Matérias | Geral


Proteção  

Navegantes ganha reforço no atendimento à mulher vítima de violência

Ministério Público estuda levar experiência bem-sucedida de Penha para a cidade vizinha

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

O projeto de proteção a mulheres vítimas de violência Coletivo Mulheres do Brasil em Ação (CMBA) deve ser estendido para Navegantes. A confirmação foi feita pelo Ministério Público em parceria com outros órgãos. Há anos atuando em Penha, o CMBA tem trabalho consolidado e mantém uma casa de referência da mulher na cidade.

O anúncio veio após o reconhecimento pela atuação do CMBA. No final de janeiro, a justiça convidou as ativistas do coletivo de Penha pra mostrar os resultados do trabalho durante uma reunião na sede da Associação Comercial e Industrial de Navegantes (Acin). 

As ativistas, lideradas por Regina Santos da Silva, explicaram como a ONG pode ser opção para reforçar esses serviços de proteção e acolhimento às mulheres. Ainda não há data para a implantação da ...

 

Já possui cadastro? Faça seu login aqui.

Quer continuar lendo essa e outras notícias na faixa?
Faça seu cadastro agora mesmo e tenha acesso a
10 notícias gratuitas por mês.

Cadastre-se aqui



Bora ler todas as notícias e ainda compartilhar
as melhores matérias com sua família e amigos?

Assine agora mesmo!


O anúncio veio após o reconhecimento pela atuação do CMBA. No final de janeiro, a justiça convidou as ativistas do coletivo de Penha pra mostrar os resultados do trabalho durante uma reunião na sede da Associação Comercial e Industrial de Navegantes (Acin). 

As ativistas, lideradas por Regina Santos da Silva, explicaram como a ONG pode ser opção para reforçar esses serviços de proteção e acolhimento às mulheres. Ainda não há data para a implantação da casa de referência em Navegantes, mas o projeto começou a ser avaliado.



“É uma ideia inicial, mas com certeza serão colhidos bons frutos. Até por conta da estrutura que essa organização possui, de convênios para atendimento às vítimas”, explica a promotora de justiça Bianca Andrighetti Coelho.

O atendimento modelo do CMBA serviria como um complemento ao “Navega, Mulher”, iniciativa do Ministério Público pra defender direitos de mulheres vítimas de violência doméstica.

Segundo a promotora, as mulheres que pedem medida protetiva são convidadas a participar de reuniões mensais do “Navega, Mulher”. O encontro começa com as relatando as agressões que sofreram, e depois há palestras e trocas de experiências. 


A ideia de implantar em Navegantes o método desenvolvido em Penha visa acelerar esse acolhimento. “Sabemos que algumas vezes longas filas para um atendimento público na área de psicologia acabam por inviabilizar esse serviço necessário”, aponta a promotora. 

“O trabalho do CMBA vem somar nessas situações. É uma força que se une às instituições para que mais mulheres possam ser beneficiadas com ressocialização e mudança de realidade”, explica.

409 mulheres atendidas 

O CMBA atendeu só no ano passado 409 mulheres vítimas de violência doméstica e familiar em Penha, em parceria com a 1ª Promotoria de Justiça local, o que permite agilidade nas demandas. Regina, farmacêutica aposentada, transformou seu histórico como vítima de violência doméstica – ficando inclusive 28 dias em coma – em um trabalho de prevenção e combate às agressões.

A Casa de Referência foi implantada em Penha em 2021, anexa ao fórum local, espaço cedido na ocasião pela juíza Aline Vasti Ferrandim, com apoio também da promotora de justiça Daniela Carvalho Alencar, dando maior efetividade à Lei Maria da Penha.  


“Aprendi a me impor”

Uma das participantes, vítima de violência doméstica em Navegantes, aprova o programa do MP. “O que eu levo desses encontros é sabedoria, saber agir, me impor. Isso me deu força para não aguentar mais a brutalidade e a covardia. Eu levei tempo para acreditar que não é só porque a minha mãe passou por isso que eu tenho que passar”, relatou. O número do SOS Mulher do CMBA é: (47) 99112-5538.

Canais para denúncia de violência doméstica e familiar contra a mulher:

Polícias Civil e Militar (190 para emergências)


Disque-Denúncia 181 ou (48) 98844-0011 (WhatsApp/Telegram)

E-mail: ouvidoriadasmulheres@cnmp.mp.br




Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×






44.222.218.145

Últimas notícias

ITAJAÍ

Nova diretoria da Associação Empresarial de Itajaí toma posse em noite de festa; veja as fotos

Se liga

Caixa lança concursos com salários de até R$ 11 mil em SC

BALNEÁRIO CAMBORIÚ

Plantio de árvores começa a mudar visual da Atlântica que vai virar um parque linear

Prevenção

29 mil doses da vacina contra a dengue chegam a SC, mas nenhuma pra região

DOMINGOU!

Cantora Ive Luna faz show grátis em Itajaí

MÚSICA

Finalistas disputam final de festival em Navegantes

Denúncia

Vereadores denunciam “estouro” em financiamento contratado pela prefeitura de Penha

NAVEGANTES

Motorista bate em carro estacionado e capota

TURISMO

Japaratinga: vale a pena se hospedar no melhor resort do Brasil?

Solto nas ruas

Aston Martin apresenta novo Vantage



Colunistas

JotaCê

Forte candidato a sucessão de FO

Jackie Rosa

Ai que calor!

Histórias que eu conto

Histórias da Hercílio Luz

Artigos

O novo Plano Diretor de Itajaí só tem vencedores

Coluna Esplanada

Efeito cascata

Gente & Notícia

Nova geração Dalvesco

Coluna Existir e Resistir

United Colors Sarará

Foto do Dia

A ver navios

Via Streaming

“Yesterday”

Ideal Mente

Mudar dói

Show de Bola

Grande campanha

Direito na mão

Trabalho insalubre ou perigoso pode antecipar a aposentadoria

Empreender

O esporte e a inclusão

Coluna Exitus na Política

Os disfarces da linguagem

Na Rede

Confira o que bombou nas redes DIARINHO

Coluna do Ton

Destaque da Salgueiro

Clique diário

Tesouro

Coluna Fato&Comentário

O Porto é nosso?



TV DIARINHO


Itajaí vai ter centro de triagem para dar conta dos atendimento de dengue. A cidade é a quarta com maior ...





Especiais

TURISMO

Japaratinga: vale a pena se hospedar no melhor resort do Brasil?

violência

Brasil tem um assassinato de pessoa trans a cada três dias

Programa diferente

Na Estrada: Escapada pra Curitiba num finde de verão

Presidente do STM

Acampamentos golpistas “foram tolerados por orientação” militar

Agropecuária

Bancada adota ‘discurso tóxico’ em anúncios nas redes sociais



Blogs

A bordo do esporte

Volta da Ilha das Cabras abre temporada de regatas em São Paulo

Blog do JC

Lula e o genocídio

Gente & Notícia

Churrasco On Fire, da dupla Fernando e Sorocaba, chega a Massaranduba

Blog da Ale Francoise

Intestino preso, use todos os dias

Blog da Jackie

O ‘sim’ de Ângela e Dolor

Blog do Ton

Medicina Estética

Blog Doutor Multas

Como parcelar o IPVA de forma rápida e segura

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado



Entrevistão

Entrevistão Adão Paulo Ferreira

"Porto sozinho não serve para nada. Ele precisa ter navios, linhas"

Irmã Simone

"Aqui nós atendemos 93% SUS”

Eduardo Rodrigues Lima

"A Marinha já fez 27 mil abordagens a embarcações no Brasil inteiro”

Edison d’Ávila

"O DIARINHO serve como uma chamada à consciência da cidade”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








MAILING LIST

Cadastre-se aqui para receber notícias do DIARINHO por e-mail

Jornal Diarinho© 2024 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação