Matérias | Geral


Itajaí

Prefa paga por shows que nunca rolaram

Vereadores tão cabreiros com o caso e dizem que estorno da grana só rolou após abrirem o berreiro

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

Algo muito misterioso tá rolando na Penha. E, novamente, o problema envolve dinheiro público e situações, no mínimo, duvidosas no que se refere à transparência da administração municipal. Três vereadores de oposição da city acusam o prefeito Evandro dos Navegantes (PSDB) de ter efetuado o pagamento de shows regionais de grande porte que não saíram do papel. O caso tá sendo investigado também pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE).

A treta começou no final de maio, quando os vereadores Aquiles da Costa, Sérgio de Mello e Benjamim Neto – todos do PMDB – receberam denúncias vindas de dentro da própria prefeitura, que indicavam ...

 

Já possui cadastro? Faça seu login aqui.

Quer continuar lendo essa e outras notícias na faixa?
Faça seu cadastro agora mesmo e tenha acesso a
10 notícias gratuitas por mês.

Cadastre-se aqui



Bora ler todas as notícias e ainda compartilhar
as melhores matérias com sua família e amigos?

Assine agora mesmo!


A treta começou no final de maio, quando os vereadores Aquiles da Costa, Sérgio de Mello e Benjamim Neto – todos do PMDB – receberam denúncias vindas de dentro da própria prefeitura, que indicavam o pagamento de shows que ninguém sabe e ninguém viu no município. Os edis têm em mãos duas notas fiscais emitidas por uma empresa chamada AM Produções Artísticas, que seria do Rio Grande do Sul, indicando o pagamento de R$ 48 mil pra prestação de serviços dos shows fantasmas.

Pelas notas fiscais a que os vereadores tiveram acesso, seriam realizadas duas apresentações na praia Alegre, nos dias 7 e 8 de maio, e quatro na Armação, em 14, 15, 21 e 22 do mesmo mês, mas nada disso virou realidade.



Segundo o vereador Sérgio, após as denúncias iniciais, veio o fato mais estranho de todos. “Houve o estorno desse valor no mês seguinte e a grande questão é: por que pagaram por um show que não aconteceu e depois da denúncia fizeram o estorno do dinheiro?”, questiona. O edil não se conforma de saber que os 48 mil mangos ficaram um mês passeando não se sabe onde e, depois, a grana, do nada, apareceu nas contas da prefa. “Alguém de dentro da prefeitura iria desviar esse dinheiro dos cofres públicos. Além disso, é estranho o prefeito nunca deixar termos acesso aos documentos de interesse público, essas coisas só ele pode ver”, acusa.

O edil Aquiles também tá com a pulga atrás da orelha por outro motivo, pois, de acordo com ele, apesar do prefeito ter dito pra eles que não houve o show, os documentos contrariam o que Evandro afirma. “Além de, no início, todos acharem que o show tinha acontecido, outro fator que contraria as palavras do prefeito é um relatório emitido pela secretaria de Turismo, informando o acontecimento dos shows regionais realizados no mês de maio em Penha. Na época, não tinha secretário nomeado na pasta de Turismo e o prefeito acumulava o cargo”, lembra Aquiles.

O conselheiro relator do TCE, Adircélio de Moraes Ferreira Junior, determinou que sejam feitas diligências, inspeções e auditorias dentro da secretaria da Fazenda, procurando a correta identificação dos responsáveis pelas condutas irregulares.


O DIARINHO tentou, sem sucesso, conversar com o prefeito Evandro, com o secretário da Fazenda Zequeu Rogério Francez e com o procurador da prefa Wagner Figueiredo, mas nenhum dos três atendeu as ligações da reportagem.

Lembra dos apontadores?

Em um mês, essa é a segunda denúncia grave contra a prefeitura de Penha. No início de outubro, o DIARINHO noticiou o suposto superfaturamento na compra de produtos como apontadores e vassouras. Um apontador, que custou R$ 2 na licitação, saía R$ 0,25 pro povão comprar na loja Anjo Dourado Presentes, vencedora da licitação na Capital do Marisco. Pra piorar, a prefa, que alegou que os apontadores adquiridos eram de melhor qualidade, comprou 10.876 unidades, sendo que a cidade só possui cerca de três mil alunos.

Já com relação às vassouras, a prefa pagou por uma de milho ou palha, na licitação, R$ 13,40 por unidade, sendo que a mesma custava R$ 7,99 na Anjo Dourado, que recentemente inaugurou uma baita loja na city. A administração comprou 150 vassouras, dando um total de R$ 2.010. Se comprasse na loja, como qualquer consumidor comum, gastaria R$ 1.198,50.





Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×






3.236.24.215

Últimas notícias

Depois de 8 anos

Sociedade Guarani terá eleições com chapa de oposição à atual diretoria

LUTO

Morre um dos mais antigos operadores de raio-x de Itajaí

TRAVESSIA

SUSTO: Ferry boat tem pane no meio do rio 

Álvaro Antônio da Silva

Café com História homenageia ex-prefeito de Balneário Camboriú

TOPO DO RANKING

Fiat garante liderança nacional de vendas em fevereiro

ITAJAÍ 

Justiça paralisa obra de torre em Cabeçudas

Itajaí e navegantes

Semasa suspende fornecimento de água para consertar adutora

R$ 28 mil em roupas

Preso trio que roubou loja da Lacoste no outlet

HOSPITAL MARIETA

Obras de arte nas paredes do complexo Madre Teresa

Se liga

Itajaí abre inscrições para mais de 30 oficinas gratuitas de música, dança e artesanato



Colunistas

Coluna do Janio

Fim melancólico

JotaCê

Esse é o Foguinho verdadeiro

Coluna Esplanada

Marcha com grana

Direito na mão

Trabalho realizado no exterior pode contar para aposentadoria no Brasil?

Clique diário

Os encantos da zona rural

Coluna Exitus na Política

Planejamento e pesquisas

Foto do Dia

Contrastes urbanos

Coluna do Ton

Novidades de decoração

Na Rede

Confira o que foi destaque nas redes sociais do DIARINHO

Via Streaming

“Pinóquio” ganha versão mais sombria

Coluna Fato&Comentário

Adão e o alfaiate

Gente & Notícia

A estrela Priscila fez versão de Flowers

Ideal Mente

Como lidar com uma crise de ansiedade?

Jackie Rosa

Noites de quarta

Artigos

Mais do que simplesmente existir

Canal 1

Para ex-diretora da Globo, drama do humor também passa pela renovação



TV DIARINHO


Tá pensando em trocar de carro? Que tal um Corvette vermelho ano 2019? O carrão de luxo tá à venda no ...





Especiais

Lavagem verde

Madeireiras com multas ambientais milionárias mantêm selo de sustentabilidade

Terra indígena

Articuladores dão prazo para garimpeiros irem embora

Novos tempos

Não existem limites para a mulher no mercado de trabalho

Novos tempos

Não existem limites para a mulher no mercado de trabalho

Novos tempos

Não existem limites para a mulher no mercado de trabalho



Blogs

Blog do JC

Deputado quer Audiência Pública da BR-101

A bordo do esporte

Campeonato Paulista de Star é definido na última regata

Blog da Ale Francoise

Conhecem a Técnica de ILIB?

Blog Doutor Multas

Exame para renovar CNH

Blog do Ton

Festa The Box comemora 5 anos neste fim de semana em Balneário Camboriú

Blog da Jackie

Spring Party

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado



Entrevistão

Adriana Spengler

"A advocacia criminal é um reduto masculino, historicamente falando. Estamos caminhando para a igualdade”

Margareth da Silva Hernandes

"Todo cidadão LGBTQIA+ que se sentir lesado em algum direito pode contatar a comissão da Diversidade da OAB”

Maurício Simas, Escova

"Balneário Camboriú estar poluída é culpa da Emasa. Eles têm a obrigação de tratar”

Volnei Morastoni

“Não sei quem inventou que eu tava com câncer. Eu tive um problema de estafa física e mental”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








Jornal Diarinho© 2022 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação