Matérias | Polícia


Itajaí

Polícia alerta pra quadrilha que ataca carros

Policiais civis e militares deram batidas em vários pontos turísticos e na saída de balada na Praia Brava

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

Apesar do movimento nas praias e casas noturnas de Itajaí, a fiscalização da operação Veraneio, no primeiro dia oficial de verão, terminou sem prisões na city peixeira. Entre o fim da noite de sexta-feira e o início da madruga de sábado, policiais civis e militares apreenderam duas motocas que estavam com a documentação atrasada. Ninguém foi preso durante as cinco horas de fiscalizações e bizolhadas. A batida marcou o segundo dia da operação Veraneio, que rola até 31 de dezembro e quer brecar ações criminosas durante a temporada.

A operação começou às 21h e terminou pouco antes das duas da madruga de sábado. Até a meia-noite de sexta-feira, as vistorias se concentraram em pontos turísticos da city peixeira, como a avenida ...

 

Já possui cadastro? Faça seu login aqui.

Quer continuar lendo essa e outras notícias na faixa?
Faça seu cadastro agora mesmo e tenha acesso a
10 notícias gratuitas por mês.

Cadastre-se aqui



Bora ler todas as notícias e ainda compartilhar
as melhores matérias com sua família e amigos?

Assine agora mesmo!


A operação começou às 21h e terminou pouco antes das duas da madruga de sábado. Até a meia-noite de sexta-feira, as vistorias se concentraram em pontos turísticos da city peixeira, como a avenida Ministro Victor Konder, a Beira-Rio, e o Bico do Papagaio. Foi próximo à rocha mais famosa de Itajaí que os tiras apreenderam uma das cabritas. “Encontramos uma Biz que estava com a documentação atrasada”, explica o policial Luciano Miranda.

No mesmo local onde rolou a apreensão da motoca, policiais civis e militares flagraram uma porção de gente fumando maconha no banco da pracinha. Segundo Luciano, assim que viram o carro plotado da PM, eles jogaram fora a porcaria. “Orientamos que saíssem de lá. É um local turístico e tá cheio de droga espalhada. O turista vem conhecer a pedra e se depara com aquilo”, lamenta. Cinco policiais, três deles civis e dois militares, participaram do atraque.



Um pouco mais tarde, já próximo da meia-noite, outra moto foi aprendida, desta vez na orla de Cabeçudas. A cabrita de 125 cilindradas foi recolhida por estar com os documentos atrasados.

A partir da meia-noite, a operação Veraneio se concentrou na saída dos bares da Praia Brava. Segundo Miranda, nenhuma ocorrência foi gerada até perto das duas da madruga, horário em que a operação foi encerrada.


Quadrilha especializada em furto de carangos ataca no Molhe

A operação Veraneio não acontece apenas durante a noite. Policiais civis e militares também atuam à luz do dia, principalmente nas praias, onde tem mais gentarada. Segundo Luciano, as principais ocorrências deste início de temporada foram registradas justamente nos estacionamentos da orla. “De novembro pra cá, nós tivemos muitos registros de furtos em veículos e também furto de carangos. Nossa operação está concentrada justamente nisso”, revela o tira.

Miranda cita o exemplo do Molhe da Atalaia, onde muitos visitantes deixam o carro pra ir à praia. Segundo ele, nesse local atua uma quadrilha especializada em arrombar carros. “Eles ficam observando os carros, pra ver se tem alarme, que tipo de carro é e como farão pra furtar”, explica.

O método dos caras é bem simples, mas quase sempre infalível. Consiste em observar os frequentadores recém-chegados até o momento em que eles deixam a chave do carro na areia da praia, pra se refrescarem no mar. “Eles aproveitam esses momentos de descuido e furtam a chave do veículo. Quando a pessoa volta pro carro, não o encontra”, acrescenta Miranda, que não soube informar quantas ocorrências desse tipo foram registradas nos últimos dois meses. “Mas foram muitas. Amigos meus, inclusive, me contaram que foram vítimas”, garante.

Não deixe a chave na areia


O policial civil recomenda que os banhistas jamais cometam o erro de largar a chave do carro na areia, sem a presença de alguém pra vigiá-la. “Quando for à água, a chave tem que ficar com alguém na areia”, salienta. Miranda condena, ainda, a prática de quem costuma colocar a chave embaixo do pneu do carango. “É ainda pior, porque eles [os ladrões] observam, vão encontrá-la e levam o carro com maior facilidade ainda”, concluiu.




Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×






18.208.126.232

TV DIARINHO


Minuto DIARINHO- Ciclone extratropical deixa rastro na região;- Em Balneário Camboriú, clube flutuante ...



Podcast

Minuto DIARINHO 09/08/2022

Publicado 09/08/2022 20:22



Especiais

Saúde

Salsicha, hambúrguer e nugget: pesquisa identifica agrotóxicos em alimentos

famoso

Garçom há 30 anos, Claudinho ama BC

Diversidade religiosa

Mestre Marne quebrou tabus para defender a fé nos orixás

conexão

Networker aproxima Balneário Camboriú das celebridades

Sem medo do trabalho

Dona Terezinha toca uma confecção aos 84 anos



Blogs

Blog Doutor Multas

Bafômetro pega vape: verdade ou mito? Entenda de uma vez por todas

Blog do JC

Desencantou

Blog do Ton

Blumenau ganhará o primeiro lounge bar em formato rooftop

A bordo do esporte

Seleção Brasileira de Vela faz sessão de treinos contra a Argentina

Blog da Ale Francoise

Inclua inhame no seu dia!

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado

Blog da Jackie

BALNEÁRIO FASHIOW foi SHOW



Entrevistão

Gabriela Kelm do Nascimento

“A maioria entende que o calçadão da Hercílio Luz deve permanecer porque foi um ganho para a cidade ”

Normélio Weber

"O Hermeto Pascoal vai estar ali. O Toquinho vai estar aqui. O Brasileirão, de Curitiba... Vai estar Chico César...”

Cláudio Werner

“O nosso clube é um formador de atleta olímpico”

Willian Cardoso, o Panda

"Saquarema provavelmente vai ser meu último mundial, aí eu vou estar focado no brasileiro”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








Jornal Diarinho© 2022 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação