Matérias | Geral


Itajaí

A impossível convivência

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

Ontem não se falava em outra coisa. Em toda roda de conversa o assunto era sempre o mesmo: a baixaria dos paranaenses e cariocas na “Arena” de Joinville. E sempre que dá briga em jogo de futebol (ou antes, ou depois) a conversa volta e em geral anda em círculos. Porque não leva a lugar nenhum.

Ninguém está disposto a aplicar as fórmulas que outros países utilizaram para domar ou tirar dos estádios hooligans e bárbaros desse tipo. Exige investimento e exige, sobretudo, inteligência.

 

Já possui cadastro? Faça seu login aqui.

Quer continuar lendo essa e outras notícias na faixa?
Faça seu cadastro agora mesmo e tenha acesso a
10 notícias gratuitas por mês.

Cadastre-se aqui



Bora ler todas as notícias e ainda compartilhar
as melhores matérias com sua família e amigos?

Assine agora mesmo!


Ninguém está disposto a aplicar as fórmulas que outros países utilizaram para domar ou tirar dos estádios hooligans e bárbaros desse tipo. Exige investimento e exige, sobretudo, inteligência.

Ouvi pipocar, aqui e ali, um argumento simplista: “num evento com tanta gente é a PM que tem que fazer o policiamento, eles é que têm nourráu e os equipamentos”.



Ora, isso não tem cabimento. A gente não tem policial que chega para as suas tarefas principais (garantir a nossa segurança e do nosso patrimônio) e ainda temos que emprestar esse contingente escasso para que alguém possa ganhar dinheiro sem se preocupar com todos os aspectos do espetáculo que promove? Ora, façam-me o favor!

A responsabilidade dos promotores de espetáculos pela segurança de seus clientes é integral. Seja num pequeno teatro de 200 lugares, seja numa casa de shows para dois mil ou num estádio, com 60 mil. Meteu-se a promover esse tipo de coisa, tem que ter estrutura para tal.

Eu não autorizo nenhum governo a desviar os policiais que eu preciso para patrulhar minha rua e meu bairro, e aos quais pago com meus impostos, para consertar ou evitar as cagadas dos picaretas esportivos ou dos cartolas espertalhões. Nananinanão! Virem-se!


* * *

Tive que jurar para os meus botões e zíperes que me controlaria e não faria nenhuma piadinha de humor negro (e, dependendo do ponto de vista, de mau gosto), sobre esse vôo da FAB para a África do Sul. Embarcaram ontem no mesmo avião, para sobrevoar o Atlântico Sul, todos os presidentes e ex-presidentes (vivos, claro). Durante as nove horas em que deve ter durado a viagem (a chegada estava prevista para 21h e eu escrevi isto às 19h), os cinco colegas provavelmente conversaram bastante, comeram salgadinhos, bebericaram água de côco e riram um pouco dos apertos que cada um passou. Afinal, ninguém é de ferro.

Feitas as honras ao falecido Mandiba, a comitiva volta, talvez ainda hoje à noite, talvez amanhã. E, novamente, mais um par de horas de agradável convívio no espaço confinado do aeroLula. Ah, quem pudesse ouvir o que disseram uns para os outros (e uns dos outros) esses rapazes e essa menina...


* * *

A Universidade Federal do ABC foi criada no governo Lula e começou a funcionar em 2005. É natural, portanto, que se dependure no saco ex-presidencial, porque deve a ele sua existência. A forma que os doutores da UFABC encontraram para demonstrar a gratidão por seus empreguinhos, foi transformar Lula em doutor na universidade que ele criou. E até aí nada demais. O problema está no texto que colocaram num banner, no local da solenidade. Leiam com atenção, na foto acima. Não sei se Lula disse essa frase da forma como está escrita ali. Mas o fato é que uma universidade que se gaba de só ter professores doutores (com PHd), não poderia deixar passar um absurdo desses, em local de tamanha visibilidade. Se eu fosse o Lula, devolveria o título, com um bilhetinho: “Arrumem essa p**** e depois a gente conversa!”





Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×






3.236.225.157

TV DIARINHO


O domingo chuvoso e de frio não tirou a disposição dos pescadores que participaram do 4º Arrancadão ...



Podcast

Inflação e alta na taxa de juros

Publicado 06/08/2022 14:47



Especiais

Saúde

Salsicha, hambúrguer e nugget: pesquisa identifica agrotóxicos em alimentos

famoso

Garçom há 30 anos, Claudinho ama BC

Diversidade religiosa

Mestre Marne quebrou tabus para defender a fé nos orixás

conexão

Networker aproxima Balneário Camboriú das celebridades

Sem medo do trabalho

Dona Terezinha toca uma confecção aos 84 anos



Blogs

A bordo do esporte

Seleção Brasileira de Vela inicia treinos para SSL na Suíça

Blog do JC

Isaque Borba

Blog Doutor Multas

Desentupidora de pia em Moema: chegada rápida, orçamento sem compromisso e garantia no desentupimento

Blog do Ton

O Segredo dos Tubarões

Blog da Ale Francoise

Inclua inhame no seu dia!

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado

Blog da Jackie

BALNEÁRIO FASHIOW foi SHOW



Entrevistão

Gabriela Kelm do Nascimento

“A maioria entende que o calçadão da Hercílio Luz deve permanecer porque foi um ganho para a cidade ”

Normélio Weber

"O Hermeto Pascoal vai estar ali. O Toquinho vai estar aqui. O Brasileirão, de Curitiba... Vai estar Chico César...”

Cláudio Werner

“O nosso clube é um formador de atleta olímpico”

Willian Cardoso, o Panda

"Saquarema provavelmente vai ser meu último mundial, aí eu vou estar focado no brasileiro”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








Jornal Diarinho© 2022 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação