Colunas


Coluna Exitus na Política

Por Sérgio Saturnino Januário - pesquisa@exituscp.com.br

Agora, o eleitor


Acabou! O período das Convenções partidárias acabou! Passando por tantas etapas, os Partidos Políticos realizaram as Primárias, ou as junções, arranjos, composições, alinhamentos de interesses e possibilidades. Cada qual com seu capital político e eleitoral potencial, são lançados em um campo de forças para, olhando para o umbigo e para o Caixa Eleitoral, realizarem os “compromissos” de cargos e vagas e vantagens possíveis.

 

Bora virar assinante para ler essa e todas as notícias do portal DIARINHO? Usuários cadastrados têm direito a 10 notícias grátis.


Esqueci minha senha




Se você ainda não é cadastrado, faça seu cadastro agora!


 







 





Agora os Candidatos estão alinhados e os Partidos “ajustados”. Foi um estágio de demonstração das fraquezas dos candidatos, tempo de difícil composição. E há um prato a maiss para degustar: os Partidos Políticos são “organizações particulares” financiadas com recursos públicos. O dinheiro antes de pagamento de impostos [públicos] agora tem dono, tornara-se particular, de finalidades privativas e com gestão “pessoal”. O exercício da democracia [ao menos as estruturas] requer dinheiro, mas precisa ter limites republicanos. E não os temos! O interesse é privado e particular.

Para a junção dos Partidos e a efetivação dos apoios, de nada se soube sobre Programas de Governo, Planos de Desenvolvimento Econômico ao país, preocupações com Política Educacional, Planejamentos sobre Segurança Pública, indicação de Reforma Tributária e Reforma Política ou de Estado [respiradas na Eterna eternidade]. As dificuldades para “acordos” partidários de interesses eleitorais foram intensas, desgastantes, com movimentos imprecisos e decididos, em parte, pelo tempo das regras e leis. Candidatos que, aclamados em convenções, não tiveram apoio do próprio partido.

Aclamados, formados os grupos de “amigos”, as declarações passarão por dois caminhos: “Somos Fortes” e “Eleitor, O Supremo”. Diante de nós será apresentada uma enorme mudança de comportamento e até vai parecer que agora temos as coisas e os “coisos” organizados. Cada grupo se postará como forte e altivo, nos dirá que a vida será melhor se “eles” venceram as eleições posto que são de qualidades superiores e que os amigos do lado de cá são melhores do que os adversários do lado de lá. Amigos e lados forjados às pressas e com muitas dificuldades de interesses.

Demonstradas as qualidades dos candidatos e de seus apoiadores, o eleitor se torna, de súbito, como um soluço, inevitável [porque vota] e supremo [porque é o decisor]. Os encantos encaminhados ao eleitor [você! Você mesmo!!] serão dignos de milagres e magias, mentiras e disfarces, enganos e dotes de esperanças vazias. Os candidatos, por todos os seus movimentos, farão declarações sobre a importância do eleitor, do poder que agora, de súbito, como um soluço, é objeto de amor e apego! Até antes, a “pessoa eleitor” era apenas um caminhante na vida, uma pessoa; agora, na magia das graças da esperança, é mais eleitor do que pessoa.

O período de adoração ao eleitor é curto, embora intenso! É provável que o eleitor [você! Você mesmo!!] sinta-se poderoso, bajulado, “fortalecido”, vaidoso e, até mesmo, arrogante. Em seu íntimo declare: “Eu, o Eleitor! O completo poderoso!” Veja que este é o único momento em que o político vem lhe pedir algo: o voto que é seu e somente seu. A tradução do “idioma político” é: “Dá-me o que te pertence, dá-me o teu voto! E se muitos assim o fizerem eu serei forte!”

O voto, depois de entregue ao “humilde pedinte e protetor do futuro”, transferido ao candidato, determina o fim político do eleitor, mero votante. Eleitor, cujo poder tem data para acabar!


Comentários:

Deixe um comentário:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.

Leia mais

Coluna Exitus na Política

A órbita eleitoral

Coluna Exitus na Política

O gênero da política

Coluna Exitus na Política

O medo e a vulgaridade

Coluna Exitus na Política

Um lugar desconhecido

Coluna Exitus na Política

Uma torneira na cabeceira da cama

Coluna Exitus na Política

O poder sem face

Coluna Exitus na Política

O lixo

Coluna Exitus na Política

A cenoura que não se come

Coluna Exitus na Política

Feito de ossos

Coluna Exitus na Política

Política e totens

Coluna Exitus na Política

Gestão auditável

Coluna Exitus na Política

Magia e farsa

Coluna Exitus na Política

Um e noventa e nove

Coluna Exitus na Política

Divisão do trabalho político

Coluna Exitus na Política

Segundo turno agora

Coluna Exitus na Política

Verdes e cinzas

Coluna Exitus na Política

A liberdade sob tortura

Coluna Exitus na Política

A liberdade do astronauta

Coluna Exitus na Política

Coice e passo adiante

Coluna Exitus na Política

Voto e consequência



Blogs

Blog do JC

Juliana lasca que na câmara de BC, tem representantes da banda podre na política. Credo!

A bordo do esporte

Circuito Paulista de Verão marcado pelo equilíbrio no Speed Park

Blog do Ton

Zezé Di Camargo & Luciano aterrissam em outubro no Expocentro BC

Blog Doutor Multas

5 golpes comuns que você deve ficar atento ao comprar um carro

Blog da Jackie

Spring Party

Blog da Ale Francoise

Tá com tosse aí?

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado



Entrevistão

Esperidião Amin

"Eu não quero colocar o Bolsonaro dentro da minha gaiola - que é o que alguns querem, ser o dono do Bolsonaro. Já foram até repreendidos por isso”

Décio Nery de Lima

"Vou retomar os investimentos que o Bolsonaro negou para Santa Catarina”

Jorginho Mello

"O candidato do presidente Bolsonaro é o Jorginho Mello”

Odair Tramontin

“O Partido Novo defende a privatização de tudo que for possível”

TV DIARINHO

- Avenida Rodesindo Pavan terá desvio no trânsito até sexta-feira - ATAQUES: Professora abre notícia ...



Podcast

Minuto DIARINHO - 29/09/2022

Publicado 29/09/2022 17:12


Especiais

ENTREVISTA

“Já atingimos ponto de não retorno” em algumas regiões da Amazônia, diz pesquisadora

ELEIÇÕES 2022

Partidos em Santa Catarina receberam quase R$ 194 milhões

ELEIÇÕES 2022

Confira quanto cada candidato da região recebeu do fundão eleitoral

Pesquisa DIARINHO

Preço da carne pode variar até 145%

Cidade histórica

São Chico tem o charme de 518 anos



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








Jornal Diarinho© 2022 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação