Matérias | Esporte


Itajaí

Sofrido, mas valeu pelos três pontos!

Com um a mais, Marinheiro vence o Atlético Tubarão por 1 a 0

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]


Quem foi ao Gigantão das Avenidas ontem à tarde sofreu. E muito. Mas saiu feliz. Mesmo jogando com um jogador a mais por 36 minutos, o Rubro-anil venceu o Atlético Tubarão por apenas 1 a 0 (gol de Tardelli) e tomou vários sustos no minuto final da partida. Com a vitória, a peixeirada larga no quadrangular semifinal da Segundona do campeonato Catarinense com três pontos, mesmo número do Concórdia, que meteu 3 a 1 na marrecada, no Oeste. Os dois perdedores ficam com o pontinho extra que entraram no quadrangular por terem vencido o turno e o returno.


As mudanças no Marinheiro ainda não tinham terminado durante a semana e o lateral-esquerdo Adriano Chuva simandou sexta-feira à noite, indo jogar a Série C do Fortaleza. Mas a perda pra domingo ...

 

Já possui cadastro? Faça seu login aqui.

OU

Quer continuar lendo essa e outras notícias na faixa?
Faça seu cadastro agora mesmo e tenha acesso a
10 notícias gratuitas por mês.

Cadastre-se aqui



Bora ler todas as notícias e ainda compartilhar
as melhores matérias com sua família e amigos?

Assine agora mesmo!


As mudanças no Marinheiro ainda não tinham terminado durante a semana e o lateral-esquerdo Adriano Chuva simandou sexta-feira à noite, indo jogar a Série C do Fortaleza. Mas a perda pra domingo não foi grande, já que Basso passou a semana treinando na posição, com Lucas Bahia e Plínio fazendo a zaga. “Imaginei que eles entrariam com o Hugo Deleon, que é um lateral bem ofensivo, então optei por ter o Basso de lateral pra fortalecer a defesa. Fomos pegos de surpresa com a escalação do Amaral. O Hugo se machucou na sexta-feira”, justificou o técnico Paulo Foiani.



Primeiro tempo de gol

A partida começou corrida. Leandrinho cruzou pra Plínio cabecear, Giovani fazer difícil defesa e a zaga mandar pra escanteio. A resposta veio à altura. Alex Goiano quase marcou olímpico, Basso tirou. Na segunda tentativa foi Duda que evitou o gol olímpico. Na terceira, a bola ficou pelo lado de fora da rede.


Foi aos 12 que saiu o gol. Raul lançou Juliano que foi ao fundo e cruzou pra Tardelli disputar com o zagueiro e desviar pro gol e marcar. Os adversários ficaram pedindo um toque de mão.

Com o veterano Valdo entrando no intervalo no lugar de Amaral, o Atlético Tubarão foi pra cima e chegou a balançar as redes. Alex Goiano cobrou falta pra área, Rodrigão cabeceou pro meio, o ataque ainda fez um desvio antes de Gesiel empurrar por gol. Mas o bandeira Eder Alexandre já tava com o pau em pé e o árbitro deu impedimento.


A expulsão

Um lance bizarro facilitou as coisas pro Marcílio aos 12. A virada de jogo pra Clebinho foi muito alta, o boleiro viu que a bola ia pra fora e pra “agilizar” a cobrança de lateral do Cílio, pulou e agarrou a bola, deixando sobre a linha lateral. O problema é que ele tava dentro do campo quando agarrou a bola e, por isso, o árbitro Leandro Messina Perrone não teve dúvida em dar o segundo cartão amarelo e, consequentemente, o vermelho pro tanso.

Pressão

Leandrinho cobrou falta pra área e Giba quase marcou contra, ampliando o placar. Mas a bola foi pra fora. Então os técnicos passaram a mexer nas equipes. Mesmo com um jogador a menos, só dava o time do Tubarão. Alex invadiu a área, chapelou dois marcadores e a zaga conseguiu cortar. Pouco depois, ele recebeu na frente em cobrança de lateral, mas chutou pra longe. O Cílio respondeu com Pedrinho cruzando baixo na cara do gol, mas Toni não alcançou. A melhor chance do empate veio aos 43. Alex Goiano cobrou falta pra área e Gesiel apareceu sozinho na pequena área. Ele mandou de cabeça, porém errou o alvo pra alegria da torcida marcilista.

“Fico feliz pelo resultado, mas temos a consciência de que não fizemos um bom jogo”, comentou com sinceridade o técnico Paulo Foiani, na coletiva depois do jogo. Ele não gostou de ter tomado pressão com um jogador a mais em campo. “Fizemos algo que eu nunca treino, que é rifar a bola. Quando se tem um jogador a mais tem que colocar a bola no chão pra envolver o adversário”, ensina.





Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×






3.238.112.198

Últimas notícias

Foragido

Preso em Porto Belo homem que matou duas pessoas e baleou outras quatro 

ITAJAÍ

Navio da Marinha atraca em Itajaí para levar doações ao RS

POLÊMICA

Pastores da Bola de Neve de Balneário Camboriú respondem a acusações de fraude 

Convocação

Itajaí terá 156 paratletas no Parajasc

CAMBORIÚ

Lar geriátrico pet adota cães velhinhos abandonados na enchente do RS

Futebol

Fernando Diniz renova com o Fluminense para 2025

Futebol Solidário

Com Cafu e Ronaldinho em campo, jogo no Maraca vai arrecadar dinheiro para os gaúchos

Itapema

Obra do píer de Itapema conclui fase de estacas

Últimos dias

Festival gastronômico do Brava Mall acaba na semana que vem  

Autorizado

Antaq libera Seara/JBS para tocar as operações no porto de Itajaí



Colunistas

JotaCê

Fabrício chamegou Bolsonaro em Brasília

Coluna Fato&Comentário

Associativismo comunitário em Itajaí: o começo

Coluna Esplanada

Trio de apostas

Via Streaming

Tudo pelo dinheiro

Ideal Mente

O desamparo da infidelidade

Show de Bola

Trocas de treinadores

Direito na mão

Recebeu auxílio-doença ou auxílio-acidente? Veja como se aposentar agora!

Coluna Exitus na Política

Um passeio nas cavernas

Na Rede

Morte de produtor, garotinho com orgulho do pai na enchente e mais: confira os destaques do DIARINHO

Artigos

O combate ao abuso e à exploração de crianças e adolescentes é um compromisso coletivo

Jackie Rosa

Niver da Chris

Mundo Corporativo

A importância do equilíbrio da autoestima no mundo organizacional

Gente & Notícia

Níver da Margot

Coluna do Ton

Chegando de Mendoza

Histórias que eu conto

Armação da infância II

Foto do Dia

“O mar, quando quebra na praia”

Coluna Existir e Resistir

Designação geral sobre o fim do mundo



TV DIARINHO


Navio da Marinha vai levar doações de Itajaí para o Rio Grande do Sul. A comunidade pode ajudar levando ...





Especiais

DADOS INÉDITOS

Em meio ao lixo das chuvas no Rio Grande do Sul, catadores não conseguem trabalhar

NÚMEROS

No Brasil, 3 a cada 4 vivem em cidades com mais risco de desastres por chuvas

DADOS

Exportação de armas de fogo dobrou durante os anos Bolsonaro, revela levantamento inédito

NA ESTRADA

BC oferece rolês gastronômicos, culturais, de compras e lazer

RIO GRANDE DO SUL

São Leopoldo: a cidade gaúcha onde quase todos perderam o lar



Blogs

Blog da Jackie

Reserva Royal

Blog do JC

CREA-SC homenageado em BC

A bordo do esporte

Terceira edição do Troféu Ayrton Senna de Kart celebra 30 anos do legado do ídolo

Blog da Ale Francoise

A pílula da felicidade

Blog do Ton

Amitti Móveis inaugura loja em Balneário Camboriú

Gente & Notícia

Warung reabre famoso pistão, destruído por incêndio, com Vintage Culture em março

Blog Doutor Multas

Como parcelar o IPVA de forma rápida e segura

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado



Entrevistão

Vilfredo e Heloísa Schurmann

"Nós reciclamos só 6% no Brasil. Na Europa já é 50%. A própria China já está com 35% de reciclagem” (Vilfredo)

João Paulo

"Essa turma que diz defender a família ajudou a destruir a boa convivência em muitas famílias. Na defesa de um modelo único, excludente"

Entrevistão Peeter Grando

“Balneário Camboriú não precisa de ruptura, mas de uma continuidade”

Juliana Pavan

"Ter o sobrenome Pavan traz uma responsabilidade muito grande”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








MAILING LIST

Cadastre-se aqui para receber notícias do DIARINHO por e-mail

Jornal Diarinho© 2024 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação