Matérias | Polícia


Itajaí

Motorista de van assassinado na Penha dava carona pra alguém na hora em que foi fuzilado

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

O motorista autônomo Marcos Hoerber, 39 anos, fuzilado com três tiros na tarde de quarta-feira em Penha, estaria dando carona para alguém na hora em que foi assassinado. Essa é a teoria da polícia Civil da Capital do Marisco, que já teria suspeitos da autoria do crime. Objetos pessoais que não seriam de Marcos foram encontrados no banco detrás do carro.

Teria sido um carona do banco traseiro do celtinha do motorista quem atirou. Os disparos foram feitos por trás e atingiram a cabeça e as costas de Marcos. No carro da vítima, os homidalei encontraram uma blusa marrom e um capacete vermelho. Nem a roupa nem o capacete pertenciam ao motorista, pelo que a polícia apurou.

No celtinha, os tiras também recolheram um cartucho de munição de uma pistola de calibre 9 milímetros, que deveria ser de uso exclusivo das otoridades de segurança.

 

Já possui cadastro? Faça seu login aqui.

Quer continuar lendo essa e outras notícias na faixa?
Faça seu cadastro agora mesmo e tenha acesso a
10 notícias gratuitas por mês.

Cadastre-se aqui



Bora ler todas as notícias e ainda compartilhar
as melhores matérias com sua família e amigos?

Assine agora mesmo!


Teria sido um carona do banco traseiro do celtinha do motorista quem atirou. Os disparos foram feitos por trás e atingiram a cabeça e as costas de Marcos. No carro da vítima, os homidalei encontraram uma blusa marrom e um capacete vermelho. Nem a roupa nem o capacete pertenciam ao motorista, pelo que a polícia apurou.

No celtinha, os tiras também recolheram um cartucho de munição de uma pistola de calibre 9 milímetros, que deveria ser de uso exclusivo das otoridades de segurança.



Marcos era trabalhador

Marcos não tem ficha no crime. Pelo contrário. Era trabalhador. Ele era dono de uma van e fazia carretos levando gente pra fazer compras em São Paulo e no Paraguai.

Casado e com dois filhos, o motorista autônomo morava em Penha, mas tinha casa também na Itajuba.


Quando a polícia foi avisada por populares que tiros teriam sido disparados na localidade de Quati, interior da Penha, e foi checar a informação, encontrou Marcos já morto. Ele estava no banco do motorista de seu celtinha, placa MEU-1051 (Pomerode). O carango ainda estava com motor ligado.

Os possíveis motivos do crime e quem são os suspeitos não foram divulgados.




Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×






18.207.129.175

TV DIARINHO


O crime de injúria racial aconteceu em sessão do filme de Bob Marley no cinema do shopping na noite ...





Especiais

Caso Ilha de Marajó

Vereadora de Navegantes está entre os políticos que impulsionaram fake news sobre exploração sexual infantil

TURISMO

Japaratinga: vale a pena se hospedar no melhor resort do Brasil?

VIAGEM NO TEMPO

Museu do Carro traz nostalgia e diversão sobre o universo automotivo

NOVOS TEMPOS

SC é pioneira na promoção da mobilidade elétrica

PLANEJAMENTO URBANO

Camboriú vai investir mais de R$ 60 milhões em mobilidade



Blogs

A bordo do esporte

Fórmula E e FIA Girls On Track promovem curso de envelopamento de carro

Blog da Jackie

Verão, calor, quentura e mormaço

Gente & Notícia

Warung reabre famoso pistão, destruído por incêndio, com Vintage Culture em março

Blog do JC

Mulheres MDBistas

Blog da Ale Francoise

Intestino preso, use todos os dias

Blog do Ton

Medicina Estética

Blog Doutor Multas

Como parcelar o IPVA de forma rápida e segura

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado



Entrevistão

Entrevistão Adão Paulo Ferreira

"Porto sozinho não serve para nada. Ele precisa ter navios, linhas"

Irmã Simone

"Aqui nós atendemos 93% SUS”

Eduardo Rodrigues Lima

"A Marinha já fez 27 mil abordagens a embarcações no Brasil inteiro”

Edison d’Ávila

"O DIARINHO serve como uma chamada à consciência da cidade”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








MAILING LIST

Cadastre-se aqui para receber notícias do DIARINHO por e-mail

Jornal Diarinho© 2024 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação