Matérias | Geral


Itajaí

Fatma breca trampos que estavam fechando parte do rio Itajaí-mirim

Empresa terá 20 dias pra sisplicar e ainda pode pagar uma multa que varia de R$ 500 a R$ 10 milhões

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

A fundação do Meio Ambiente (Fatma) brecou obras que estavam fechando o curso da água do rio Itajaí-mirim. Uma empresa tava tirando areia do rio, mas por conta da atividade tava fechando parte do leito. A empresa foi autuada e os trampos ficarão parados até que os empresários se expliquem. A multa por conta da cagada pode chegar a R$ 10 milhões.


Wagner Clayton Fonseca, gerente da coordenadoria de Desenvolvimento Ambientel (Codam) de Itajaí, recebeu a denúncia de que parte do rio tava sendo fechada pelas máquinas que faziam a extração de ...

 

Bora virar assinante para ler essa e todas as notícias do portal DIARINHO? Usuários cadastrados têm direito a 10 notícias grátis.


Esqueci minha senha




Se você ainda não é cadastrado, faça seu cadastro agora!


 







 






Wagner Clayton Fonseca, gerente da coordenadoria de Desenvolvimento Ambientel (Codam) de Itajaí, recebeu a denúncia de que parte do rio tava sendo fechada pelas máquinas que faziam a extração de areia. O abobrão mandou os fiscais até a rua Aristide Pedroni, no bairro Itaipava, em Itajaí, onde eles constataram a sacanagem.

Desde 2005, a empresa Balneário Material de Construção tem licença da Fatma pra fazer a extração de areia. O problema é que, atualmente, segundo denúncias de moradores, as máquinas da empresa vinham fechando parte do leito do rio durante a extração. “O grande problema é barramento do curso da água, que pode trazer sérios prejuízos para a fauna aquática”, comenta Wagner.

Segundo o abrobrão, a diferença entre o que a Fatma autoriza e o que o empreendedor faz é o maior causador das autuações em Itajaí. “Aproximadamente 95% das autuações são causadas por desconformidade com a licença obtida pelos empreendedores. Nós autorizamos uma coisa e eles fazem outra. Vamos intensificar a fiscalização para coibir esse tipo de prática”, garante.

Depois de confirmar as sacanagens, os fiscais canetearam a empresa e brecaram as atividades. Agora, o empresário terá 20 dias pra entregar sua defesa na Fatma. Wagner explica que se desobstruírem o rio, provavelmente a empresa continue a trabalhar com mineração. “É possível recorrer, e se for regularizada a situação, eles poderão voltar a operar” explica.

A multa pela cagada ambiental varia entre R$ 500 e R$ 10 milhões. Todo o processo ainda será encaminhado ao Ministério Público Federal, que deve apurar a responsabilidade civil e criminal da agressão ao meio ambiente.

Continua depois da publicidade



Tem que cuidar

Leonardo Hörig, doutor em ecologia e recursos naturais, ouvido pelo DIARINHO, explica que aquele local é conhecido como braço morto do rio Itajaí-mirim. Ele foi morrendo aos poucos após a retificação do leito natural do rio. Leonardo diz que toda a área do canal retificado é um desastre jurídico e ambiental. “Há algumas obras de desobstrução desse canal em discussão na cidade, não sei se essa está associada. Mas, de qualquer maneira, a empresa precisa das licenças e avaliações para operar”, finaliza o sabichão.

Continua depois da publicidade






Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×





3.236.50.79

Últimas notícias

Itajaí

Motorista distraído acerta carros na faixa de pedestres

Clima

SC registrou o dia mais frio do ano na sexta-feira

Balneário

Operação orienta bares sobre perturbação de sossego

Agenda Cultural

Beatles 4EVER e Pocah em destaque no final de semana no litoral

Bolsa Estudante

Alunos catarinenses recebem primeiro repasse de R$ 568

Hotelaria de alto padrão

FG anuncia primeiro hotel ‘up scale’ de Balneário Camboriú 

Agressões 

Ex-funcionária da Havan ganha ação por ser pressionada a votar em Bolsonaro 

Balneário Camboriú

Estrada do Barranco será totalmente interditada para asfaltamento

TRÁFICO

Polícia descobre galpão de refino de cocaína em Itajaí

Expedição Pedalando

Ciclistas da região concluem peregrinação e chegam neste sábado a Santiago de Compostela



Colunistas

JotaCê

TJ não afasta Castanheira

Jackie Rosa

Duda e Mateus

Via Streaming

“I May Destroy You”

Na Rede

Os destaques das redes sociais do DIARINHO

Canal 1

Ex-funcionárias da TV Cultura lançam canal infantil

Clique diário

Nascer do sol na Praia Brava 

Instituto Ion | Informando e Inovando

Agendas importantes de maio

Espaço InovAmfri

Olhar adiante

Coluna Esplanada

Missões oficiais 

Gente & Notícia

Homenagem

Coluna do Janio

Superação e bom desempenho

Coluna Exitus na Política

Coice e passo adiante

Coluna do Ton

Baile da Vogue

Vinicius Lummertz

Bolshoi SC 22 anos: o palco da esperança

Coluna Fato&Comentário

“Chuta, seu Alberto”: corridas de cavalo no Itajaí antigo

Coluna Tema Livre

Tristeza na academia



TV DIARINHO


Confira os destaques desta sexta-feira



Podcast

DAQUI PRA FRENTE: Thiago Miojo

Publicado 21/05/2022 12:12



Especiais

febre entre jovens

Uso de Cigarros eletrônicos acende alerta

Revitalização

Nova orla da Brava está em fase de projeto

Praia Brava

Novo acesso, através de Cabeçudas, será urbanizado

Praia Brava

Duplicação da Osvaldo Reis deve facilitar ligação com BC

Praia Brava

Via polêmica atrás da Lagoa do Cassino está em pauta



Blogs

Blog do JC

Ferrolho, manifestação hoje

Blog do Ton

Cantora e ex-BBB Pocah faz show em Balneário Camboriú neste domingo

A bordo do esporte

Medalhistas olímpicos e campeões mundiais confirmam palestras no VelaShow 2022

Blog Doutor Multas

Especialista garante que dinheiro ‘físico’ vai acabar e criptomoedas estão com dias contados

Blog da Ale Francoise

Enema de café e suas funções

Blog Clique Diário

Itajaí - Navio - Panorama

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado

Blog da Jackie

BALNEÁRIO FASHIOW foi SHOW



Entrevistão

José Evaldo Koch

“O hortifruti é nosso berço”

Laerte Jacomel

"Estamos buscando o que todo mundo busca: paz de espírito”

Édison Carlos

“100 milhões de brasileiros não têm coleta de esgoto”

Walter Orthmann

"Quero ser útil enquanto eu puder”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯