Matérias | Geral


Governo federal tira ipês de lista de proteção internacional

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

O governo federal tirou o ipê de uma lista internacional de proteção de espécies da flora ameaçadas pelo desmatamento, exploração e comercialização ilegal de madeira. A lista da convenção Internacional de Espécies da Fauna e da Flora Selvagem Ameaçadas de Extinção (Cities) monitora o comércio entre países e criaria regras e licenças específicas pra exportação do ipê, que é uma das madeiras mais nobres e cobiçadas no mundo. Árvore simbólica do Brasil, o ipê pode ser encontrado em estado nativo por todo o país. O exuberante ipê-amarelo é o nome popular de algumas espécies mais comuns das regiões Sul e Sudeste, com variedade de flores na cor branca, roxa, rosa ou lilás. Em outras regiões, as árvores são conhecidas por outros nomes. A madeira dos ipês é valorizada pela sua resistência, beleza, dureza e flexibilidade. A comercialização em Santa Catarina estaria mais ligada às arvores vindas da floresta Amazônica e do Mato Grosso. Devido à exploração ilegal, a árvore estava numa lista de espécies ameaçadas da convenção internacional. Em agosto do ano passado, o governo federal pediu que o grupo tirasse o ipê da listagem, em decisão que contrariou relatório técnico do Ibama, que alertava para a necessidade de preservação. Matéria do jornal O Estado de S. Paulo da quinta-feira passada mostrou que o ipê está sendo vendido com uma espécie comum, sem restrições. O relatório do Ibama, de 2018, apontou que 92% do ipê comercializado é vendido para o exterior, sem qualquer tipo de fiscalização, segundo a reportagem. A espécie foi incluída na lista pra evitar o comércio ilegal por produtores clandestinos e pra se criar regras de proteção. O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, teria decidido deixar a espécie de fora após pressão de madeireiros. A alegação seria que a restrição afetaria o comércio internacional. Até que a lista seja atualizada, o ipê segue desprotegido de corte. A posição oficial do ministério do Meio Ambiente foi que não houve consulta ao setor produtivo nacional sobre a inclusão na lista, sendo necessários mais estudos sobre a exploração do ipê. A convenção pela proteção de espécies é um acordo internacional assinado por 183 países, incluindo o Brasil. Outras árvores brasileiras, como o mogno e o pau-brasil estão na lista. Flexibilização das normas intensifica exploração ilegal de madeira De acordo com a professora da Univali, Rosemeri Marenzi, doutora em engenharia florestal, a decisão do governo federal coloca em risco também outras espécies de árvores devido ao afrouxamento nas regras pra exportação de madeira e à dificuldade de monitoramento. Desde fevereiro, madeiras nativas podem ser exportadas sem autorização formal do Ibama, uma exigência que vigorava desde 2011, bastando o documento de Origem Florestal, preenchido pelos próprios madeireiros. Entidades ambientais entraram na justiça pra tentar derrubar a mudança. “O afrouxamento na fiscalização do comércio internacional intensifica muito mais o problema de exploração intensiva e comércio ilegal”, destaca a Rosemeri. A professora analisa que a ineficiência de fiscalização se dá já no próprio manejo florestal, que deveria ser sustentável, sem corte raso e sem corte de árvores novas e em idade de produção de sementes, além de preservar espécies ameaçadas. “Mas dificilmente são atendidos os critérios técnicos necessários. Portanto, a fiscalização na comercialização da madeira tem que ser rigorosa para não se ter tantas perdas ambientais”, afirma. Apesar de fornecer madeira de qualidade e grande durabilidade, sendo resistente às intempéries climáticas, o ipê é uma espécie de crescimento lento, frisa a engenheira ambiental. “O reflorestamento dela não é atrativo comercialmente, dependendo muito dos exemplares que ocorrem naturalmente na floresta. Portanto, florestas maduras, que demoram muito pra se desenvolver”, alerta.




Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×






34.239.158.223

Últimas notícias

MUNDO

Queda de helicóptero mata presidente do Irã aos 63 anos

Realeza

Rei e Rainha da Marejadinha visitaram o DIARINHO

ITAJAÍ

Semasa pede economia de água por dificuldades de captação

Santa Catarina

Empresários promovem evento  sobre governança em Floripa

Série D

Barra perde para o Concórdia fora de casa

Receita controlada

Zolpidem vai virar tarja preta no Brasil

LABORATÓRIO

Ford disputará o Rali Dakar 2025

CHUVAS

Itajaí tem alagamentos em ruas do bairro Cordeiros

Chuvas

SC tem 24 cidades atingidas pelas chuvas

Vôlei

Brasil se despede do Rio de Janeiro invicto na Liga das Nações



Colunistas

JotaCê

Montibeller indeciso

Coluna Exitus na Política

Um passeio nas cavernas

Via Streaming

Amor do passado

Na Rede

Morte de produtor, garotinho com orgulho do pai na enchente e mais: confira os destaques do DIARINHO

Artigos

O combate ao abuso e à exploração de crianças e adolescentes é um compromisso coletivo

Jackie Rosa

Niver da Chris

Mundo Corporativo

A importância do equilíbrio da autoestima no mundo organizacional

Coluna Esplanada

Palácio x Lira

Gente & Notícia

Níver da Margot

Ideal Mente

Luto coletivo: navegando juntos nas ondas da perda

Show de Bola

Vitória da base

Direito na mão

Mulher entre 54 a 61 anos: como antecipar a aposentadoria?

Coluna do Ton

Chegando de Mendoza

Histórias que eu conto

Armação da infância II

Foto do Dia

“O mar, quando quebra na praia”

Coluna Existir e Resistir

Designação geral sobre o fim do mundo

Coluna Fato&Comentário

Anuário de Itajaí - 100 anos da 1ª edição

Empreender

Balneário Camboriú atrai cada vez mais clientes do eixo sudeste



TV DIARINHO


Uma mulher foi arrastada pela correnteza do rio Itajaí-Açu em Rio do Sul. Ela se agarrou em um pedaço ...





Especiais

NA ESTRADA

BC oferece rolês gastronômicos, culturais, de compras e lazer

RIO GRANDE DO SUL

São Leopoldo: a cidade gaúcha onde quase todos perderam o lar

RIO GRANDE DO SUL

Governo Eduardo Leite não colocou em prática estudos contra desastres pagos pelo estado

Retratos da destruição

“Não temos mais lágrimas pra chorar”: A cidade gaúcha destruída pela 3ª vez por enchentes

MEIO AMBIENTE

Maioria de deputados gaúchos apoia projetos que podem agravar crise climática



Blogs

A bordo do esporte

Maratona fecha etapa de Ouro Branco da Estrada Real

Blog da Jackie

Tá na mão!!!

Blog do JC

Visita na choupana do Chiodini e Rebelinho

Blog da Ale Francoise

A pílula da felicidade

Blog do Ton

Amitti Móveis inaugura loja em Balneário Camboriú

Gente & Notícia

Warung reabre famoso pistão, destruído por incêndio, com Vintage Culture em março

Blog Doutor Multas

Como parcelar o IPVA de forma rápida e segura

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado



Entrevistão

Vilfredo e Heloísa Schurmann

"Nós reciclamos só 6% no Brasil. Na Europa já é 50%. A própria China já está com 35% de reciclagem” (Vilfredo)

João Paulo

"Essa turma que diz defender a família ajudou a destruir a boa convivência em muitas famílias. Na defesa de um modelo único, excludente"

Entrevistão Peeter Grando

“Balneário Camboriú não precisa de ruptura, mas de uma continuidade”

Juliana Pavan

"Ter o sobrenome Pavan traz uma responsabilidade muito grande”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








MAILING LIST

Cadastre-se aqui para receber notícias do DIARINHO por e-mail

Jornal Diarinho© 2024 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação