Matérias | Geral


Itajaí

Dono do Santa Inês pede ajuda do Estado pra manter hospital aberto

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

O hospital Santa Inês, do Balneário Camboriú, está na mão do governo do estado pra se manter aberto. Como o município já deixou claro que não tem condições de bancar a instituição, o dono do hospital, dotô Jau Gaya, procurou a turma do governo da Santa & Bela.


O médico se reuniu com o deputado tucano Dado Cherem e o petista Volnei Morastoni. Depois de trocar uma ideia com os caras que são ligados à saúde, eles bolaram um documento em que pedem ao governador ...

 

Bora virar assinante para ler essa e todas as notícias do portal DIARINHO? Usuários cadastrados têm direito a 10 notícias grátis.


Esqueci minha senha




Se você ainda não é cadastrado, faça seu cadastro agora!


 







 






O médico se reuniu com o deputado tucano Dado Cherem e o petista Volnei Morastoni. Depois de trocar uma ideia com os caras que são ligados à saúde, eles bolaram um documento em que pedem ao governador Raimundo Colombo (DEM) uma força pra manter o Santa Inês funcionando.

O hospital está às moscas há mais de mês, desde que o hospital Ruth Cardoso abriu as portas e os serviços do Sistema Único de Saúde (SUS) foram transferidos pra lá. Por enquanto, apenas 60 funcionários se mantêm dentro do hospital à espera do fim do impasse. A turma da prefa já deixou claro que tem condições apenas de bancar o Ruth Cardoso e deve zarpar do Santa Inês de uma vez por todas no fim deste mês, quando terminar o decreto de intervenção.

O dotô Jau conta que não tem como bancar os R$ 500 mil mensais necessários pra deixar o Santa Inês aberto, mas ao mesmo tempo não quer ver o hospital fechado. “Sozinho, sou fraco, mas acredito que juntos conseguimos fazer um serviço de qualidade”. A proposta é que o Estado ajude com a realização de cirurgias e verba pra pagamento dos materiais usados, já que o hospital tem toda estrutura montada por lá.

Não há data pro governo do estado sinalizar se vai ou não ajudar o Santa Inês, mas o médico acredita que a solução chegará ainda este ano. Enquanto o impasse continua, ele manterá os cerca de 60 funcionários lá dentro. Sem trabalho, eles tão dando uma garibada nos materiais e na estrutura da casa.

Continua depois da publicidade






Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×





18.205.176.39

TV DIARINHO


Expedição Pedalando - Dia 15 - hora da chegada! Depois de mais de 800km de pedal, os cinco aventureiros ...



Podcast

Cidades Inteligentes no Brasil

Publicado 21/05/2022 19:20



Especiais

Existir para resistir

1ª Virada Afro-Cultural revela uma Itajaí negra e multifacetada

febre entre jovens

Uso de Cigarros eletrônicos acende alerta

Revitalização

Nova orla da Brava está em fase de projeto

Praia Brava

Novo acesso, através de Cabeçudas, será urbanizado

Praia Brava

Duplicação da Osvaldo Reis deve facilitar ligação com BC



Blogs

Blog do Ton

Médica catarinense participa em Minas Gerais de mentoria sobre gestão clínica

A bordo do esporte

Inaê Amstel Ultra promove experiência da primeira velejada

Blog Doutor Multas

Um guia para iniciantes para apostar no futebol 2022

Blog do JC

Ferrolho, manifestação hoje

Blog da Ale Francoise

Enema de café e suas funções

Blog Clique Diário

Itajaí - Navio - Panorama

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado

Blog da Jackie

BALNEÁRIO FASHIOW foi SHOW



Entrevistão

José Evaldo Koch

“O hortifruti é nosso berço”

Laerte Jacomel

"Estamos buscando o que todo mundo busca: paz de espírito”

Édison Carlos

“100 milhões de brasileiros não têm coleta de esgoto”

Walter Orthmann

"Quero ser útil enquanto eu puder”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯