Matérias | Política


Penha 

Prefeito diz que há "esquema de funerárias"

Em vídeo, Aquiles alertou sobre “sacanagens com a ajuda de servidores”. Ele acusou a CPI de “factóide político”

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

Serviço funerário virou alvo de ação judicial, sindicância e pode acaba em CPI em Penha. Foto Arquivo.



O prefeito de Penha, Aquiles da Costa (MDB), confirmou na quarta-feira a existência de um esquema interno no pronto atendimento 24h da cidade pra beneficiar algumas funerárias do município. Ele ainda informou que a prefeitura acaba de instalar uma sindicância pra investigar o caso.


Em vídeo gravado no seu gabinete, Aquiles deu sua versão para a polêmica suspensão do decreto emergencial das funerárias determinada em liminar na terça-feira, dia 23, pelo juiz Luiz Fernando Vailatti, de Piçarras.

O juiz acatou a denúncia do ministério Público acerca de supostas irregularidades no atendimento das funerárias e cobrou agilidade no processo anterior ao que resultou na tentativa da prefeitura em estabelecer um contrato emergencial para prestação dos serviços.

Sem explicar porque demorou 20 meses para retomar a questão, Aquiles alegou que a sindicância está aberta para apurar o esquema em que um funcionário estaria cobrando ou recebendo benefícios para indicar determinada funerária.

A ouvidoria da prefeitura revelou essa situação, mas ela “não deveria vir a público”, pois está sendo investigada. A ameaça da oposição em montar uma CPI das funerárias foi rechaçada pelo prefeito. “Isso é sacanagem e tentativa de puxada de tapete”, disse o prefeito, em referência à oposição.

Aquiles confirmou o caso denunciado por um familiar que perdeu um ente no PA 24h e teria sido alvo da tentativa de extorsão, ou “leilão”, nas palavras do prefeito, do serviço funerário. “O familiar estava ainda na maca, veio a óbito, e seu parente foi assediado por funerária e servidor leiloando o serviço, já chamando a funerária”, revelou.

Continua depois da publicidade



A sindicância  vai ouvir os servidores da saúde. O prefeito condenou qualquer esquema existente. Mas segundo ele, há vereadores também querendo beneficiar funerárias. “Uma CPI agora é factoide político”, disse.

O prefeito não explica no vídeo a razão da demora na definição das prestadoras de serviço – cobrança feita pelo juiz – mas frisou que contratar funerárias “depende de concessão” e que o “judiciário cancelou o modelo de concessão, mas não é contra o processo de seleção”.

Continua depois da publicidade



Entenda o rolo

O juiz Vailatti Júnior, em decisão liminar, suspendeu terça-feira o processo da prefeitura pra contratação de serviço funerário em caráter emergencial, devido às suspeitas de fraude e má fé no procedimento administrativo e estabeleceu multa de R$ 1 milhão caso a prefeitura descumpra a medida.

A decisão do magistrado deu-se em virtude da ação impetrada pela Funerária El Shadday, que anteriormente dividia com outra empresa  a prestação de serviços ao município. É a El Shadday quem acusa Penha de irregularidades, e que em 2020, impetrou o primeiro mandado de segurança contra o município. No primeiro mandado de segurança, segundo o juiz, já foram reconhecidas como indevidas e exageradas as exigências estabelecidas no edital.

A prefeitura acabou cancelando a primeira licitação. Mas tanto o MP quanto o juiz entenderam que as exigências do município  “ultrapassam as elencadas na lei de licitações”, situação que gerou restrições “em demasia” e culminou na ilegalidade do edital e do processo.

No seu despacho de terça-feira, o juiz lembrou que passaram um ano e oito meses do cancelamento da licitação de 2020. “Alegando urgência quando se teve um ano e oito meses para corrigir e lançar novo edital” e ainda “fundamentar a referida urgência na má prestação do serviço, que não é de hoje, fere, de morte, os princípios basilares da administração”, considerou. 

Oposição quer CPI

Na Câmara de Vereadores, a situação repercutiu negativamente, principalmente entre a oposição. Adriano de Souza, o Tibeco (PSDB), lamentou a decisão e a demora, e defende a instalação da CPI; e Luiz Vailatti, o Ferrão (Podemos), considerou que a decisão atinge as pessoas mais carentes. “Uma família já pagou R$ 2 mil a mais por um enterro, pela falta de discussão de preço. Com uma funerária só, ela que aplica o preço e deu”, reforçou Ferrão, que também apontou a existência do esquema entre servidor e funerária.




Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×





44.192.47.87

Últimas notícias

SOLIDARIEDADE

Trilha beneficente arrecada doações para família carente de Itajaí

VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

Marido agride esposa com soco no rosto

PROCURADOS

Quatro foragidos são presos em Itajaí em 24h

Qualidade de vida

Ações de responsabilidade social reafirmam compromisso da Águas de Camboriú com qualidade de vida dos moradores

Promoção Indicou, fechou, ganhou

PagAuto oferta R$ 150 pra quem indicar um amigo que fechar negócio

Brasil

BC lidera ranking nacional de padrão de vida e sustentabilidade

GOLPE

TJ condena corretor de imóveis de Navegantes

Classificado

Camboriú vence a Chape e está na semifinal da Copa SC Sub-20

Festa do Bom Sucesso

Prefeitura de BC escolhe barracas de comida

CORDEIROS

Píer desaba no parque náutico Odílio Garcia



Colunistas

Coluna Esplanada

PRF contra Bolsonaro

JotaCê

Pegorini pode comandar campanha de Amin

Canal 1

Brasileiro tem a TV como principal meio de informação e entretenimento

Gente & Notícia

Novo empreedimento

Clique diário

Espetáculo no céu

Coluna Tema Livre

Não é fácil ser mulher

Coluna do Janio

Jorginho é o novo técnico do Marinheiro

Coluna Exitus na Política

Um e noventa e nove

Coluna do Ton

Níver da Ana Laura

Na Rede

Na rede

Via Streaming

Parece mas não é

Instituto Ion | Informando e Inovando

Contratos culturais feitos por prefeituras

Coluna Fato&Comentário

Dimas Rosa: artista de Itajai desconhecido aqui

Vinicius Lummertz

O Turismo pode ser o nosso novo Agro   

Jackie Rosa

A trip de Ângela, Dolor e netos começou

Espaço InovAmfri

Olhar adiante



TV DIARINHO


Confira os destaques desta quinta-feira





Especiais

Cordeiros

Professora Rita de Cássia ensinou matemática a diferentes gerações de itajaienses

SUPERAÇÃO

Deficiência nunca impediu Jailton de fazer o que quis; até elevador em casa ele construiu

Centro de Itajaí

Bravacinas se transforma em referência em vacinação humanizada

Itajaí

Itajaí mantém protagonismo na pesca industrial

A riqueza vem pelo mar

Polo náutico reúne players mundiais do mercado de luxo



Blogs

A bordo do esporte

Top Rank aguarda segundo do ranking para pegar Esquiva Falcão pelo cinturão do mundo

Blog do JC

Portonave

Blog do Ton

Consultório médico, em Balneário Camboriú tem pegada chic, mas sem excessos

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Blog da Ale Francoise

Nossas órgãos X nossas emoções!

Blog Doutor Multas

A Desentupidora mais próxima de você! Desentupidora de emergência 24h SP

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado

Blog da Jackie

BALNEÁRIO FASHIOW foi SHOW



Entrevistão

Willian Cardoso, o Panda

"Saquarema provavelmente vai ser meu último mundial, aí eu vou estar focado no brasileiro”

Renata Teixeira Pinto Viana

"Não se indica cigarro eletrônico para alguém que queira parar de fumar"

Governador de Santa Catarina

"É importante destacar que as obras só avançam por conta dessa decisão de colocar recursos dos catarinenses nas rodovias federais”

José Evaldo Koch

“O hortifruti é nosso berço”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








Jornal Diarinho© 2022 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação