Matérias | Esporte


Reviravolta

Presidente da CBF é afastado pela justiça e entidade terá novas eleições

Tribunal entendeu que ação do MP interferiu nas eleições da confederação de maneira ilegal

Anderson Davi [editores@diarinho.com.br]

Foto: Divulgação/CBF

O presidente da CBF, Edinaldo Rodrigues, foi destituído do cargo pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro nesta quinta-feira. Com isso, o presidente do STJD, José Perdiz, foi nomeado interventor da entidade por 30 dias até uma nova eleição. O tribunal entendeu como ilegal ação do Ministério Público que interferiu nas eleições da CBF nos últimos anos.

A 21ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça do Rio (TJRJ) julgou, por unanimidade, extinta a ação civil pública movida pelo Ministério Público contra eleições que teriam sido realizadas irregularmente pela CBF em 2017. A partir desta ação, um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) foi assinado entre a CBF e o MP em março de 2022, que também foi invalidado pela justiça.

De acordo com o tribunal, “os desembargadores Gabriel Zéfiro, Mauro Martins e Mafalda Lucchese avaliaram que o Ministério Público não teria legitimidade para ajuizar a ação, uma vez que não se tratava ...

 

Já possui cadastro? Faça seu login aqui.

Quer continuar lendo essa e outras notícias na faixa?
Faça seu cadastro agora mesmo e tenha acesso a
10 notícias gratuitas por mês.

Cadastre-se aqui



Bora ler todas as notícias e ainda compartilhar
as melhores matérias com sua família e amigos?

Assine agora mesmo!


A 21ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça do Rio (TJRJ) julgou, por unanimidade, extinta a ação civil pública movida pelo Ministério Público contra eleições que teriam sido realizadas irregularmente pela CBF em 2017. A partir desta ação, um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) foi assinado entre a CBF e o MP em março de 2022, que também foi invalidado pela justiça.

De acordo com o tribunal, “os desembargadores Gabriel Zéfiro, Mauro Martins e Mafalda Lucchese avaliaram que o Ministério Público não teria legitimidade para ajuizar a ação, uma vez que não se tratava de questão consumerista, pois, no caso, o torcedor não poderia ser equiparado a consumidor porque não há qualquer pagamento pela realização de serviço à CBF”.



Após a ação do MP, novas eleições foram realizadas e Rogério Caboclo foi eleito. Em 2021, Ednaldo assumiu interinamente a presidência da CBF por escolha dos vice-presidentes da entidade, já que Caboclo estava afastado por denúncias de assédio sexual e seu mandato iria até abril de 2023.

O TJ ressalta ainda que Ednaldo não tinha autonomia para assinar acordo em nome da CBF, já que não o cargo deveria estar sendo ocupado pelo diretor mais velho, conforme havia sido decidido pelo STJD. Com as regras do TAC, Ednaldo foi eleito em 2022 para um mandato de quatro anos.




Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×






34.239.154.201

TV DIARINHO






Especiais

MEIO AMBIENTE

Ibama proíbe pulverização aérea de agrotóxico letal a abelhas, o tiametoxam

Caso Ilha de Marajó

Vereadora de Navegantes está entre os políticos que impulsionaram fake news sobre exploração sexual infantil

TURISMO

Japaratinga: vale a pena se hospedar no melhor resort do Brasil?

VIAGEM NO TEMPO

Museu do Carro traz nostalgia e diversão sobre o universo automotivo

NOVOS TEMPOS

SC é pioneira na promoção da mobilidade elétrica



Blogs

A bordo do esporte

Inaê Sailing Team segue entre os primeiros da Copa Mitsubishi

Blog do JC

Não sabe de nada...

Blog da Jackie

Verão, calor, quentura e mormaço

Gente & Notícia

Warung reabre famoso pistão, destruído por incêndio, com Vintage Culture em março

Blog da Ale Francoise

Intestino preso, use todos os dias

Blog do Ton

Medicina Estética

Blog Doutor Multas

Como parcelar o IPVA de forma rápida e segura

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado



Entrevistão

Entrevistão Adão Paulo Ferreira

"Porto sozinho não serve para nada. Ele precisa ter navios, linhas"

Irmã Simone

"Aqui nós atendemos 93% SUS”

Eduardo Rodrigues Lima

"A Marinha já fez 27 mil abordagens a embarcações no Brasil inteiro”

Edison d’Ávila

"O DIARINHO serve como uma chamada à consciência da cidade”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








MAILING LIST

Cadastre-se aqui para receber notícias do DIARINHO por e-mail

Jornal Diarinho© 2024 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação