Matérias | Geral


Liminar suspende pregão que contratou nova empresa

Decisão foi em recurso de empresa concorrente de Itajaí que foi desclassificada

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

tribunal de Justiça de Santa Catarina deu decisão liminar favorável à empresa PRM Serviços de Mão de Obra Especializada, de Itajaí, que pedia a suspensão do pregão pra contratação de cogestão do presídio Masculino de Lages. O desembargador Vilson Fontana reconheceu “excesso de formalismo” no edital.

O contrato foi vencido pela Soluções Serviços Terceirizados. A empresa ganhou também os contratos do complexo Penitenciário da Canhanduba, em Itajaí, e da penitenciária Industrial de Joinville ...

 

Já possui cadastro? Faça seu login aqui.

Quer continuar lendo essa e outras notícias na faixa?
Faça seu cadastro agora mesmo e tenha acesso a
10 notícias gratuitas por mês.

Cadastre-se aqui



Bora ler todas as notícias e ainda compartilhar
as melhores matérias com sua família e amigos?

Assine agora mesmo!


O contrato foi vencido pela Soluções Serviços Terceirizados. A empresa ganhou também os contratos do complexo Penitenciário da Canhanduba, em Itajaí, e da penitenciária Industrial de Joinville em outros dois pregões. A escolha da empresa é contestada pelo sindicato dos Vigilantes de Lages em uma ação popular que está em andamento.

A liminar foi dada pelo desembargador na segunda-feira da semana passada, determinando a suspensão do pregão 0057/2019, relativo à licitação de Lages. Antes da decisão, em 17 de novembro, o governo estadual já havia homologado o resultado e assinado o contrato de R$ 13,4 milhões com a empresa.



A PRM, desclassificada da concorrência, discorda do resultado, defendendo que preencheu todos os requisitos legais. A desclassificação se deu pela falta de balanço patrimonial, mas a empresa alega que a exigência seria indevida e que os dados já estariam no certificado de Cadastro de Fornecedores, apresentado na disputa.

O desembargador concordou com a alegação. “A exigência prévia de apresentação em separado do balanço patrimonial, sem razão que transcenda um mero formalismo, soa mesmo irrazoável e desprivilegia a ampla concorrência, se a situação patrimonial da impetrante era aceitável”, anotou no despacho.

O pedido de liminar foi feito no início do novembro, quando o resultado da licitação ainda não havia sido homologado. Apesar da contestação da empresa e da ação do sindicato de Lages contra a contratação da vencedora nos pregões das três unidades prisionais, o governo estadual seguiu com os procedimentos.


Decisão afeta contrato

Conforme o representante da PRM, a decisão do TJ vai implicar agora na suspensão da contratação, considerando que o contrato já foi assinado. Apesar de a contratação firmada, o entendimento do tribunal é que o mandado de segurança não perde a razão de ser, por que o certame estaria “eivado de nulidades” que contaminam a celebração do contrato.

A empresa ainda avaliou que o recurso foi aberto antes da homologação do resultado pelo estado. Para a empresa, isso significa que o caso pode ter dois desdobramentos, a classificação da PRM na disputa ou o cancelamento do pregão. A concorrente já pediu que a suspensão da licitação fosse estendida à assinatura e à execução contratual.

Em despacho na última segunda-feira, o desembargador Vilson Fontana não atendeu ao pedido, informando que vai aguardar informações a serem prestadas pela secretaria estadual de Administração sobre a situação do certame.

A secretaria Estadual de Administração informou que recebeu a notificação sobre a liminar. O processo seguiu pra análise da consultoria jurídica pra posterior resposta ao Tribunal. A secretaria adiantou, no entanto, que não será possível cancelar a licitação.


Pregões são alvo de ação popular

Os pregões do estado para a gestão terceirizada de serviços nas unidades prisionais de Itajaí, Lages e Joinville também estão no alvo de uma ação popular aberta na quinta-feira passada pelo sindicato de Vigilantes de Lages. A entidade aponta supostas irregularidades na contratação da empresa Soluções e pede a suspensão do contrato e o lançamento de novos editais, com adequações nos termos. 

Segundo o sindicato, as exigências nas contratações não são compatíveis com os requisitos técnicos previstos nos editais, que terminaram com uma empresa ganhando os três contratos. A entidade ainda citou um relatório técnico do tribunal de Contas, que teria apontado erros graves nos pregões e alertado pra necessidade de retificações, ignoradas pelo estado.

Os três contratos de cogestão prisional já foram assinados pelo governo com a empresa vencedora. Para o complexo de Itajaí, incluindo a penitenciária e o presídio, o contrato de serviços é de R$ 50 milhões, assinado no dia 23 de novembro. Na penitenciária de Joinville, o valor é de R$ 17,6 milhões, com contrato firmado em 17 de novembro. A empresa tem 30 dias pra assumir os serviços a partir das datas de assinaturas.





Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×






18.232.179.5

Últimas notícias

Alta temporada

Preços disparam nos supermercados e provocam a indignação de consumidores

ESCOLA BILÍNGUE

Construindo o Saber tem educação infantil com qualidade de ensino

ITAPEMA 

Polícia prende homem que levava a filha  pequena para furtar 

TRAGÉDIA 

Rural capota e mata jovem

Tarde de domingo

Temporal já alaga ruas de BC e Camboriú

Susto

Menino cai de prancha e se afoga em Piçarras

Centro de Itajaí 

Obras identificam esgotos irregulares na Hercílio Luz 

Brava 

Colocação de galerias chega no trecho final na Luci Canziani

ITAJAÍ

Obras no centro e Brava trancam cidade e geram queixas

Balneário Camboriú

Fundesporte BC vai distribuir R$ 300 mil para projetos esportivos



Colunistas

JotaCê

Elcio

Coluna Esplanada

Guarda-costas e a escuta

Canal 1

Não é mais só o Ibope que mede o resultado da televisão

Foto do Dia

Horizonte inconfundível

Direito na mão

Quero me aposentar agora e não com mais idade: tem como?

Via Streaming

“Falando a real” aborda terapia e luto

Jackie Rosa

Niver do Armandinho

Na Rede

Confira os destaques das redes do DIARINHO nesta semana

Gente & Notícia

Lançamento

Clique diário

O pôr do sol!

Coluna do Janio

Rogério Corrêa fica

Coluna Exitus na Política

O dono da política

Coluna do Ton

Show Nacional

Artigos

Escultura Santa Ceia de Ervin C. Teichmann, prevista para a Igreja Matriz, está sendo oferecida a Itajaí pelo filho do escultor

Vinicius Lummertz

Turismo, para um Feliz Ano Novo

Coluna Fato&Comentário

Menino Jesus, São Nicolau, velho pom-pom e Papai Noel



TV DIARINHO


PAI FOI PRESO DEPOIS DE LEVAR FILHA PRA FURTAR: Um jovem de 23 anos utilizava o disfarce de “bom pai ...





Especiais

Alta temporada

Preços disparam nos supermercados e provocam a indignação de consumidores

Pesquisa de preços 

Sorvetes apresentam diferença de até 50,62% nos principais supermercados

80 ANOS

Sorveteria Seara chega à quarta geração unindo receitas de família e novas tendências

NA ESTRADA COM O DIARINHO

Sete dicas pra curtir Balneário Camboriú num fim de semana 

Dia no mar

O que levar para uma refeição perfeita al mare



Blogs

A bordo do esporte

Volta ao Mundo Globe 40 chega a Recife (PE)

Blog Doutor Multas

Divisão de Registro de Veículos: entenda como funciona

Blog do JC

The Ocean Race

Blog da Ale Francoise

Moringa para imunidade

Blog do Ton

Festa The Box comemora 5 anos neste fim de semana em Balneário Camboriú

Blog da Jackie

Spring Party

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado



Entrevistão

David Fernandes “LaBarrica”

"Meu sonho é ser prefeito de Balneário Camboriú”

Evandro Neiva

"Vila da Regata de Itajaí vai atrair mais de meio milhão de visitantes

Luíza Moreira

"Meu avô tinha uma marca de ferro na coxa. Hoje em dia eu me revolto ainda por causa da escravidão, porque ainda tem muito preconceito”

Alvim Sandri

"Levei a vida que a minha mãe ensinou: fé em Deus e andar certo



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








Jornal Diarinho© 2022 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação