Matérias | Variedades


Itajaí

Angolana vence Miss Universo 2011

Pela primeira vez na história do concurso uma negra leva a coroa de a mulher mais maravilhosa do mundo

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

A escolha da mulher mais bonita do mundo, Miss Universo 2011, transmitida pela TV Bandeirantes, deu o que falar. A edição do concurso foi marcada não apenas por seu aniversário de 60 anos, mas também por coroar pela primeira vez uma negra. Quem levou o título foi a lindíssima representante de Angola, Leila Lopes, 25 anos. Ela desbancou as outras 88 candidatas.

A disputa aconteceu no Credicard Hall, na zona sul de São Paulo, e terminou perto da meia-noite. A representante brasileira Priscila Machado, 25, ficou em terceiro lugar. Chegaram à final da competição as misses Ucrânia, Filipinas, China, Brasil e Angola. Leila Lopes disputou o título com a miss Ucrânia, Olesia Stefanko, que ficou em 2º lugar. As misses Filipinas e China ficaram em 4º e 5º, respectivamente.

Em entrevista coletiva à imprensa, a angolana de sorriso meigo e corpão de dar inveja a qualquer mulher disse que é tímida e isso foi a maior dificuldade no decorrer da preparação do concurso. “ ...

 

Já possui cadastro? Faça seu login aqui.

Quer continuar lendo essa e outras notícias na faixa?
Faça seu cadastro agora mesmo e tenha acesso a
10 notícias gratuitas por mês.

Cadastre-se aqui



Bora ler todas as notícias e ainda compartilhar
as melhores matérias com sua família e amigos?

Assine agora mesmo!


A disputa aconteceu no Credicard Hall, na zona sul de São Paulo, e terminou perto da meia-noite. A representante brasileira Priscila Machado, 25, ficou em terceiro lugar. Chegaram à final da competição as misses Ucrânia, Filipinas, China, Brasil e Angola. Leila Lopes disputou o título com a miss Ucrânia, Olesia Stefanko, que ficou em 2º lugar. As misses Filipinas e China ficaram em 4º e 5º, respectivamente.

Em entrevista coletiva à imprensa, a angolana de sorriso meigo e corpão de dar inveja a qualquer mulher disse que é tímida e isso foi a maior dificuldade no decorrer da preparação do concurso. “No palco não parece tanto, mas sou muito tímida. Tanto que não imaginava ser miss. Sempre fui muito envergonhada, mas com o tempo as pessoas me diziam que era para eu concorrer ao miss Angola. Aí fui acreditando e aqui estou”,comemorou. “Eu olhava pras outras raparigas nos ensaios, elas eram tão soltas, e eu me perguntava se eu iria conseguir”, confessou.



Pra atual Miss Universo, um dos momentos mais estimulantes da noite foi ter se consagrado entre as cinco finalistas. “Quando entrei no Top 5 fiquei muito ansiosa. Era a primeira vez que meu país entrava”, falou. Leila aproveitou a coroação para falar do racismo. “Felizmente, o racismo não me atinge. Acho que os racistas precisam procurar ajuda, não é normal em pleno século 21 ainda pensarem desta forma. Devemos todos nos respeitar, independente da raça, do sexo e do meio social”, disse.

Trabalho de miss

A meta da jovem é ajudar a combater a Aids em seu país, Angola. A angolana acredita que seu sorriso foi essencial pra ela vencer o concurso. “Meus amigos dizem que minha principal qualidade é o meu sorriso, que consegue contagiar as pessoas. Tentei ser a pessoa mais alegre, independente de ter problemas. Acho que consegui transparecer isso”, disse.


Mas, pelo visto, não foi só o sorriso o motivo que a fez ganhar. “Eu falei para mim mesma que eu iria vencer. Eu acreditei”, contou ela. A vencedora ganhou um ano de curso na New York Academy, um ano de despesas pagas como Miss Universo, um ano de acomodação de luxo em Nova York, viagens pelo mundo representando patrocinadores e ONGs e um ano de serviços de beleza e estética.




Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×






44.192.15.251

TV DIARINHO


Uma mulher, de identidade ainda não informada, morreu em um incêndio em Itajaí. O fogo começou por volta ...





Especiais

Caso Ilha de Marajó

Vereadora de Navegantes está entre os políticos que impulsionaram fake news sobre exploração sexual infantil

TURISMO

Japaratinga: vale a pena se hospedar no melhor resort do Brasil?

VIAGEM NO TEMPO

Museu do Carro traz nostalgia e diversão sobre o universo automotivo

NOVOS TEMPOS

SC é pioneira na promoção da mobilidade elétrica

PLANEJAMENTO URBANO

Camboriú vai investir mais de R$ 60 milhões em mobilidade



Blogs

Blog do JC

Mudou

A bordo do esporte

Thiago Pereira e Swim Floripa levam Troféu José Finkel para Floripa

Blog da Jackie

Verão, calor, quentura e mormaço

Gente & Notícia

Warung reabre famoso pistão, destruído por incêndio, com Vintage Culture em março

Blog da Ale Francoise

Intestino preso, use todos os dias

Blog do Ton

Medicina Estética

Blog Doutor Multas

Como parcelar o IPVA de forma rápida e segura

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado



Entrevistão

Entrevistão Adão Paulo Ferreira

"Porto sozinho não serve para nada. Ele precisa ter navios, linhas"

Irmã Simone

"Aqui nós atendemos 93% SUS”

Eduardo Rodrigues Lima

"A Marinha já fez 27 mil abordagens a embarcações no Brasil inteiro”

Edison d’Ávila

"O DIARINHO serve como uma chamada à consciência da cidade”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








MAILING LIST

Cadastre-se aqui para receber notícias do DIARINHO por e-mail

Jornal Diarinho© 2024 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação