Matérias | Polícia


Itajaí

Desalmado que matou namorada com 18 facadas pega 14 anos de cana

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

“Se ele for absolvido, vão ter que mostrar pra gente quem matou ela”. Esse era o sentimento das três irmãs de Ana Carolina Antoniolli, 20 anos, enquanto acompanhavam o julgamento de Pierre Reia, 24, acusado de matar a garota com 18 facadas em 22 de agosto do ano passado. Só que, ao contrário do primeiro julgamento, ocorrido no início do ano, ontem ele saiu do salão do júri popular do fórum de Balneário Camboriú com um par de algemas. Pierre foi condenado a 14 anos de xilindró.

Livre, leve e solto desde que foi absolvido do julgamento do dia 21 de fevereiro deste ano, ontem Pierre voltou a sentar no banco dos réus. O Ministério Público recorreu da primeira decisão e o ...

 

Já possui cadastro? Faça seu login aqui.

Quer continuar lendo essa e outras notícias na faixa?
Faça seu cadastro agora mesmo e tenha acesso a
10 notícias gratuitas por mês.

Cadastre-se aqui



Bora ler todas as notícias e ainda compartilhar
as melhores matérias com sua família e amigos?

Assine agora mesmo!


Livre, leve e solto desde que foi absolvido do julgamento do dia 21 de fevereiro deste ano, ontem Pierre voltou a sentar no banco dos réus. O Ministério Público recorreu da primeira decisão e o Tribunal de Justiça entendeu que, realmente, ele deveria ser julgado de novo. Mesmo alegando inocência, ontem ele não conseguiu se livrar da jaula. Pierre foi condenado a 14 anos em regime fechado.

A condenação foi um alívio pra Katieska de Freitas, 33, Jolly Anne de Freitas, 30 e Tannyellen de Freitas, 29, irmãs de Ana. Com o rosto da vítima estampado nas camisetas, elas acompanhavam apreensivas o julgamento. O sentimento era de dor, revolta e a certeza de que Pierre é culpado pela morte da mana.



Quando ouviram a sentença, as três comemoraram. Acreditam que somente agora a irmã vai ter paz, bem como a família vai poder tentar seguir em frente. “Não vai trazer ela de volta, mas pelo menos a justiça foi feita. Agora minha irmã finalmente vai ter paz e a gente vai tentar seguir a vida”, disse Jolly Anne.

As irmãs nunca tiveram dúvida de que ele era o culpado. Pierre e Ana ficaram juntos por cinco anos entre idas e vindas. Ele a trouxe de Caçador pra morar em Balneário três meses antes do crime, período em que a manteve praticamente como prisioneira, quase sem contato com a família. Em um desses raros contatos, tinha combinado com a irmã que iria embora. “Combinei que ia buscar ela de noite. Estava com as malas prontas me esperando quando foi morta. Foi ele, que era obcecado por ela”, afirma Katieska.

O crime rolou por volta das 18h30, logo após uma briga no apê 713 do Edifício Small, na rua 1001, esquina com a avenida do Estado. Conforme testemunhas, a vítima correu para o terceiro andar e conseguiu se refugiar no apartamento 308. Pierre a perseguiu, invadiu a casa e teria ameaçado até os vizinhos. Na sequência, a mulher foi atacada com 18 facadas. Ana chegou a ser levada pro Ruth Cardoso, mas morreu no hospital.





Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×






34.236.192.4

TV DIARINHO


Confira os destaques desta terça-feira



Podcast

Minuto DIARINHO 09/08/2022

Publicado 09/08/2022 20:22



Especiais

Saúde

Salsicha, hambúrguer e nugget: pesquisa identifica agrotóxicos em alimentos

famoso

Garçom há 30 anos, Claudinho ama BC

Diversidade religiosa

Mestre Marne quebrou tabus para defender a fé nos orixás

conexão

Networker aproxima Balneário Camboriú das celebridades

Sem medo do trabalho

Dona Terezinha toca uma confecção aos 84 anos



Blogs

Blog do JC

Desencantou

Blog do Ton

Blumenau ganhará o primeiro lounge bar em formato rooftop

A bordo do esporte

Seleção Brasileira de Vela faz sessão de treinos contra a Argentina

Blog Doutor Multas

Desentupidora de pia em Moema: chegada rápida, orçamento sem compromisso e garantia no desentupimento

Blog da Ale Francoise

Inclua inhame no seu dia!

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado

Blog da Jackie

BALNEÁRIO FASHIOW foi SHOW



Entrevistão

Gabriela Kelm do Nascimento

“A maioria entende que o calçadão da Hercílio Luz deve permanecer porque foi um ganho para a cidade ”

Normélio Weber

"O Hermeto Pascoal vai estar ali. O Toquinho vai estar aqui. O Brasileirão, de Curitiba... Vai estar Chico César...”

Cláudio Werner

“O nosso clube é um formador de atleta olímpico”

Willian Cardoso, o Panda

"Saquarema provavelmente vai ser meu último mundial, aí eu vou estar focado no brasileiro”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








Jornal Diarinho© 2022 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação