Matérias | Geral


BALNEÁRIO CAMBORIÚ

Confeitaria pet inspirada em cachorra “guardiã” que salvou a tutora é inaugurada

Luciene Martins virou pet chef após morte da cachorrinha Lauren, que a salvou contra crises de hipoglicemia

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

Confeitaria vai completar um ano em outubro e foi aberta em memória à parceira de quatro patas de Luciene (fotos: JOAO BATISTA)


“Comida com amor”. O lema da confeitaria pet criada pela chef Luciene Kalef Martins, de 46 anos, moradora de Balneário Camboriú, está recheado de uma gratidão que hoje ajuda a saúde de cães e gatos dos clientes e homenageia a dog Lauren. A schnauzer barbudinha era o “anjo da guarda” de Luciene contra as crises de hipoglicemia. A pet virou estrelinha em 2021, após 14 anos de convivência com a tutora, e inspirou o negócio da chef que faz sucesso na região e a alegria de muitos peludinhos.

A confeitaria vai completar um ano em outubro e foi aberta em memória à parceira de Luciene. A loja atende on-line e tem um cardápio completo de petiscos para cães e gatos, com ingredientes naturais e funcionais para a saúde dos animais. As opções incluem bolinhas de carne, biscoitos de fígado de boi ou de frango, coxinhas “fitness”, tortinhas, bolinhos e brigadeiro de “cãolher”, entre outras gostosuras.

O trabalho iniciou para ajudar os pets de amigos, ganhou repercussão nas redes sociais e conquistou clientes pela região e até em outros estados. A dedicação de Luciene na preparação dos ...

 

Já possui cadastro? Faça seu login aqui.

Quer continuar lendo essa e outras notícias na faixa?
Faça seu cadastro agora mesmo e tenha acesso a
10 notícias gratuitas por mês.

Cadastre-se aqui



Bora ler todas as notícias e ainda compartilhar
as melhores matérias com sua família e amigos?

Assine agora mesmo!


A confeitaria vai completar um ano em outubro e foi aberta em memória à parceira de Luciene. A loja atende on-line e tem um cardápio completo de petiscos para cães e gatos, com ingredientes naturais e funcionais para a saúde dos animais. As opções incluem bolinhas de carne, biscoitos de fígado de boi ou de frango, coxinhas “fitness”, tortinhas, bolinhos e brigadeiro de “cãolher”, entre outras gostosuras.

O trabalho iniciou para ajudar os pets de amigos, ganhou repercussão nas redes sociais e conquistou clientes pela região e até em outros estados. A dedicação de Luciene na preparação dos petiscos e com os “cãosumidores” lembra a relação da chef com a Lauren. Portadora de diabetes, ela conta que a cachorrinha a salvou diversas vezes de crises hipoglicêmicas, ligadas à queda de açúcar no sangue, e que pode ter quadros graves com convulsões e perda de consciência.



Lauren tinha uma sensibilidade de prever os ataques antes de sinais aparentes. A chef recorda que a primeira vez foi em 2010. Na ocasião, a dog acordou o então marido de Luciene, com lambidas, ao perceber que a tutora não tinha se levantado. Lauren dormia na cama do casal e costumava seguir Luciene nas idas noturnas da tutora à cozinha pra comer doce, prevenindo crises durante a madrugada.

O alerta da pet permitiu que Lucilene fosse socorrida pelo marido. “Acho que ela viu que eu não me levantava e começou a ficar em desespero. Ela não lambia ninguém, mas daí começou a lamber o meu ex-marido. Quando ele acordou, viu que eu estava encharcada de suor, a fronha molhada e eu me debatendo”, lembra.

A medição de glicose deu em 39 mg/dL, nível abaixo do mínimo de 70 mg/dL, que pode levar ao coma hipoglicêmico. A chef conta que melhorou após o marido cortar uma laranja e pingar o suco em sua boca. “Na hora que eu abri o olho e fui voltando ao normal, aí que a Lauren se deitou, porque ela estava na cama agitada. Foi uma coisa impressionante”, relata.


Foi a partir desse episódio que a cachorrinha começou a “avisar” a tutora sempre que notava algo estranho. A explicação tem a ver com o olfato apurado dos cães, que conseguem identificar mudanças, mesmo pequenas, como no cheiro do suor humano, o que ocorre num quadro de hipoglicemia. “Pra mim, o mais interessante foi o meu apego com ela. Porque ela não teve treinamento, nada. Foi só de me observar e estar junto comigo. Ali, dormindo toda noite, ela percebia que eu não estava passando bem. Então, era meu anjo da guarda”, disse.

Entre 2014 e 2018, a Luciene morou nos Estados Unidos. Lá, Lauren ganhou uma carteirinha de serviço, podendo acompanhar a tutora em todos os lugares. Em qualquer sinal de crise de glicemia, a cachorrinha estava por perto. Depois, já de volta ao Brasil, divorciada e morando com a mãe, Luciene seguiu sendo cuidada por Lauren. Numa das ocasiões, a moradora foi acordada pela pet quando estava passando mal.

Fábrica de petiscos celebra cachorrinha guardiã

Lauren entrou na vida de Luciene como um presente de uma amiga. Após 14 anos de parceria, ela partiu em julho de 2021. Com a perda, a chef conta que teve que reaprender a se controlar. Enquanto ainda tentava superar a ausência de Lauren, meses depois ela ganhou uma nova parceira, a cachorrinha Jean.


Foi após o aniversário da nova pet, em 2022, que a ideia da confeitaria nasceu. Na época, Luciene não achou um bolo pra festa e acabou fazendo o próprio, seguindo uma receita. A postagem no Instagram deu repercussão imediata. A partir da experiência, a chef buscou um diferencial, decidindo começar a produzir petiscos com produtos que ajudam na saúde de cães e gatos.

Antes, ela fez um curso no Rio de Janeiro e estudou receitas e temperos. Inicialmente, o trabalho era só para pets de amigos, mas as comidinhas ganharam fama e viraram a confeitaria Pet Chef Lu Kalef. A produção é feita na cozinha de casa, com “teste de qualidade” pela cachorrinha Jean. A chef recebe pedidos pela internet e por WhatsApp e despacha.

Para Balneário Camboriú e Itajaí, ela mesma entrega em mãos aos clientes, ou nas patinhas dos consumidores. A chef destaca que o resultado tem sido recompensador, pelas reações dos pets e depoimentos dos clientes. Além de ajudar na saúde dos animais, Luciene diz que o trabalho é uma forma de agradecer à Lauren, que a salvou em várias ocasiões.

“Se ela, de onde estiver, tiver orgulho de mim, do que eu estou fazendo, então compensou tudo. Eu acho que ela está sendo homenageada de alguma forma, mas só de pensar que ela está sentindo orgulho, que ela está me vendo, de onde ela está, e dizendo: plantei a sementinha do bem nessa humana e agora virou isso tudo, não tem recompensa maior para mim”, refletiu, emocionada.


O cardápio pet conta com 10 receitas de petiscos saudáveis, entre opções salgadas e doces. Os preços partem de R$ 6 a unidade, conforme o tipo, com kits a partir de R$ 35, com 10 unidades. A chef explica que os petiscos servem de complemento na alimentação, e não dispensam a ração. As orientações são passadas aos clientes, conforme o porte e a situação de cada pet.




Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×






3.239.9.151

TV DIARINHO


Um bandido se assustou com um morador e desistiu de roubar um condomínio na rua Brusque, no bairro Dom ...





Especiais

violência

Brasil tem um assassinato de pessoa trans a cada três dias

Programa diferente

Na Estrada: Escapada pra Curitiba num finde de verão

Presidente do STM

Acampamentos golpistas “foram tolerados por orientação” militar

Agropecuária

Bancada adota ‘discurso tóxico’ em anúncios nas redes sociais

Itajaí

Coleta seletiva tem contrato milionário não fiscalizado



Blogs

A bordo do esporte

Com visuais deslumbrantes, novo percurso curto do L'Étape Cunha é anunciado

Blog do JC

Lula e o genocídio

Gente & Notícia

Churrasco On Fire, da dupla Fernando e Sorocaba, chega a Massaranduba

Blog da Ale Francoise

Intestino preso, use todos os dias

Blog da Jackie

O ‘sim’ de Ângela e Dolor

Blog do Ton

Medicina Estética

Blog Doutor Multas

Como parcelar o IPVA de forma rápida e segura

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado



Entrevistão

Irmã Simone

"Aqui nós atendemos 93% SUS”

Eduardo Rodrigues Lima

"A Marinha já fez 27 mil abordagens a embarcações no Brasil inteiro”

Edison d’Ávila

"O DIARINHO serve como uma chamada à consciência da cidade”

Hang Ferrero

“Administrar a vida é particularmente difícil. Mas amar de maneira ampla é absolutamente fácil. Amar é revolucionário. Amem com todo o esforço que puderem suportar”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








MAILING LIST

Cadastre-se aqui para receber notícias do DIARINHO por e-mail

Jornal Diarinho© 2024 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação