Matérias | Geral


Itajaí

Governo libera grana pra reciclagem do lixo; oito cidades da região ainda não se coçaram

Plano de Gestão de Resíduos Sólidos, que deveria ter sido entregue em 2012, tá pendente para oito citys

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

Os municípios que compõem a associação dos Municípios da Foz do Rio Itajaí (Amfri) tão mais atrasados do que nunca quando o assunto é meio ambiente. Mesmo com o prazo de entrega prorrogado pelo governo federal pra janeiro de 2014, o plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos, que detalha as ações das prefas pra acabar com os lixões e pro reaproveitamento da nojeirada, não deve ficar pronto antes de julho. O convênio pra contratação do serviço só foi assinado ontem, e a Amfri vai receber R$ 1,2 milhão do governo estadual pra montar o documento.

A política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) determina que até agosto de 2014 nenhum lixão esteja funcionando em solo brasileiro. Uma solução pro descarte de lixo é o aterro sanitário. Como nem ...

 

Já possui cadastro? Faça seu login aqui.

Quer continuar lendo essa e outras notícias na faixa?
Faça seu cadastro agora mesmo e tenha acesso a
10 notícias gratuitas por mês.

Cadastre-se aqui



Bora ler todas as notícias e ainda compartilhar
as melhores matérias com sua família e amigos?

Assine agora mesmo!


A política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) determina que até agosto de 2014 nenhum lixão esteja funcionando em solo brasileiro. Uma solução pro descarte de lixo é o aterro sanitário. Como nem todos os municípios contam com essa estrutura, a maioria acaba encaminhando a porcariada pra citys vizinhas. Este é o caso de Bombinhas, Camboriú, Itapema e Porto Belo, que mandam pra Biguaçu; Balneário Piçarras, Ilhota, Luís Alves, Navegantes e Penha enviam pra Brusque e Balneário Camboriú descarta em Itajaí.

De acordo com o secretário executivo da Amfri, Célio Bernardino, o serviço já foi licitado e a instituição só tava à espera da grana pra iniciar o trampo. O plano vai ser executado pela escola de Gestão Pública Municipal (Egem), de Floripa, e ele espera que até o final de julho o relatório para os 10 municípios da Amfri já esteja pronto. Contudo, o engenheiro sanitarista ambiental, André Antunes Miquelante, já adianta que esse prazo é muito apertado. Pro sabichão, pra dar conta do recado é preciso pelo menos 10 meses de trampo suado.



Vão deitar os cabelos na missão cinco engenheiros sanitaristas, uma assistente social, um economista, um assessor jurídico e um especialista em gerenciamento espacial. O trampo foi contratado por R$ 1.196.567,50. André adianta que o foco estará voltado pra formas de minimizar a quantidade de resíduos descartados em aterros sanitários, com metas para serem cumpridas em até 20 anos. “Vamos priorizar a reciclagem, reaproveitamento de resíduos e o retorno desses materiais para as indústrias. Precisamos reduzir a quantidade de lixo enviada para aterros”, comenta.

Todos os municípios brasileiros tinham até agosto de 2012 pra entregar o plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos, detalhando as ações que cada prefa precisa tomar em prol do meio ambiente pra acabar com os lixões e pro reaproveitamento da cacalhada.

Mas aqui, na região, a coisa foi devagar, quase parando, tanto que oito municípios – Itajaí, Navega, Barra Velha, Penha, Piçarras, Itapema, Porto Belo e Bombinhas não conseguiram enviar o papéli dentro do prazo. Somente Camboriú e Balneário Camboriú finalizaram o projeto a tempo.


Como o atraso rolou na maioria das citys do país, o governo federal prorrogou o prazo de entrega do documento pra janeiro de 2014. As cidades que não entregarem o documento não vão receber grana pra implantar as exigências da PNRS. O papéli deve informar, detalhadamente, quais medidas serão tomadas pra que a city transforme os lixões a céu aberto em aterros sanitários, além das ações pra concretizar a coleta seletiva, o reaproveitamento e a reciclagem do lixo.

Outra data importante é agosto de 2014. Este é o prazo final pras citys acabarem de uma vez por todas com todos os lixões do país.

Reciclagem e reaproveitamento de resíduos são algumas das soluções

De acordo com a engenheira ambiental e coordenadora do laboratório de Gestão e Valoração de Resíduos da Univali, Rafaela Picolotto, o grande desafio dos municípios é criar alternativas pra reduzir ao máximo o volume de lixo aterrado. Hoje, o procedimento é o seguinte: todo o lixo é despejado num buraco, coberto por terra e pronto. É claro que isso não pode ser feito em qualquer lugar. Primeiramente, é preciso uma vasta área de terra, cujo solo deve ser argiloso, contar com sistema de drenagem e queimar, pelo menos, o gás metano. Tudo é fiscalizado pela fundação do Meio Ambiente da Santa & Bela (Fatma).

No entanto, a sabichona ressalta que quando se investe na coleta seletiva, o aterro sanitário recebe só lixo orgânico, que pode virar cinzas. “A reciclagem do lixo é muito importante, porque nos aterros sanitários não pode ser realizada a separação. Todo o material que está no caminhão vai ser enterrado. Se tivermos um sistema de reciclagem eficiente, poderemos queimar todo o lixo orgânico e encaminhar os recicláveis pra indústria”, aponta.


Outro destaque da especialista é o reaproveitamento de resíduos industriais. O que é lixo pra determinada firma pode virar matéria-prima pra outra empresa. E todas essas formas de reaproveitamento do lixo devem estar previstas no plano.




Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×






44.197.230.180

Últimas notícias

ENTREVISTA

Duda Salabert “Quando uma travesti é eleita, a sociedade inteira avança”

Penha

Polícia Civil investiga morte de criança de três anos

Segunda divisão

Semifinalistas serão definidos neste sábado

Agenda

Confira a agenda deste final de semana

NAVEGANTES 

Motociclista morre em acidente na BR 470

Série A

Corinthians e Palmeiras se enfrentam em “decisão” pelo título

Entrada gratuita

Itajaí Vôlei estreia em casa no Catarinense

Futebol na praça

Final da Copa Pesqueira acontece neste sábado na Beira Rio

Balneário Camboriú

Apagão causa bate-boca público entre vereador e gerente da Celesc

Tudo filmado

Tudo filmado: Mercedes “frita pneu” em plena Osvaldo Reis



Colunistas

JotaCê

MDB reunida

Jackie Rosa

Família Pereira comemora boa fase do grupo Fort

Clique diário

Itajaí vista do alto

Instituto Ion | Informando e Inovando

Inovação da tecnologia

Canal 1

Assim como a TV Conmebol, futuro do canal Combate é duvidoso

Na Rede

Se liga nas matérias que foram destaque nas redes do DIARINHO

Via Streaming

“Westworld”

Coluna Esplanada

Custo Brasil

Gente & Notícia

Lançamento da Absoluta no Iate Clube Cabeçudas

Vinicius Lummertz

Santa Catarina: as melhores cidades, PIB nas alturas. Por quê?

Coluna do Janio

Polêmica do estádio

Coluna Exitus na Política

Agora, o eleitor

Coluna do Ton

Festinha

Coluna Fato&Comentário

Antonico Ramos e o sonho do vigia

Artigos

Cenas para mudar o cenário

Coluna Tema Livre

Não é fácil ser mulher



TV DIARINHO


Entrevistão com Douglas Costa Beber  - Diretor Geral da Emasa





Especiais

ENTREVISTA

Duda Salabert “Quando uma travesti é eleita, a sociedade inteira avança”

Brasil

Quem está destruindo as unidades de conservação do cerrado

Saúde

Salsicha, hambúrguer e nugget: pesquisa identifica agrotóxicos em alimentos

famoso

Garçom há 30 anos, Claudinho ama BC

Diversidade religiosa

Mestre Marne quebrou tabus para defender a fé nos orixás



Blogs

A bordo do esporte

Salvador (BA) se une ao Salão Náutico Grand Pavois para edição brasileira em 2023

Blog Doutor Multas

Bafômetro pega vape: verdade ou mito? Entenda de uma vez por todas

Blog do JC

Desencantou

Blog do Ton

Blumenau ganhará o primeiro lounge bar em formato rooftop

Blog da Ale Francoise

Inclua inhame no seu dia!

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado

Blog da Jackie

BALNEÁRIO FASHIOW foi SHOW



Entrevistão

Douglas Costa Beber

"Somos a cidade mais saneada de Santa Catarina e uma das mais saneadas do Brasil”

Gabriela Kelm do Nascimento

“A maioria entende que o calçadão da Hercílio Luz deve permanecer porque foi um ganho para a cidade ”

Normélio Weber

"O Hermeto Pascoal vai estar ali. O Toquinho vai estar aqui. O Brasileirão, de Curitiba... Vai estar Chico César...”

Cláudio Werner

“O nosso clube é um formador de atleta olímpico”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








Jornal Diarinho© 2022 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação