Matérias | Polícia


Itajaí

PF indicia Pavan por rolo em licenças fraudulentas da Fatma de Itajaí

Ele pode responder por formação de quadrilha, prevaricação e tráfico de influência

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

O ex-governador Leonel Arcângelo Pavan (PSDB) foi indiciado pela polícia Federal por envolvimento na liberação de licenças fraudulentas na Fatma de Itajaí. Pavan é suspeito de facilitar e autorizar obras irregulares em áreas de preservação na região de abrangência da coordenadoria de Desenvolvimento Ambiental (Codam) de Itajaí, quando era governador da Santa & Bela. Ouvido pelo DIARINHO, ontem à noite, Pavan diz que está tranquilo e que não fez nada de errado.

Desde o início de 2010, o Ministério Público Federal (MPF), com auxílio da polícia Federal de Florianópolis, vem investigando os fiscais que atuavam na Fatma peixeira. Através das investigações se descobriu que o escritório do órgão funcionava como um balcão de negócios, como afirma o procurador Pedro Nicolau Moura Sacco, que deu entrevista ao DIARINHO na tarde de segunda-feira, um dia antes do delegado da PF anunciar o indiciamento de Pavan (leia na página ao lado).

Na apuração foi descoberto que várias licenças eram liberadas sem mesmo com a ausência de documentação e de um parecer técnico. “Muitas licenças ambientais não têm autos processuais ou processos ...

 

Já possui cadastro? Faça seu login aqui.

Quer continuar lendo essa e outras notícias na faixa?
Faça seu cadastro agora mesmo e tenha acesso a
10 notícias gratuitas por mês.

Cadastre-se aqui



Bora ler todas as notícias e ainda compartilhar
as melhores matérias com sua família e amigos?

Assine agora mesmo!


Desde o início de 2010, o Ministério Público Federal (MPF), com auxílio da polícia Federal de Florianópolis, vem investigando os fiscais que atuavam na Fatma peixeira. Através das investigações se descobriu que o escritório do órgão funcionava como um balcão de negócios, como afirma o procurador Pedro Nicolau Moura Sacco, que deu entrevista ao DIARINHO na tarde de segunda-feira, um dia antes do delegado da PF anunciar o indiciamento de Pavan (leia na página ao lado).

Na apuração foi descoberto que várias licenças eram liberadas sem mesmo com a ausência de documentação e de um parecer técnico. “Muitas licenças ambientais não têm autos processuais ou processos administrativos correspondentes. O empreendedor tem uma licença ambiental na mão dele e pronto! Não tem nenhum arquivo daquilo na Fatma, não tem nenhum processo administrativo correspondente, não tem nem o parecer que fundamentou aquela licença”, dispara Pedro Nicolau.



O número de licenças dadas desta maneira, segundo o procurador, é impossível de ser calculado. Ele acredita que mais de uma centena de liberações ocorreram de forma irregular, já que as licenças ambientais fraudulentas tavam rolando desde a instalação do escritório da Fatma em Itajaí - há cerca de seis anos. Há empreendimentos construídos com base em licenças fajutas de Balneário Piçarras a Porto Belo, passando por todas as cidades da região.

Pavan ajudava os chegados

Neste contexto nebuloso, surge o nome de Leonel Pavan, que assumiu o governo do estado em 2010. O tucano solicitaria ao então chefe da Fatma peixeira, Gabriel Santos de Souza, a liberação d e licenças para empreendimentos de chegados. Gabriel era o responsável por atender pedidos de licenciamentos das mais variadas obras e providenciar as liberações fajutas.


Segundo o chefão da comunicação social da PF de Floripa, Hildo Raimundo da Rosa, o tucano prestou depoimento na sexta-feira passada. Depois de interrogado, o delegado federal da área de crimes ambientais, Germano Miranda, decidiu indiciar o ex-governador por formação de quadrilha, prevaricação e tráfico de influência, que é quando um funcionário público usa seu posto para favorecer alguém. “Não podemos informar a forma como se deu a participação, pois o caso corre em segredo de justiça”, explicou Hildo.

O delegado Germano deve terminar o inquérito em um mês. Depois, os autos serão encaminhados pro MPF em Itajaí, que irá decidir se acata o parecer da PF e denuncia Pavan e os outros envolvidos no esquema. Segundo ainda o delegado Hildo Rosa, outras seis pessoas, entre funcionários da Fatma e empresários, estão envolvidas na máfia das licenças. Ouvido pelo DIARINHO na noite de ontem, o procurador Pedro Nicolau Moura Sacco preferiu não se manifestar sobre o indiciamento de Pavan.

“Se eu tiver errado, é só analisar e punir”, diz Pavan

Pavan foi interrogado na sexta-feira passada

O ex-governador Leonel Pavan (PSDB) foi ouvido pelo DIARINHO ontem à noite e se mostrou bastante tranquilo. Confirmou que prestou depoimento na PF de Floripa na semana passada e disse que não tem nada a temer. “Se tiver errado, é só analisar e punir”, resumiu o ex-governador.


Segundo Pavan, a PF queria saber sobre uma obra do empresário Paulo Caseca, que tem uma empresa de reciclagem de materiais da construção civil em Balneário Camboriú. “Entenderam que houve facilidade na liberação da licença da empresa do Paulo Caseca. Que eu teria agido para a liberação e funcionamento da empresa”, contou Pavan, explicando que a firma funciona com base em uma decisão judicial desde 2009, período em que buscava a liberação da Fatma.

O ex-governador negou que tenha agido em favor do empreendimento do Caseca. Ele acredita que é fácil fazer o levantamento, verificar se houve irregularidades ou desvio de quem quer que seja. Pavan disse também que quando implantou o programa de governo “3 em 1”, pediu agilidade em todos os setores públicos e isso pode ter gerado um mal-entendido. “Era para atender, para resolver. Para não deixar documentos parados, para obras não ficarem paradas...”, argumenta. Dentro desse espírito, Pavan admite que pediu aos membros do governo pra dar andamento nas pendências. “Eu pedi agilidade em dezenas de casos, você sempre pede para ter agilidade”, se defende.

Pavan desconversou quando foi questionado se chegou a pedir agilidade ao chefão da Fatma para a liberação da obra do Caseca. “Pedi em geral, em todos os sentidos do governo. Você não requer individualmente, você orienta as pessoas”, afirmou. O ex-governador também garantiu que no tempo que esteve na cadeira mais alta da Santa & Bela, falou com Gabriel apenas duas vezes. “Essa questão é fácil de levantar, se tiver errado, é só punir. Doa a quem doer!”, concluiu.





Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×






18.207.129.175

Últimas notícias

O campeão voltou!

Brasil bate a Itália na final e conquista o hexa do Mundial de Beach Soccer

Jogão!

Internacional vence o Grêmio com pênalti no último minuto

Que vitória!

Barra vence o Inter de Lages e encaminha classificação

Futebol

Flamengo vence o Fluminense e bota uma mão na Taça Guanabara

em Araquari

Crianças indígenas são ameaçadas pelo avanço das águas

VERDE E AMARELO

Comitiva de políticos catarinenses participa de ato de Bolsonaro em SP

protesto em penha

Moradores fecharam o acesso ao Cascalho

ECONOMIA

Receita paga lote da malha fina do IR

ILHOTA

Carro acerta árvore e pega fogo na Jorge Lacerda

Futebol feminino

Brasil vence a Colômbia e se classifica na Copa Ouro



Colunistas

Coluna Exitus na Política

O TEMPO DA INDETERMINAÇÃO

Empreender

Balneário Camboriú no radar dos investimentos norte-americanos

Coluna Esplanada

Selos de veracidade

JotaCê

Vereador faz demagogia usando o chapéu alheio

Via Streaming

Grande responsabilidade

Na Rede

Se liga nas notícias que bombaram nas redes do DIARINHO

Jackie Rosa

Ai que calor!

Histórias que eu conto

Histórias da Hercílio Luz

Artigos

O novo Plano Diretor de Itajaí só tem vencedores

Gente & Notícia

Nova geração Dalvesco

Coluna Existir e Resistir

United Colors Sarará

Foto do Dia

A ver navios

Ideal Mente

Mudar dói

Show de Bola

Grande campanha

Direito na mão

Trabalho insalubre ou perigoso pode antecipar a aposentadoria

Coluna do Ton

Destaque da Salgueiro

Clique diário

Tesouro

Coluna Fato&Comentário

O Porto é nosso?



TV DIARINHO






Especiais

TURISMO

Japaratinga: vale a pena se hospedar no melhor resort do Brasil?

VIAGEM NO TEMPO

Museu do Carro traz nostalgia e diversão sobre o universo automotivo

NOVOS TEMPOS

SC é pioneira na promoção da mobilidade elétrica

PLANEJAMENTO URBANO

Camboriú vai investir mais de R$ 60 milhões em mobilidade

SE LIGA

Motoristas têm que cumprir novas regras para tirar ou renovar a CNH



Blogs

A bordo do esporte

Resultados da Copa ICS - Volta da Ilha das Cabras 2024

Gente & Notícia

Banda tributo internacional dos Beatles confirma apresentação em Florianópolis

Blog do JC

Caçadores de mosquitos!

Blog da Jackie

Gisele Bündchen e Marlon Teixeira

Blog da Ale Francoise

Intestino preso, use todos os dias

Blog do Ton

Medicina Estética

Blog Doutor Multas

Como parcelar o IPVA de forma rápida e segura

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado



Entrevistão

Entrevistão Adão Paulo Ferreira

"Porto sozinho não serve para nada. Ele precisa ter navios, linhas"

Irmã Simone

"Aqui nós atendemos 93% SUS”

Eduardo Rodrigues Lima

"A Marinha já fez 27 mil abordagens a embarcações no Brasil inteiro”

Edison d’Ávila

"O DIARINHO serve como uma chamada à consciência da cidade”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








MAILING LIST

Cadastre-se aqui para receber notícias do DIARINHO por e-mail

Jornal Diarinho© 2024 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação