Matérias | Opinião


Itajaí

Moisés apresenta a defesa na Assembleia

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

O secretário Douglas Borba, chefe da Casa Civil, entregará na tarde desta sexta, na Assembleia, a defesa do governador Carlos Moisés da Silva, da vice Daniela Reinehr e do secretário Jorge Eduardo Tasca (Administração) no processo que apura crime de responsabilidade pela equiparação dos servidores do Estado com os da Assembleia. A denúncia feita pelo defensor público Ralf Zimmer Júnior, que pede o impeachment do três, baseia-se no veto de Moisés, apresentado em fevereiro do ano passado à emenda que previa a equiparação, dentro da Reforma Administrativa, sob a alegação de falta de recursos, e, mais tarde, o ato ser revertido com pagamentos a partir de setembro do ano passado. O argumento do governo do Estado é o de que não há contradição entre o cumprimento de decisão judicial, em acórdão do Tribunal de Justiça, que obriga o pagamento isonômico e o veto, que ocorreu, ainda de acordo com a defesa, pela ausência de estimativa de impacto financeiro, exigência da Lei de Responsabilidade Fiscal, no parágrafo primeiro do artigo 17. MAIS UM NO SUL Vereador Júlio Kaminski antecipou o que só vai oficializar na janela partidária em março próximo e anunciou a filiação no DEM. Kaminski, um dos maiores críticos ao prefeito Clésio Salvaro (PSDB), quer disputar o cargo no Executivo e já se posiciona como pré-candidato. A foto mostra o vereador em meio à direção municipal do DEM em Criciúma, que é presidida por Lisiane Tuon, e os pré-candidatos à Câmara pela sigla. A vinda de Kaminski é comemorada pelo presidente estadual João Paulo Kleinübing. Interessante é que o Kaminski foi o coordenador da campanha a deputado federal do ex-vereador Daniel Freitas (PSL), ligado ao presidente Jair Bolsonaro e de malas prontas para seguir com a Aliança Pelo Brasil. Outros interesses As peça de defesa do governador, ao contrário de comentários que circulavam nos bastidores do governo, não avança no pano de fundo da denúncia de Zimmer Júnior, uma ação política que atenderia aos interesses corporativistas da categoria, que por ora não chega a representar, as cobranças de reajuste salarial e o grande embate que virá com a discussão da Minirreforma da Previdência. O conteúdo da argumentação é técnico e dá a noção de que o governo ficou embretado e não teria para onde correr, caso não cumprisse a decisão do TJ. Meios Até o fechamento desta edição, ainda não havia sido confirmado o horário da entrega do documento na Assembleia. Tampouco se o vice-presidente Mauro De Nadal (MDB), já que o presidente Julio Garcia (PSD) está em viagem ao Sul do Estado, estaria presente ou a peça seria tão somente entregue no protocolo do Legislativo ou ao chefe de Gabinete da presidência do Legislativo, Eron Giordani . Moro está sob ataque Apoiadores catarinenses do ex-juiz federal e hoje ministro Sérgio Moro estão como o mesmo sentimento de muitos parlamentares que, há tempos, são fãs de carteirinha do integrante do governo de Jair Bolsonaro, que parece estar sob ataque com a possibilidade real de perder a Segurança Pública da pasta que ocupa. Ficar somente com a Justiça, caso Bolsonaro desvincule a Segurança e crie um novo ministério, desidratada Moro e vai de encontro aos resultados positivos de diminuição da criminalidade, muito pela ação de Moro, que promove uma grande integração de inteligência entre os vários setores de combate à violência, ao crime organizado e à corrupção. O porquê Alçado à condição de estrela pelas duras sentenças que proferiu na Operação Lava Jato, Moro só aceitou ir para a Esplanada e dar um basta na carreira de magistrado porque Justiça e Segurança estariam juntas sob suas ordens. No âmbito da especulação, como integrante do governo teria, no futuro, a possibilidade de virar ministro do Supremo Tribunal Federal ou candidato à Presidência da República, fato que provoca ciumeira em diversos segmentos do poder que gravitam em torno de Bolsonaro. Fato Moro, na maioria das vezes, é maior do que o governo, o que incomoda os conservadores mais ligados a Bolsonaro, embora o assunto durma longe de qualquer vazamento. Na prática, o ministro da Justiça e ainda da Segurança Pública, que tem milhares de seguidores fiéis em Santa Catarina, é aquele indivíduo que você convida para fazer parte de sua equipe e não consegue dispensar depois, no popular mandar para casa, demitir, exonerar. Quem está por trás Dividir a Segurança Pública da Justiça tira os superpoderes de Moro e interessa há muitos. Um deles, sabidamente, é o deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), presidente da Câmara e “dono” da pauta do Congresso, sob a alegação de que a segurança precisa de mais autonomia e recursos para aumentar o combate à criminalidade, notoriamente em estados como o Rio de Janeiro, base do parlamentar, sem esquecer o que o ministro pode representar em 2022 ou 2026. O time cresce Na expectativa é grande para saber quantos adversários o tucano Clésio Salvaro terá que enfrentar. Na pista já estão, além do neo-demista Kaminski, a advogada Julia Zanatta (PL) e o coronel PM Cosme Manique Barretto (Podemos) – que terão, juntos ou separados, o apoio incondicional dos bolsonaristas -, e uma eventual união da esquerda, que pode ter Chico Balthazar ou Doutor Juliano, pelo PT, e a já pré-anunciada intenção do vereador Douglas Mattos (PCdoB), em concorrer.




Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×






44.201.95.84

Últimas notícias

Pesquisa DIARINHO

Preço da carne pode variar até 145%

Eleições 2022

Único nome da Frente Democrática em Balneário, professora Taíse tem foco em educação

Copa SC

Marinheiro visita o Nação para retomar à liderança

Assembleia legislativa

Otto Quintino quer ampliar infraestrutura da saúde em Itajaí

Futebol Americano

Itajaí Almirantes se despede da Liga Brasileira

Miss Gay SC

Candidata de Tubarão vai representar SC em concurso nacional

Mega Sena

Catarinenses levam a quina; Mega vai sorter R$ 200 milhões

trânsito

Carreata pede justiça para Iziel em Camboriú

Ilhota

Moradores brigam no WhatsApp por causa da cachorrada solta nas ruas

SAÚDE

Agora é lei: a cobertura pelos planos de saúde de tratamentos não listados pela ANS é obrigatória



Colunistas

JotaCê

Comeu siri do pala?

Coluna Esplanada

Balela Air

Canal 1

Reality de confinamento se torna peça fundamental na grade de TV

Jackie Rosa

Show de Armando

Na Rede

Confira as notícias que foram destaque nas redes do DIARINHO

Clique diário

Pesca solitária

Direito na mão

Erros no cálculo da aposentadoria: é possível corrigir?

Gente & Notícia

Moeda exclusiva de BC

Coluna do Janio

Aposta alta

Coluna Exitus na Política

O gênero da política

Coluna do Ton

Fiori

Via Streaming

“Estrelas Além do Tempo”

Coluna Fato&Comentário

Arnaldo Brandão: centenário do escritor de Itajaí

Vinicius Lummertz

SC: propostas para o debate sobre o futuro

Artigos

Marco do sesquicentenário do município destruído

Instituto Ion | Informando e Inovando

Um ano de Informando e Inovando

Coluna Tema Livre

Cuidado com os candidatos



TV DIARINHO


Entrevistão com Décio Lima - Candidato à Governador de Santa Catarina pelo PT





Especiais

Pesquisa DIARINHO

Preço da carne pode variar até 145%

Cidade histórica

São Chico tem o charme de 518 anos

Preços baixos

Atacarejos se multiplicam em Itajaí e disputam consumidor mais exigente

SE LIGA!

DIARINHO lança espaço de economia popular para ajudar você nas compras

Balneário Camboriú

Construtora e morador disputam área histórica aos pés da roda-gigante



Blogs

A bordo do esporte

ABDA é bicampeã do Brasileiro Sub-20 masculino de polo aquático

Blog do JC

Velho massifica na cachola de comissionados

Blog do Ton

Zezé Di Camargo & Luciano aterrissam em outubro no Expocentro BC

Blog Doutor Multas

5 golpes comuns que você deve ficar atento ao comprar um carro

Blog da Jackie

Spring Party

Blog da Ale Francoise

Tá com tosse aí?

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado



Entrevistão

Décio Nery de Lima

"Vou retomar os investimentos que o Bolsonaro negou para Santa Catarina”

Jorginho Mello

"O candidato do presidente Bolsonaro é o Jorginho Mello”

Odair Tramontin

“O Partido Novo defende a privatização de tudo que for possível”

Jorge Bornhausen

“As urnas são absolutamente seguras. Até hoje ninguém descobriu fraude. É história de quem está pensando que pode perder”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








Jornal Diarinho© 2022 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação