Matérias | Esporte


Itajaí

Só faltam três pontos

Marinheiro afunda a marrecada e fica a uma vitória da Primeira Divisão

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]


Como em todos os clássicos do vale dessa Segundona, o torcedor marcilistas sofreu. E muito. Mas mais uma vez saiu do Gigantão das Avenidas cantando a vitória por 1 a 0 do Marcílio Dias contra o Brusque, na noite de ontem. Com a vitória, o clube peixeiro fica a três pontos de garantir matematica­mente o acesso pra primeira divisão do campeonato Catarinense. Acesso que pode vir já no próximo domingo, quando o Rubro-anil volta a jogar em casa, recebendo o Concórdia.


Héber Roberto Lopes, árbitro da Fifa, colocou moral. Apitou o jogo com tranquilidade e só rolaram as reclamações de sempre, tendo até um pedido de pênalti pra cada lado. A única reclamação mais ...

 

Já possui cadastro? Faça seu login aqui.

OU

Quer continuar lendo essa e outras notícias na faixa?
Faça seu cadastro agora mesmo e tenha acesso a
10 notícias gratuitas por mês.

Cadastre-se aqui



Bora ler todas as notícias e ainda compartilhar
as melhores matérias com sua família e amigos?

Assine agora mesmo!


Héber Roberto Lopes, árbitro da Fifa, colocou moral. Apitou o jogo com tranquilidade e só rolaram as reclamações de sempre, tendo até um pedido de pênalti pra cada lado. A única reclamação mais for­te foi na expulsão do marreco Luís André, no segundo tempo, mas de­pois que ele deixou o campo, vol­tou tudo ao normal.



“Não tô contando com os pontos da partida do último domingo. Passei isso pros jogadores na palestra”, avi­sou o técnico Paulo Foiani. E o time começou a partida mais pra cima, mas as equipes não tavam inspiradas. O primeiro lance de ataque só rolou aos 13 minutos, quando Mineiro chu­tou fraco e pra bem longe.

Aos 21, Mineiro saiu jogando erra­do, Marcelo Quilder lançou Eydson, mas Lucas Bahia apareceu pra cortar. Buiu perdeu a chance de marcar ao pegar rebote e mandar por cima, res­pondido por chute de Junai, facilmen­te defendido por Eduardo. O gol saiu aos 34. Raul roubou a bola de Flavi­nho, cruzou rasteiro e Toni empurrou pros fundos da rede. Héber ainda deu uma olhadinha pro bandeira Fabiano Coelho da Silva, antes de correr pro meio.


A marujada se empolgou com o gol e correu pro ataque. Três minu­tos depois, Kapa pedalou pra cima da marcação e cruzou. Tardelli disputou a bola de cabeça com a marcação e ela sobrou pra Juliano mandar de bicicleta pra fora. Mas quem quase marcou foi o Brusque. Eduardo caçou borboleta e a gorduchinha sobrou pro zagueirão Cleyton, que mostrou por­que veste a camisa 3 e mandou por cima do gol.

Só pressão


O Marinheiro voltou com preguiça pro 2º tempo e a marrecada foi pra cima. Santos acertou o travessão já aos sete. Em falta cobrada pra área, Eydson mergulhou no primeiro pau e mandou pra fora. Lucas entregou a bola aos 17, mas se recuperou e rou­bou a bola do adversário. Aos 19, mais um susto. Eduardo saiu no cruzamen­to e por duas vezes não conseguiu segurar a bola, que passou quase em cima da linha e bateu na trave. A zaga tirou. A torcida da casa só respirou aos 25, quando André Luiz matou contra­-ataque, recebeu o segundo amarelo e foi pra rua.

Mas nada do Marinheiro conseguir equilibrar o jogo. Foiani já tinha me­xido duas vezes na equipe (Renan e Leandro Branco nos lugares de Buiu e Juliano), mas ainda só dava Brusque. Lucas Bahia furou na lateral, Flavinho cruzou e Plínio conseguiu desviar. Aos 41, Eydson recebeu na área, mas iso­lou. A torcida já gritava: “eliminado!”, quando Héber Roberto Lopes apitou o final da partida. Muita comemoração dos jogadores e dos torcedores que fi­caram cantando por um bom tempo.

“Eles tavam atrás, sabíamos que iam pra cima, mesmo com um jo­gador a menos arriscaram tudo. Nós suportamos bem a pressão e fizemos o nosso trabalho. Agora é pensar no próximo jogo, ainda não tem nada garantido”, comentou o zagueiro Lucas Bahia.

Marrecada sofreu pra ir embora

Os cartolas do Brusque, entre eles o presidente Danilo Rezini, ficaram no camarote depois do jogo. Torcedores foram pro pátio, em frente à porta da secretaria, gritando e xingando. Um até sol­tou: “manda o Luciano [dono da Havan] te buscar de helicóptero”. A PM fez cordão de isolamento na porta da secretaria e a marrecada preferiu ir pro campo e depois pro vestiário de sua equipe, enquanto os policiais colocava a galera pra fora do estádio.





Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×






44.211.117.197

Últimas notícias

CAMBORIÚ

Trabalhador morre afogado em lagoa; ele pode ter sofrido crise de epilepsia

ITAJAÍ

Inscrições para evento de inovação encerram na sexta-feira

ITAJAÍ

Moradores vão poder opinar sobre transporte público em audiência na segunda-feira

ITAJAÍ

Polícia recupera 90 toneladas de galinha congelada roubada

Será que volta?

Novo Suzuki Swift é lançado na Europa

“Veoitão” moderno

Novo Cayenne GTS está à venda no Brasil

MERCADO

Unimed Litoral está contratando fisioterapeutas

ESTUDO

Águas de Penha instala câmeras para monitorar visitantes

ITAJAÍ

Pintor morre em acidente com moto na BR 101

Futebol

Camboriú estreia na segundona neste sábado em BC



Colunistas

Coluna do Ton

Vibes da Turquia

JotaCê

Pavan na choupana

Mundo Corporativo

Líderes espiritualizados em tempos difíceis ainda é possível?

Histórias que eu conto

Armação da infância 3

Coluna Fato&Comentário

Associativismo comunitário em Itajaí: o começo

Coluna Esplanada

Trio de apostas

Via Streaming

Tudo pelo dinheiro

Ideal Mente

O desamparo da infidelidade

Show de Bola

Trocas de treinadores

Direito na mão

Recebeu auxílio-doença ou auxílio-acidente? Veja como se aposentar agora!

Coluna Exitus na Política

Um passeio nas cavernas

Na Rede

Morte de produtor, garotinho com orgulho do pai na enchente e mais: confira os destaques do DIARINHO

Artigos

O combate ao abuso e à exploração de crianças e adolescentes é um compromisso coletivo

Jackie Rosa

Niver da Chris

Gente & Notícia

Níver da Margot

Foto do Dia

“O mar, quando quebra na praia”

Coluna Existir e Resistir

Designação geral sobre o fim do mundo



TV DIARINHO






Especiais

NA ESTRADA

Pôr do sol de tirar o fôlego é atração o ano inteiro na praia de Armação

RIO GRANDE DO SUL

A história de luta de um quilombo que resiste às enchentes em Porto Alegre

DADOS INÉDITOS

Em meio ao lixo das chuvas no Rio Grande do Sul, catadores não conseguem trabalhar

NÚMEROS

No Brasil, 3 a cada 4 vivem em cidades com mais risco de desastres por chuvas

DADOS

Exportação de armas de fogo dobrou durante os anos Bolsonaro, revela levantamento inédito



Blogs

A bordo do esporte

Fórmula E: Mitch Evans vence primeira corrida de Xangai

Blog do JC

Prefeito revela que está com tumor maligno

Blog da Jackie

Reserva Royal

Blog da Ale Francoise

A pílula da felicidade

Blog do Ton

Amitti Móveis inaugura loja em Balneário Camboriú

Gente & Notícia

Warung reabre famoso pistão, destruído por incêndio, com Vintage Culture em março

Blog Doutor Multas

Como parcelar o IPVA de forma rápida e segura

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado



Entrevistão

Marisa Zanoni Fernandes

"Balneário Camboriú não precisa de capitão, fantoches, seres iluminados, ungidos. Precisa de pessoas comprometidas com a democracia”

Vilfredo e Heloísa Schurmann

"Nós reciclamos só 6% no Brasil. Na Europa já é 50%. A própria China já está com 35% de reciclagem” (Vilfredo)

João Paulo

"Essa turma que diz defender a família ajudou a destruir a boa convivência em muitas famílias. Na defesa de um modelo único, excludente"

Entrevistão Peeter Grando

“Balneário Camboriú não precisa de ruptura, mas de uma continuidade”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








MAILING LIST

Cadastre-se aqui para receber notícias do DIARINHO por e-mail

Jornal Diarinho© 2024 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação