Matérias | Polícia


Itajaí

Polícia estoura rinha de galo durante campeonato nacional

Mais de 100 galos foram recolhidos e sacrificados

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

A polícia Militar do Balneário Camboriú estourou no final da noite de quinta-feira uma rinha de ricaços no momento em que rolava um campeonato nacional de briga de galos. Mais de 100 animais foram encontrados por lá, alguns até machucados e mortos. Os homidalei estimam que o valor de comércio dos galos de briga chegue a R$ 1 milhão. Cerca de 150 pessoas acabaram detidas por participar das apostas, que chegavam a R$ 20 mil.

Os fardados apareceram no sítio da estrada geral da Vila das Pedras, na zona rural da city, às 23h30, e foi um Deus nos acuda. Umas 30 pessoas conseguiram simandar correndo pra dentro de um matagal e siscapar do atraque. Outros 140 homens receberam o teje preso, assinaram um termo circunstanciado e vão responder a bronca em liberdade pela participação na rinha.

Tinha até arquibancada

 

Já possui cadastro? Faça seu login aqui.

Quer continuar lendo essa e outras notícias na faixa?
Faça seu cadastro agora mesmo e tenha acesso a
10 notícias gratuitas por mês.

Cadastre-se aqui



Bora ler todas as notícias e ainda compartilhar
as melhores matérias com sua família e amigos?

Assine agora mesmo!


Os fardados apareceram no sítio da estrada geral da Vila das Pedras, na zona rural da city, às 23h30, e foi um Deus nos acuda. Umas 30 pessoas conseguiram simandar correndo pra dentro de um matagal e siscapar do atraque. Outros 140 homens receberam o teje preso, assinaram um termo circunstanciado e vão responder a bronca em liberdade pela participação na rinha.

Tinha até arquibancada



No local foram encontradas três arenas de combate. Duas tinham cerca de quatro metros quadrados. A maior, com aproximadamente 10 metros, tinha até arquibanca. Era nela que rolavam os principais combates do MMA dos penosos.

Foram apreendidos pouco mais de 100 animais. Alguns, que já tinham caído na porrada, agonizavam ou já estavam mortos. A polícia descobriu que tinha galo por lá que tava avaliado em R$ 35 mil. “Acreditamos que, somadas, as aves estavam avaliadas em R$ 1 milhão”, calculou o tenente Tiago Ghilardi, chefe da comunicação social da PM da Maravilha do Atlântico.

Foram recolhidos fichas, cadernos de anotações e quadros de giz onde eram expostos os resultados. Esse material deu pra polícia uma ideia de quanto de grana rolava com as apostas, que variavam entre R$ 2 mil e R$ 20 mil. No total foram recolhidos R$ 10 mil que estavam com os apostadores.


No local ainda foram apreendidos anabolizantes usados pra bombar as aves, esporas e biqueiras de aço e ferro. Pra surpresa dos policiais, foram guentados ainda uma pistola e 200 gramas de cocaína. Ninguém assumiu ser dono da arma e da droga.

Ainda de acordo com o tenente Ghilardi, era cobrado 50 pilas pros apostadores entrarem no ambiente.

Pros fardados, não há dúvida que a rinha tava abrigando um tipo de evento nacional. “Acreditamos que era uma espécie de campeonato, pois havia frequentadores que vieram de vários estados do Brasil”, comentou ainda o oficial da PM. A polícia tenta identificar agora quem é responsável pela rinha. Na hora da prisão, ninguém assumiu a responsa.

Foram sacrificados


Os animais foram levados pra sede da companhia de Desenvolvimento Agrícola (Cidasc), em Itajaí, e lá foram sacrificados. João Carlos Batista dos Santos, gerente do órgão, explicou que isso rolou porque não há comprovação da origem dos animais e não haveria como saber se eles estavam ou não saudáveis. “Não dá pra tratar, cuidar desse animal ou colocar ele em outro local por que ele já foi treinado pra matar. Foi desvirtuado”, argumentou ainda.




Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×






44.192.15.251

TV DIARINHO


Uma mulher, de identidade ainda não informada, morreu em um incêndio em Itajaí. O fogo começou por volta ...





Especiais

Caso Ilha de Marajó

Vereadora de Navegantes está entre os políticos que impulsionaram fake news sobre exploração sexual infantil

TURISMO

Japaratinga: vale a pena se hospedar no melhor resort do Brasil?

VIAGEM NO TEMPO

Museu do Carro traz nostalgia e diversão sobre o universo automotivo

NOVOS TEMPOS

SC é pioneira na promoção da mobilidade elétrica

PLANEJAMENTO URBANO

Camboriú vai investir mais de R$ 60 milhões em mobilidade



Blogs

Blog do JC

Mudou

A bordo do esporte

Thiago Pereira e Swim Floripa levam Troféu José Finkel para Floripa

Blog da Jackie

Verão, calor, quentura e mormaço

Gente & Notícia

Warung reabre famoso pistão, destruído por incêndio, com Vintage Culture em março

Blog da Ale Francoise

Intestino preso, use todos os dias

Blog do Ton

Medicina Estética

Blog Doutor Multas

Como parcelar o IPVA de forma rápida e segura

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado



Entrevistão

Entrevistão Adão Paulo Ferreira

"Porto sozinho não serve para nada. Ele precisa ter navios, linhas"

Irmã Simone

"Aqui nós atendemos 93% SUS”

Eduardo Rodrigues Lima

"A Marinha já fez 27 mil abordagens a embarcações no Brasil inteiro”

Edison d’Ávila

"O DIARINHO serve como uma chamada à consciência da cidade”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








MAILING LIST

Cadastre-se aqui para receber notícias do DIARINHO por e-mail

Jornal Diarinho© 2024 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação