Matérias | Geral


Assistência Social

Programa Bolsa Família chega ao fim depois de 18 anos

Último pagamento foi na sexta-feira; novo programa do governo Bolsonaro ainda precisa ser aprovado na câmara

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

Na região da Amfri, 12.612 beneficiários estão cadastrados (Foto: Agência Brasil)

Com 18 anos de história, o programa Bolsa Família fez o último pagamento às famílias cadastradas na sexta-feira passada, após a medida provisória que pôs fim ao programa e que cria o Auxílio Brasil. O novo programa do governo federal tem calendário de pagamento a partir de 17 de novembro, mas ainda sem o valor mínimo de R$ 400, prometido pelo presidente Jair Bolsonaro.


Oficialmente, o Bolsa Família ainda segue valendo, mas sem novos pagamentos, até o dia 10 de novembro, quando completa o prazo de 90 dias pra extinção do programa após a publicação da medida provisória do Auxílio Brasil. O programa poderá voltar caso a medida provisória não seja votada no prazo máximo de 120 dias ou ela seja alterada pelo congresso Nacional.

Conforme dados do ministério da Economia, 14,6 milhões de famílias são atendidas pelo programa social, com uma mensalidade média de R$ 191. Na região da Amfri, 12.612 beneficiários estão cadastrados, a maior parte em Itajaí, com 3885 famílias, e em Navegantes, com 2331 famílias.

O governo federal prevê aumentar o número de beneficiários do Auxílio Brasil para 17 milhões, mas o novo programa enfrenta indefinição da fonte de financiamento para o aumento de valor. O valor de R$ 400 deve ser pago a partir de dezembro, vigorando por um ano. Com a alta, o orçamento do programa passaria de R$ 33 bilhões para quase R$ 85 bilhões.

Para novembro, o pagamento vai contemplar apenas o reajuste da inflação, de 17,8%, com média das parcelas chegando a R$ 220. O reajuste foi garantido devido a um saldo do Bolsa Família, de R$ 9,3 bilhões, que foi remanejado para o novo programa. O aumento do Auxílio Brasil para os próximos meses está dependendo da proposta de Emenda Constitucional (PEC) dos Precatórios.

O projeto, com previsão de ser votado na próxima quarta-feira, permitiria bancar as parcelas de R$ 400 do auxílio com o dinheiro que seria pra pagamento de dívidas do governo federal, abrindo espaço pra “furar” o teto fiscal de gastos em R$ 83 bilhões no orçamento.

Continua depois da publicidade



Se o projeto não for aprovado, o benefício do Auxílio Brasil poderá seguir com as parcelas atuais, corrigidas apenas pela inflação. Outras fontes de financiamento ainda são estudadas pelo governo, como recursos do projeto do novo imposto de Renda.

Caixa finaliza os pagamentos do auxílio emergencial 2021

Continua depois da publicidade



Foram 39,2 milhões de beneficiadas

A caixa Econômica Federal conclui no sábado o pagamento da rodada de 2021 do auxílio emergencial. Na sétima e última parcela, foram atendidos trabalhadores nascidos em dezembro. Neste ano, o benefício foi pago a 39,2 milhões de famílias, das quais 23,9 milhões de trabalhadores informais, 10 milhões inscritos no Bolsa Família e 5,3 milhões beneficiários de programas sociais do cadastro Único.

O benefício teve parcelas de R$ 150 a R$ 375, dependendo da família. O auxílio emergencial se encerraria em julho, mas foi prorrogado até outubro, com os mesmos valores, para quem já tinha recebido o benefício em 2020.

O dinheiro será depositado nas contas digitais dos beneficiários e poderá ser movimentado pelo aplicativo Caixa Tem. Somente de duas a três semanas após o depósito, o dinheiro poderá ser sacado em espécie ou transferido para uma conta corrente. Após a sétima parcela, os trabalhadores informais e inscritos no cadastro Único deixam de receber o auxílio emergencial.

Uma nova rodada do benefício, criado pra atender trabalhadores afetados pela pandemia, é estudado pelo governo para 2022, com menos beneficiários. Os inscritos no Bolsa Família serão transferidos para o Auxílio Brasil, novo programa social do governo federal.

Vem aí um novo "Bolsa Família"

Os beneficiários do Auxílio Brasil devem ser as mesmas famílias já inscritas no cadastro Único, usado pelo Bolsa Família. O novo programa traz três modalidades de benefício básico, para primeira infância, famílias com jovens até 21 anos e famílias em situação de extrema pobreza. O programa prevê bônus sobre o valor recebido para quem cumprir requisitos adicionais.

O sistema do ministério da Cidadania que gerenciava o Bolsa Família encerrou os registros de atendimentos e acompanhamentos das famílias na sexta-feira. As secretarias Nacional de Renda de Cidadania e de Assistência Social criaram um novo módulo de atendimento que entrará no ar em novembro, com novas funcionalidades.

Em Balneário Camboriú, que tem 1354 beneficiários do Bolsa Família, a secretária de Inclusão Social, Christina Barichello, informa que o ministério da Cidadania mandou nota explicativa informando que os usuários não serão prejudicados na transição dos programas.




Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×





44.192.47.87

Últimas notícias

SOLIDARIEDADE

Trilha beneficente arrecada doações para família carente de Itajaí

VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

Marido agride esposa com soco no rosto

PROCURADOS

Quatro foragidos são presos em Itajaí em 24h

Qualidade de vida

Ações de responsabilidade social reafirmam compromisso da Águas de Camboriú com qualidade de vida dos moradores

Promoção Indicou, fechou, ganhou

PagAuto oferta R$ 150 pra quem indicar um amigo que fechar negócio

Brasil

BC lidera ranking nacional de padrão de vida e sustentabilidade

GOLPE

TJ condena corretor de imóveis de Navegantes

Classificado

Camboriú vence a Chape e está na semifinal da Copa SC Sub-20

Festa do Bom Sucesso

Prefeitura de BC escolhe barracas de comida

CORDEIROS

Píer desaba no parque náutico Odílio Garcia



Colunistas

Coluna Esplanada

PRF contra Bolsonaro

JotaCê

Pegorini pode comandar campanha de Amin

Canal 1

Brasileiro tem a TV como principal meio de informação e entretenimento

Gente & Notícia

Novo empreedimento

Clique diário

Espetáculo no céu

Coluna Tema Livre

Não é fácil ser mulher

Coluna do Janio

Jorginho é o novo técnico do Marinheiro

Coluna Exitus na Política

Um e noventa e nove

Coluna do Ton

Níver da Ana Laura

Na Rede

Na rede

Via Streaming

Parece mas não é

Instituto Ion | Informando e Inovando

Contratos culturais feitos por prefeituras

Coluna Fato&Comentário

Dimas Rosa: artista de Itajai desconhecido aqui

Vinicius Lummertz

O Turismo pode ser o nosso novo Agro   

Jackie Rosa

A trip de Ângela, Dolor e netos começou

Espaço InovAmfri

Olhar adiante



TV DIARINHO


Confira os destaques desta quinta-feira





Especiais

Cordeiros

Professora Rita de Cássia ensinou matemática a diferentes gerações de itajaienses

SUPERAÇÃO

Deficiência nunca impediu Jailton de fazer o que quis; até elevador em casa ele construiu

Centro de Itajaí

Bravacinas se transforma em referência em vacinação humanizada

Itajaí

Itajaí mantém protagonismo na pesca industrial

A riqueza vem pelo mar

Polo náutico reúne players mundiais do mercado de luxo



Blogs

A bordo do esporte

Top Rank aguarda segundo do ranking para pegar Esquiva Falcão pelo cinturão do mundo

Blog do JC

Portonave

Blog do Ton

Consultório médico, em Balneário Camboriú tem pegada chic, mas sem excessos

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Blog da Ale Francoise

Nossas órgãos X nossas emoções!

Blog Doutor Multas

A Desentupidora mais próxima de você! Desentupidora de emergência 24h SP

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado

Blog da Jackie

BALNEÁRIO FASHIOW foi SHOW



Entrevistão

Willian Cardoso, o Panda

"Saquarema provavelmente vai ser meu último mundial, aí eu vou estar focado no brasileiro”

Renata Teixeira Pinto Viana

"Não se indica cigarro eletrônico para alguém que queira parar de fumar"

Governador de Santa Catarina

"É importante destacar que as obras só avançam por conta dessa decisão de colocar recursos dos catarinenses nas rodovias federais”

José Evaldo Koch

“O hortifruti é nosso berço”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








Jornal Diarinho© 2022 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação