Colunas


Coluna Fato&Comentário

Por Edison d'Ávila -

Menino Jesus, São Nicolau, velho pom-pom e Papai Noel


Na festa do Natal o principal protagonista, sem sombra de dúvida, é Jesus Menino, causa da grande festa cristã. A fé cristã ensina que o nascimento de Jesus trouxe alegrias e paz a homens e mulheres, porque com ele se cumpriu a promessa de redenção de toda a humanidade.

De fato, além de oportunizar redenção a cada pessoa, que é seu escopo maior,  os ensinamentos cristãos propiciaram o nascimento e desenvolvimento de uma civilização apoiada em valores universalmente aceitos. Que tais são:  a igualdade entre todos os homens e mulheres -  a sacralidade da pessoa humana, garantia de liberdade e de justiça; defesa de pobres  e oprimidos; criação dos primeiros hospitais, albergues e asilos; desenvolvimento das noções básicas da moderna economia; a beleza incomparável criada na arquitetura e artes plásticas religiosas;   a criação da Universidade, cuja instituição mudou o mundo; e, apesar de críticas sem pleno conhecimento de causa, apoio e patrocínio ao crescimento da moderna ciência e da filosofia que levou a razão à sua plenitude.

Todavia, a cultura popular e o mercado acabaram por ocasionar no Ocidente o surgimento de outras personagens ligadas às festas natalinas, nem todas referenciando o significado e valores desse acontecimento essencialmente cristão. Vai se tratar das figuras de São Nicolau, do Velho Pom-pom  e do Papai Noel.

São Nicolau, bispo de Mira, do século IV,  na velha região da Lícia grega, hoje Turquia, de quem se faz memória no dia 6 de dezembro, por sua fama de bondoso com as crianças e de presenteiro, acabou sendo festejado com a entrega de presentes aos pequenos, notadamente doces e balas. Também por aqui era costume as crianças fazerem seus “ninhos de São Nicolau”, pratos decorados com folhas verdes e flores, em que ganhavam  as guloseimas. Dizem alguns que o mercadológico Papai Noel foi inspirado no santo bispo de Mira; tanto que em inglês ele é chamado de Santa Claus, corruptela de Saint Nicholas.

Já o nosso Velho Pom-pom é também de certa maneira derivado de São Nicolau, pois que essa personagem também é um velho de longas barbas e traz às costas um saco de presentes que distribui às crianças. O Velho Pom-pom costumava circular entre as casas da vizinhança, nessa época de antes do Natal. Era alguém que alegrava a criançada com seus modestos presentes, mas que lhe inspirava certo medo, porque aquele ou aquela que se vestia como tal lhe dava a aparência nada agradável de um velho andarilho.

Entretanto, nenhuma das duas personagens anteriores buscou elidir Jesus recém-nascido tal qual o fez o performático Papai Noel.  Este, sabe-se, foi criação, nas décadas de 1920 e 1930, de uma indústria norte-americana de refrigerante famoso. Ele surgiu como propagandista do conhecido refresco preto, de modo a alavancar sua venda, associando a bebida às refeições da época do Natal. Tanto que as cores da roupa de Papai Noel são as  da propaganda desse refrigerante e o seu trenó de renas do polo Ártico carregado de presentes, entre os quais com certeza a bebida, sugere que ela deva estar gelada para o consumo.

Agora, em 2022, pois,  os votos são:  que neste Natal se tenha menos atenção a personagens mercadológicas e performáticas e que muito mais  mentes e  corações estejam voltados ao Menino Jesus, que veio ao mundo com a inspiradora mensagem de: “Paz na terra aos homens de boa vontade”.


Comentários:

Deixe um comentário:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.

Leia mais

Coluna Fato&Comentário

O Porto é nosso?

Coluna Fato&Comentário

2024 - Auspicioso ano do Bicentenário

Coluna Fato&Comentário

Abonada e insensível

Coluna Fato&Comentário

Uma santa passou por Itajaí

Coluna Fato&Comentário

O Português de a dama

Coluna Fato&Comentário

Pasquins: livre expressão do povo

Coluna Fato&Comentário

Enchentes: lições da história

Coluna Fato&Comentário

O ambientalista global em Itajaí e o grande susto

Coluna Fato&Comentário

“Montecchios”e “Capuletos” também em Itajaí

Coluna Fato&Comentário

Professor e historiador Moacir Costa

Coluna Fato&Comentário

Carijós, Peabiru e a foz do Itajaí

Coluna Fato&Comentário

Itajaí: berço da indústria náutica

Coluna Fato&Comentário

Nóbrega Fontes, em duas comemorações

Coluna Fato&Comentário

Monsenhor Vendelino em Itajaí e sua época

Coluna Fato&Comentário

Trânsito público na Vila de Itajaí: normas de 1868

Coluna Fato&Comentário

Patrimônios em restauro: casas Bauer, Burghardt, Konder

Coluna Fato&Comentário

“Obras de Santa Engrácia”em Itajaí

Coluna Fato&Comentário

Homens de negócios precisam dar um presente a Itajaí

Coluna Fato&Comentário

Bicentenário da Paróquia e marco fundacional de Itajaí

Coluna Fato&Comentário

Adão e o alfaiate



Blogs

A bordo do esporte

Inaê Sailing Team segue entre os primeiros da Copa Mitsubishi

Blog do JC

Não sabe de nada...

Blog da Jackie

Verão, calor, quentura e mormaço

Gente & Notícia

Warung reabre famoso pistão, destruído por incêndio, com Vintage Culture em março

Blog da Ale Francoise

Intestino preso, use todos os dias

Blog do Ton

Medicina Estética

Blog Doutor Multas

Como parcelar o IPVA de forma rápida e segura

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado



Entrevistão

Entrevistão Adão Paulo Ferreira

"Porto sozinho não serve para nada. Ele precisa ter navios, linhas"

Irmã Simone

"Aqui nós atendemos 93% SUS”

Eduardo Rodrigues Lima

"A Marinha já fez 27 mil abordagens a embarcações no Brasil inteiro”

Edison d’Ávila

"O DIARINHO serve como uma chamada à consciência da cidade”

TV DIARINHO




Especiais

MEIO AMBIENTE

Ibama proíbe pulverização aérea de agrotóxico letal a abelhas, o tiametoxam

Caso Ilha de Marajó

Vereadora de Navegantes está entre os políticos que impulsionaram fake news sobre exploração sexual infantil

TURISMO

Japaratinga: vale a pena se hospedar no melhor resort do Brasil?

VIAGEM NO TEMPO

Museu do Carro traz nostalgia e diversão sobre o universo automotivo

NOVOS TEMPOS

SC é pioneira na promoção da mobilidade elétrica



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








MAILING LIST

Cadastre-se aqui para receber notícias do DIARINHO por e-mail

Jornal Diarinho© 2024 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação