Matérias | Esporte


Itajaí

Lendas servem de inspiração pra Anderson Silva

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

Nos cinco meses que se passa­ram desde a derrota para Chris Weidman, Anderson Silva se en­xergou na pele de ídolos brasilei­ros como Senna, Ronaldo, Guga, Bernardinho e Oscar. Além deles, o Spider também se inspirou no chinês Bruce Lee e no americano Muhammad Ali pra dar a volta por cima.

A revanche acontece na madru­ga de domingo, no hotel-cassino MGM Grand, em Las Vegas (EUA). Estará em jogo o cinturão dos médios do UFC, principal evento de artes marciais mistas. “Eu me vejo e ...

 

Já possui cadastro? Faça seu login aqui.

Quer continuar lendo essa e outras notícias na faixa?
Faça seu cadastro agora mesmo e tenha acesso a
10 notícias gratuitas por mês.

Cadastre-se aqui



Bora ler todas as notícias e ainda compartilhar
as melhores matérias com sua família e amigos?

Assine agora mesmo!


A revanche acontece na madru­ga de domingo, no hotel-cassino MGM Grand, em Las Vegas (EUA). Estará em jogo o cinturão dos médios do UFC, principal evento de artes marciais mistas. “Eu me vejo e busco inspiração nas vitó­rias e derrotas de grandes ídolos do esporte como Ayrton Senna, Muhammad Ali, Ronaldo, Guga, Bernardinho e Oscar, além do inigualável [ator] Bruce Lee, que sofreu um acidente e foi desenga­nado pelos médicos”, contou An­derson.

O chinês, que também era lutador e instrutor de kung fu, ouviu de mé­dicos que jamais voltaria a se dedi­car a atividades físicas novamente, após sofrer uma contusão na parte baixa da coluna vertebral. Após fi­car preso a uma cama durante um semestre, Bruce elaborou um pro­grama de recuperação. Conforme a sua carreira cinematográfica mos­trou posteriormente, funcionou com perfeição.



Mas quem passou por situação extremamente semelhante ao de Anderson foi Ali. Em 1978, o então campeão mundial de boxe dos pesa­dos, assim como Anderson um íco­ne em seu esporte, perdeu para um rival bem menos experiente, Leon Spinks. Weidman tinha nove lutas, ao bater Anderson, e Leon, sete. As idades de Ali (36) e Anderson (38) estavam próximas e, pouco antes da luta, Weidman disse que pretendia tentar repetir o feito de Leon Spinks. “Eu posso chocar o mundo como ele [Leon] chocou”, afirmou.

E não é segredo que Anderson tem Ali como grande ídolo e já che­gou a assistir a seus combates como motivação. Agora, Anderson plane­ja repetir Ali, que reconquistou o título na revanche. “Pensar nesses ídolos, recuperar suas histórias, serviu muito pra que eu pudesse retornar mais forte e experiente”, fi­naliza, com um sorriso, Anderson Silva.





Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×






34.236.192.4

TV DIARINHO


Confira os destaques desta terça-feira



Podcast

Minuto DIARINHO 09/08/2022

Publicado 09/08/2022 20:22



Especiais

Saúde

Salsicha, hambúrguer e nugget: pesquisa identifica agrotóxicos em alimentos

famoso

Garçom há 30 anos, Claudinho ama BC

Diversidade religiosa

Mestre Marne quebrou tabus para defender a fé nos orixás

conexão

Networker aproxima Balneário Camboriú das celebridades

Sem medo do trabalho

Dona Terezinha toca uma confecção aos 84 anos



Blogs

Blog do JC

Desencantou

Blog do Ton

Blumenau ganhará o primeiro lounge bar em formato rooftop

A bordo do esporte

Seleção Brasileira de Vela faz sessão de treinos contra a Argentina

Blog Doutor Multas

Desentupidora de pia em Moema: chegada rápida, orçamento sem compromisso e garantia no desentupimento

Blog da Ale Francoise

Inclua inhame no seu dia!

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado

Blog da Jackie

BALNEÁRIO FASHIOW foi SHOW



Entrevistão

Gabriela Kelm do Nascimento

“A maioria entende que o calçadão da Hercílio Luz deve permanecer porque foi um ganho para a cidade ”

Normélio Weber

"O Hermeto Pascoal vai estar ali. O Toquinho vai estar aqui. O Brasileirão, de Curitiba... Vai estar Chico César...”

Cláudio Werner

“O nosso clube é um formador de atleta olímpico”

Willian Cardoso, o Panda

"Saquarema provavelmente vai ser meu último mundial, aí eu vou estar focado no brasileiro”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








Jornal Diarinho© 2022 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação