantos da zona rural

Coluna do Ton

Novidades de decoração

Coluna Fato&Comentário

Adão e o alfaiate

Artigos

Mais do que simplesmente existir

Canal 1

Para ex-diretora da Globo, drama do humor também passa pela renovação



TV DIARINHO


Confira as principais notícias desta segunda-feira:- Alunos fazem protesto contra o Novo Ensino Médio ...





Especiais

Vida que segue

Vizinhos da Terra Yanomami já discutem vida pós-garimpo ilegal

Saúde

Terapias integrativas ganham espaço no tratamento de pets

CONFIRA

Pets disponíveis para adoção

PROJETO PET FRIEND

Tampinhas de garrafa PET vão ajudar à causa animal em BC

AMOR INCONDICIONAL

Há 17 anos, Pituxa é um dos pilares do casal Wagner e Luci



Blogs

A bordo do esporte

Emerson Fittipaldi elogia potencial e equilíbrio da Fórmula E

Blog do JC

Latarte

Blog da Jackie

Ah, que lindos!!

Blog da Ale Francoise

Conhecem a Técnica de ILIB?

Blog Doutor Multas

Exame para renovar CNH

Blog do Ton

Festa The Box comemora 5 anos neste fim de semana em Balneário Camboriú

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado



Entrevistão

Adriana Spengler

"A advocacia criminal é um reduto masculino, historicamente falando. Estamos caminhando para a igualdade”

Margareth da Silva Hernandes

"Todo cidadão LGBTQIA+ que se sentir lesado em algum direito pode contatar a comissão da Diversidade da OAB”

Maurício Simas, Escova

"Balneário Camboriú estar poluída é culpa da Emasa. Eles têm a obrigação de tratar”

Volnei Morastoni

“Não sei quem inventou que eu tava com câncer. Eu tive um problema de estafa física e mental”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








Jornal Diarinho© 2022 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação