Colunas


Direito na mão

Por Renata Brandão Canella - renata@brandaocanella.adv.br

Renata Brandão Canella é advogada previdenciarista , graduada em Direito pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), Mestre e Especialista pela UEL, Especialista em Direito do Trabalho pela AMATRA, palestrante, expert em planejamento e cálculos previdenciário e Presidente da Associação Brasileira dos Advogados Previdenciários (ABAP).

4 dicas importantes para resolver as pendências no CNIS do INSS


1. Como identificar se existem pendências no CNIS do INSS?

Para identificar as pendências no CNIS, é necessário solicitar o extrato previdenciário no site do Meu INSS ou comparecer a uma agência do INSS para solicitar o extrato físico. Nesse extrato, estarão listadas as informações referentes ao valor, tempo de contribuição e eventuais pendências.

Geralmente, elas ficam na frente do salário de contribuição. Também aparecem, no final do extrato previdenciário, com uma descrição curta do seu significado.

Algumas siglas comuns são: PREM-EXT, PEXT, AEXT-VI, IREC-LC132,  ILEI-123, PREC-FBR, PREV-LC123-ANT, IREC-CIRURAL, IREC-LC123-SUP.

Não são todas as siglas que indicam pendências, elas também podem indicar o modo com que a contribuição vem sendo feita. Neste caso, ela é usada como um sinal de alerta e não como um problema em si.

Observe: um CNIS que aponta, através das siglas, o recolhimento de contribuição previdenciária como facultativo baixa renda informa, que esse tipo contribuição, não pode ser usada para aposentadoria por tempo de contribuição, somente em pedidos de aposentadoria por idade. Informa também, que para esse tipo de contribuição “valer”, o cadastro no CRAS, a apresentação do NIS e a validação junto ao INSS, são obrigatórias.

No CNIS, para esses casos, podem aparecer as siglas: IREC-FBR ou  ILEI123/IREC-LC123. Este período de recolhimento, pode não ser computado sem a devida validação, complementação de valores, ou preenchimento da idade mínima.

2. O INSS computa o tempo com pendência no CNIS?

Não, o INSS não considera automaticamente o tempo com pendências no CNIS. É necessário resolver as pendências e atualizar as informações para que o tempo de contribuição seja corretamente contabilizado para fins de aposentadoria ou qualquer outra concessão de benefício (por incapacidade temporária, por exemplo).

3. Como resolver salários errados ou anotações incorretas no CNIS?

Caso conste um salário errado ou haja uma anotação incorreta sobre o tempo de contribuição no CNIS (como por exemplo: anotação errada da data de saída de um emprego), é necessário reunir os documentos que comprovem o valor correto do salário ou o período de contribuição.

Aqui, importante mencionar, que as contribuições inferiores ao salário-mínimo não serão computadas e, aparecerão, com indicativo de pendência, no CNIS.

4. Passo a passo para resolver as pendências no CNIS:

Passo 1: Identifique a pendência no extrato previdenciário do CNIS.

Passo 2: Verifique a origem da pendência, como informações faltantes ou incorretas.

Passo 3: Caso a pendência seja proveniente de informações fornecidas pelo empregador, entre em contato com a empresa para corrigir os dados.

Passo 4: Se a pendência for decorrente de informações não registradas ou incorretas por parte do trabalhador, reúna os documentos comprobatórios, como contratos de trabalho, holerites, recibos de pagamento, e solicite uma retificação junto ao INSS.

Passo 5: Acompanhe o andamento do processo pelo site do Meu INSS ou pelo telefone 135.

Caso o segurado não consiga entender ou resolver o problema rapidamente junto ao INSS, é recomendado buscar o auxílio de um advogado especializado em direito previdenciário para orientar sobre os procedimentos corretos, auxiliar na obtenção dos documentos necessários e representar o segurado em ações administrativas e judiciais.


Comentários:

Deixe um comentário:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.

Leia mais

Direito na mão

Trabalho insalubre ou perigoso pode antecipar a aposentadoria

Direito na mão

Mudanças nas normas das aposentadorias em 2024

Direito na mão

Aposentadoria antecipada: PPP, um documento essencial

Direito na mão

Importância dos acordos de previdência para brasileiros residentes no exterior

Direito na mão

Quais documentos são necessários para provar o trabalho rural na aposentadoria do INSS?

Direito na mão

Quais documentos o segurado deve apresentar na perícia médica do INSS?

Direito na mão

Aposentadoria: verificação das contribuições no INSS e CNIS

Direito na mão

Aposentadoria da pessoa com deficiência: a verdadeira aposentadoria “especial”

Direito na mão

Revisão da Vida Toda: melhore o valor da sua aposentadoria

Direito na mão

Estratégias para abordar o perito e demonstrar sua incapacidade laboral

Direito na mão

Guia rápido de como pagar a contribuição previdenciária para o INSS

Direito na mão

Professores podem aumentar o valor da aposentadoria

Direito na mão

Trabalho insalubre ou perigoso pode antecipar a aposentadoria

Direito na mão

Aposentadoria: documentos importantes para comprovar o tempo de trabalho

Direito na mão

Simulador do INSS: dá para confiar?

Direito na mão

Estratégias pra aposentadoria na área da saúde após a reforma da previdência

Direito na mão

Pessoa com câncer pode aposentar com apenas uma contribuição ao INSS?

Direito na mão

Tenho mais de 45 anos e não pago INSS: ainda dá tempo de aposentar

Direito na mão

Dependente químico tem direito à aposentadoria do INSS?

Direito na mão

Autônomos: dois erros no pagamento da contribuição previdenciária



Blogs

A bordo do esporte

Volta da Ilha das Cabras abre temporada de regatas em São Paulo

Blog do JC

Lula e o genocídio

Gente & Notícia

Churrasco On Fire, da dupla Fernando e Sorocaba, chega a Massaranduba

Blog da Ale Francoise

Intestino preso, use todos os dias

Blog da Jackie

O ‘sim’ de Ângela e Dolor

Blog do Ton

Medicina Estética

Blog Doutor Multas

Como parcelar o IPVA de forma rápida e segura

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado



Entrevistão

Entrevistão Adão Paulo Ferreira

"Porto sozinho não serve para nada. Ele precisa ter navios, linhas"

Irmã Simone

"Aqui nós atendemos 93% SUS”

Eduardo Rodrigues Lima

"A Marinha já fez 27 mil abordagens a embarcações no Brasil inteiro”

Edison d’Ávila

"O DIARINHO serve como uma chamada à consciência da cidade”

TV DIARINHO

Uma criança morreu atropelada por um caminhão no bairro São Vicente, em Itajaí, no final da manhã deste ...




Especiais

TURISMO

Japaratinga: vale a pena se hospedar no melhor resort do Brasil?

violência

Brasil tem um assassinato de pessoa trans a cada três dias

Programa diferente

Na Estrada: Escapada pra Curitiba num finde de verão

Presidente do STM

Acampamentos golpistas “foram tolerados por orientação” militar

Agropecuária

Bancada adota ‘discurso tóxico’ em anúncios nas redes sociais



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








MAILING LIST

Cadastre-se aqui para receber notícias do DIARINHO por e-mail

Jornal Diarinho© 2024 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação