Matérias | Polícia


Itajaí

Polícia e conselho resgatam menina de Cambu

Sogra mentiu para a polícia, mas campana dos meganhas encontrou menor na cidade de Coronel Domingos Soares, PR

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]


“Só vou ficar calma depois que ela chegar e eu der um abraço bem forte nela”, desabafa dona Márcia Terezinha Silva, 41 anos, ao falar da filha E.S.S.L., 14, desaparecida desde o dia 29 de outubro. O drama da família de Camboriú chegou ao fim na manhã de sexta-feira, quando a polícia Civil de Coronel Domingos Soares, cidade próxima a Palmas, no Paraná, resgatou a adolescente, que estava escondida na casa da suposta sogra. Na sexta-feira mesmo, o pessoal do conselho Tutelar de Camboriú foi ao estado vizinho buscar a garota.


Foram 10 dias sem trabalhar, dormir e sem nem comer direito. A angústia e o sofrimento por não ter informações sobre a filha desaparecida mudou completamente a rotina de Márcia e de Sandro dos Santos ...

 

Já possui cadastro? Faça seu login aqui.

OU

Quer continuar lendo essa e outras notícias na faixa?
Faça seu cadastro agora mesmo e tenha acesso a
10 notícias gratuitas por mês.

Cadastre-se aqui



Bora ler todas as notícias e ainda compartilhar
as melhores matérias com sua família e amigos?

Assine agora mesmo!


Foram 10 dias sem trabalhar, dormir e sem nem comer direito. A angústia e o sofrimento por não ter informações sobre a filha desaparecida mudou completamente a rotina de Márcia e de Sandro dos Santos Lima, 40, pai da adolescente. O drama da família começou na tarde do dia 29 de outubro. Como Ester não estuda nem trabalha, a mãe levou a menina para o trampo, em Balneário Camboriú, onde cuida de um casal de velhinhos. No fim do dia, a adolescente recebeu uma ligação do namoradinho de 16 anos. Poucos minutos depois, ela sumiu.



De lá pra cá, uma série de ligações foram feitas por E. à mãe. “Ela dizia que estava bem, que não era pra eu ficar nervosa, que estava com o namorado e logo ia voltar para casa”, conta. A mãe, desesperada, registrou boletim de ocorrência na delegacia e foi ameaçada por isso.

Na quinta-feira, ele [namorado da filha] ligou e pediu pra “retirar o BO, senão eu não ia mais ver minha filha”, contou a muié. A menina chegou até a pedir para a mãe passar sua guarda para a sogra. Mas a suspeita de que tinha algo errado aumentou quando a menina ligou para o cunhado e disse: “daqui três dias estou em casa. É meio embaçado pra sair daqui”. Márcia não tinha dúvidas de que a filha estava sendo pressionada a mentir para a família.


Fuçada conjunta

O núcleo de Prevenção às Drogas e à Pedofilia, o conselho Tutelar de Camboriú e a divisão de Investigação Criminal (DIC), de Balneário, entraram na jogada para desvendar o mistério. Uma denúncia anônima levou a equipe para o caminho certo: o endereço da mãe do garoto, na cidade de Coronel Domingos Soares. Há dois dias, a polícia Civil e o conselho Tutelar do Paraná começaram as buscas. A mãe do adolescente, namorico da guria, chegou a ser interrogada nestes dois dias, mas negou que E. estivesse lá e ainda inventou para a polícia que o filho também estava sumido. “A mulher [mãe do garoto] negou tudo e ainda disse que seu filho tinha sumido também”, conta Manoel Mafra, do conselho catarina.


Na manhã de sexta-feira, a busca teve fim. A polícia deu um chego na casa, encontrou E. e resgatou a guria, que estava escondida em um dos cômodos da casa. A equipe do conselho Tutelar de Camboriú foi na sexta-feira ao Paraná para buscar a jovem. A família de E., que mora rua Monte Neblina, no distrito Monte Alegre, não guenta de ansiedade. “A gente está parado. Não dormimos, não comemos direito”, explica a mãe, que tem mais três filhos: duas moças, de 22 e 18, e um rapaz de 19 anos.

Não foi a primeira vez

Segundo Márcia, E. já havia fugido de casa em outras ocasiões, mas sempre para a casa da tia e da irmã. Mesmo assim, sempre voltava no dia seguinte. “Na última vez que falei com ela, pelo tom de voz, eu senti um pouco de medo. Percebi que por trás dela havia outra pessoa; ouvi a voz do namorado ameaçando”, conta.

O caso está nas mãos do delegado Osnei Valdir de Oliveira, da DIC de Balneário. Porém, o inquérito será repassado à depê do Monte Alegre, onde foi registrado o sumiço da guria. O próximo passo da polícia Civil será ouvir a mãe do garoto para desvendar o mistério. Se for comprovado que a muié escondeu a menina e não deixava que ela saísse de casa, poderá responder por vários crimes, entre eles cárcere privado.





Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×






3.215.186.30

Últimas notícias

PENHA

Moradores fazem abaixo-assinado pedindo obra de drenagem

BALNEÁRIO CAMBORIÚ

Empresário Renato Cruz se anuncia pré-candidato a prefeito pelo MDB

ELEIÇÕES 2024

Achutti ataca: “Renato Cruz é menino mimado e mentiroso! Ele que vá cuidar de futebol, de política e de partido cuido eu”

De novo

Depois de confirmar a festa do peixe, Itajaí cancela o evento em 2024

Desabastecimento

Supermercados de SC desmentem risco de falta de comida por tragédia no RS

BALNEÁRIO CAMBORIÚ

Empresário Renato Cruz se anuncia pré-candidato a prefeito pelo MDB

NEPOTISMO CRUZADO

Justiça manda prefeitura exonerar comissionados que sejam parentes de agentes públicos

Futebol

Brusque encara o Atlético-GO pela Copa do Brasil

Novidade

Vasco contrata o técnico português Álvaro Pacheco

Lembra dele?

Goleiro Zé Carlos está de volta ao Camboriú



Colunistas

JotaCê

Visita dos vereadores

Coluna Esplanada

Melaço judicial

Ideal Mente

O desamparo da infidelidade

Via Streaming

Poder preto

Show de Bola

Trocas de treinadores

Direito na mão

Recebeu auxílio-doença ou auxílio-acidente? Veja como se aposentar agora!

Coluna Exitus na Política

Um passeio nas cavernas

Na Rede

Morte de produtor, garotinho com orgulho do pai na enchente e mais: confira os destaques do DIARINHO

Artigos

O combate ao abuso e à exploração de crianças e adolescentes é um compromisso coletivo

Jackie Rosa

Niver da Chris

Mundo Corporativo

A importância do equilíbrio da autoestima no mundo organizacional

Gente & Notícia

Níver da Margot

Coluna do Ton

Chegando de Mendoza

Histórias que eu conto

Armação da infância II

Foto do Dia

“O mar, quando quebra na praia”

Coluna Existir e Resistir

Designação geral sobre o fim do mundo

Coluna Fato&Comentário

Anuário de Itajaí - 100 anos da 1ª edição

Empreender

Balneário Camboriú atrai cada vez mais clientes do eixo sudeste



TV DIARINHO


Prefeitura de Itajaí cancela a festa do peixe. Será o segundo ano consecutivo sem a festa tradicional ...



Podcast

Prefeitura de Itajaí cancela a festa do peixe

Publicado 21/05/2024 20:04



Especiais

NÚMEROS

No Brasil, 3 a cada 4 vivem em cidades com mais risco de desastres por chuvas

DADOS

Exportação de armas de fogo dobrou durante os anos Bolsonaro, revela levantamento inédito

NA ESTRADA

BC oferece rolês gastronômicos, culturais, de compras e lazer

RIO GRANDE DO SUL

São Leopoldo: a cidade gaúcha onde quase todos perderam o lar

RIO GRANDE DO SUL

Governo Eduardo Leite não colocou em prática estudos contra desastres pagos pelo estado



Blogs

Blog do JC

Gosto amargo...

A bordo do esporte

Ícone do esporte mundial, Lars Grael destaca importância da língua inglesa para carreiras de sucesso

Blog da Jackie

Tá na mão!!!

Blog da Ale Francoise

A pílula da felicidade

Blog do Ton

Amitti Móveis inaugura loja em Balneário Camboriú

Gente & Notícia

Warung reabre famoso pistão, destruído por incêndio, com Vintage Culture em março

Blog Doutor Multas

Como parcelar o IPVA de forma rápida e segura

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado



Entrevistão

Vilfredo e Heloísa Schurmann

"Nós reciclamos só 6% no Brasil. Na Europa já é 50%. A própria China já está com 35% de reciclagem” (Vilfredo)

João Paulo

"Essa turma que diz defender a família ajudou a destruir a boa convivência em muitas famílias. Na defesa de um modelo único, excludente"

Entrevistão Peeter Grando

“Balneário Camboriú não precisa de ruptura, mas de uma continuidade”

Juliana Pavan

"Ter o sobrenome Pavan traz uma responsabilidade muito grande”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








MAILING LIST

Cadastre-se aqui para receber notícias do DIARINHO por e-mail

Jornal Diarinho© 2024 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação