Matérias | Geral


Itajaí

Defensoria Pública carca na Justiça que faltam psiquiatras na saúde peixeira

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

A defensoria Pública do estado de Santa Catarina ingressou com uma ação civil pública contra a prefa de Itajaí porque a city não tem o mínimo de psiquiatras exigidos pelo ministério da Saúde. Na ação, o pedido liminar é pra que o município pague médicos particulares pros pacientes, caso não regularize a situação. O município, no entanto, alega que tá com três vagas abertas e não consegue contratar mais psiquiatras.

Conforme o ministério da Saúde, cada centro de Atenção Psicossocial (Caps) deve contar com, pelo menos, um psiquiatra. Como Itajaí tem três Caps, no mínimo três profissionais deveriam atuar na city ...

 

Já possui cadastro? Faça seu login aqui.

Quer continuar lendo essa e outras notícias na faixa?
Faça seu cadastro agora mesmo e tenha acesso a
10 notícias gratuitas por mês.

Cadastre-se aqui



Bora ler todas as notícias e ainda compartilhar
as melhores matérias com sua família e amigos?

Assine agora mesmo!


Conforme o ministério da Saúde, cada centro de Atenção Psicossocial (Caps) deve contar com, pelo menos, um psiquiatra. Como Itajaí tem três Caps, no mínimo três profissionais deveriam atuar na city peixeira. Além disso, o ministério ainda determina que os postinhos dos bairros também disponibilizem ao menos um profissional pra atender toda a rede. Assim, Itajaí precisaria de quatro psiquiatras com carga horária de 40 horas semanais cada.

Como o município não cumpre com os requisitos mínimos, a defensoria ajuizou uma ação civil pública na sexta-feira. De acordo com o defensor público Tiago Oliveira Rummler, a ação pede que a Justiça determine o prazo de 15 dias pra prefa resolver o perrengue. Caso não se cumpra o prazo, o pedido é que o município tenha os recursos da saúde bloqueados pra que toda a pessoa que precisar de um psiquiatra tenha a consulta agendada com um médico particular e a despesa custeada pelo município.



O dotô revela que o perrengue foi descoberto pela defensoria quando um paciente com distúrbios mentais precisou ser internado compulsoriamente e a família não conseguiu realizar uma perícia médica em Itajaí. O cara precisou ser encaminhado pra Floripa. Segundo Tiago, antes de ajuizar a ação, a defensoria chamou coordenadores, servidores e usuários dos Caps de Itajaí, e todos reforçaram que a situação está crítica e que os pacientes estavam prejudicados.

“Os atendimentos são feitos por um clínico geral, mas esse médico não tem os conhecimentos específicos da área de psiquiatria. Assim, os pacientes não conseguem avançar no tratamento”, aponta.

Até agosto deste ano, 2766 pacientes tavam em tratamento nos Caps peixeiros. O número maior de atendimentos é na unidade adulta, onde nos oito primeiros meses deste ano foram registrados 1519 pacientes em tratamento. Depois vem o Caps que atende alcoólicos e drogados, com 649 pacientes no mesmo período. Por fim, a unidade infantil, com 589 casos.


No entanto, de acordo com a coordenadora da Saúde Mental, Carla Andréa Hutner, isso não significa que todos precisaram passar por um dos dois psiquiatras da rede que trampam 15 horas semanais. A bagrona diz que há uma equipe médica que avalia as necessidades dos pacientes e faz os encaminhamentos. A secretaria de saúde não soube informar quantas pessoas precisaram de atendimento exclusivo de psiquiatria. Atualmente Itajaí conta com dois profissionais, sendo um emprestado do governo do estado e uma dotora concursada pra 15 horas semanais.

Temos vagas

Segundo a secretária de Saúde de Itajaí, Dalva Maria Rhenius, rolou neste finde uma seleção pra contratação de três psiquiatras. Contudo, apenas um dotô se inscreveu pra vaguinha de 15 horas semanais. “Não tem como fazer milagre. O município assume o problema, por isso queremos contratar mais profissionais o quanto antes”, garante. Dalva conta que ainda não sabia da ação civil pública e assegura que vai abrir novas seleções até conseguir preencher as vagas.

De acordo com o defensor público Tiago, mesmo que a chamada pública tivesse grande procura e todas as três vagas fossem preenchidas, o perrengue não estaria resolvido. Isso porque o ministério da saúde determina a carga horária de 40 horas semanais pra cada um dos psiquiatras. O dotô acredita que, ainda esta semana, o juiz publique uma resposta ao pedido liminar da ação.





Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×






44.197.230.180

Últimas notícias

ENTREVISTA

Duda Salabert “Quando uma travesti é eleita, a sociedade inteira avança”

Penha

Polícia Civil investiga morte de criança de três anos

Segunda divisão

Semifinalistas serão definidos neste sábado

Agenda

Confira a agenda deste final de semana

NAVEGANTES 

Motociclista morre em acidente na BR 470

Série A

Corinthians e Palmeiras se enfrentam em “decisão” pelo título

Entrada gratuita

Itajaí Vôlei estreia em casa no Catarinense

Futebol na praça

Final da Copa Pesqueira acontece neste sábado na Beira Rio

Balneário Camboriú

Apagão causa bate-boca público entre vereador e gerente da Celesc

Tudo filmado

Tudo filmado: Mercedes “frita pneu” em plena Osvaldo Reis



Colunistas

JotaCê

MDB reunida

Jackie Rosa

Família Pereira comemora boa fase do grupo Fort

Clique diário

Itajaí vista do alto

Instituto Ion | Informando e Inovando

Inovação da tecnologia

Canal 1

Assim como a TV Conmebol, futuro do canal Combate é duvidoso

Na Rede

Se liga nas matérias que foram destaque nas redes do DIARINHO

Via Streaming

“Westworld”

Coluna Esplanada

Custo Brasil

Gente & Notícia

Lançamento da Absoluta no Iate Clube Cabeçudas

Vinicius Lummertz

Santa Catarina: as melhores cidades, PIB nas alturas. Por quê?

Coluna do Janio

Polêmica do estádio

Coluna Exitus na Política

Agora, o eleitor

Coluna do Ton

Festinha

Coluna Fato&Comentário

Antonico Ramos e o sonho do vigia

Artigos

Cenas para mudar o cenário

Coluna Tema Livre

Não é fácil ser mulher



TV DIARINHO


Entrevistão com Douglas Costa Beber  - Diretor Geral da Emasa





Especiais

ENTREVISTA

Duda Salabert “Quando uma travesti é eleita, a sociedade inteira avança”

Brasil

Quem está destruindo as unidades de conservação do cerrado

Saúde

Salsicha, hambúrguer e nugget: pesquisa identifica agrotóxicos em alimentos

famoso

Garçom há 30 anos, Claudinho ama BC

Diversidade religiosa

Mestre Marne quebrou tabus para defender a fé nos orixás



Blogs

A bordo do esporte

Salvador (BA) se une ao Salão Náutico Grand Pavois para edição brasileira em 2023

Blog Doutor Multas

Bafômetro pega vape: verdade ou mito? Entenda de uma vez por todas

Blog do JC

Desencantou

Blog do Ton

Blumenau ganhará o primeiro lounge bar em formato rooftop

Blog da Ale Francoise

Inclua inhame no seu dia!

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado

Blog da Jackie

BALNEÁRIO FASHIOW foi SHOW



Entrevistão

Douglas Costa Beber

"Somos a cidade mais saneada de Santa Catarina e uma das mais saneadas do Brasil”

Gabriela Kelm do Nascimento

“A maioria entende que o calçadão da Hercílio Luz deve permanecer porque foi um ganho para a cidade ”

Normélio Weber

"O Hermeto Pascoal vai estar ali. O Toquinho vai estar aqui. O Brasileirão, de Curitiba... Vai estar Chico César...”

Cláudio Werner

“O nosso clube é um formador de atleta olímpico”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








Jornal Diarinho© 2022 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação