Colunas


Coluna Exitus na Política

Por Sérgio Saturnino Januário - pesquisa@exituscp.com.br

Viver de pedras, desejar esponjas


É muito provável que nos últimos dias você tenha ouvido sobre cidades-esponja. Este “sistema” tenta reprogramar o complexo urbano aos princípios da natureza. A capacidade de absorver e armazenar água da chuva é o objeto e, com isso, se pretende diminuir os impactos de alagamentos, inundações e enchentes. Pelo “endurecimento do solo”, o “dom” de “engolir” a água que vem dos céus ficou muito prejudicado.

 

Já possui cadastro? Faça seu login aqui.

OU

Quer continuar lendo essa e outras notícias na faixa?
Faça seu cadastro agora mesmo e tenha acesso a
10 notícias gratuitas por mês.

Cadastre-se aqui



Bora ler todas as notícias e ainda compartilhar
as melhores matérias com sua família e amigos?

Assine agora mesmo!


É muito provável que você tenha o desejo de que sua rua seja pavimentada [preferencialmente com asfalto] para que seu estilo de vida seja dinamizado. O processo de deslocamento fica facilitado pelo “chão duro, liso e resistente”. Mover seu automóvel sobre o asfalto lhe oferece a imagem de segurança sobre o chão. Às calçadas, por encomenda de nossa forma de viver, se requer “chão duro e linear - e resistente”. Ficará mais fácil de caminhar e chegar ao destino pretendido sem muitos transtornos.

Nossas casas são “biomas” de pedras ou madeiras resistentes como cavernas que escoam as águas das chuvas de modo concentrado: em nossas habitações precisamos de água para viver e exigimos receber água nos “canos mágicos” e “torneiras enfeitiçadas”: é só ligar para lavar os corpos, as louças, as roupas, para expulsar os resíduos humanos e, porventura, o chão, as molduras transparentes que se abrem para o horizonte possível. Em tudo puxamos água do “templo das águas” que, por feitiços e magias, se transformam em “água própria para a vida”. Tudo concentrado, devolvemos a água pelos tubos de exorcismos para canais em emaranhados de túneis sob o chão. O subterrâneo das aglomerações urbanas são um fantástico mundo de minhocas gigantes levando toda a água para o mesmo lugar!

As cidades de “chão duro,  liso e resistente” foram feitas de acordo com o estilo de vida moderna apropriado. Pedra sobre pedra, tudo foi planejado de acordo com um sistema de queda de águas dos céus em quantidades tantas num tempo tamanho. Os céus entregavam águas por períodos longos, em muitos lugares, de modo repetitivo ano a ano. Tudo se ajustara para a vida dos humanos, pensaram rapidamente os humanos. Os anos que se seguiram confirmaram seus desejos.

"O clima mudou, as cidades são de “chão duro, liso e resistente” e os estilos de vida permanecem os mesmos?

Como “revolta” à calefação da vida, os céus mudaram seu “programa de águas dos céus”, de ventos refrescantes, de calor convidativo. O clima de antes não existe mais, e as cidades ainda são as mesmas. O clima se transformou, e as cidades de pedra, sem árvores, sem bichos, sem verdes, são a mostra do estilo de vida exigido a quem dorme com condicionamentos do ar. As águas dos céus se tornaram tormentos concentrados; os ventos se formam como “vingança” às barreiras tão altas como montanhas; o calor faz com que as pessoas tenham perturbações visuais como miragem no deserto. As cidades de pedra não estão preparadas para receber os “infortúnios” humanos sobre os “desejos” dos céus. Vivemos em cidades cuja regulação tinha climas previsíveis e relativamente regulares. Os “ajustes” das “estações dos trens do clima” definiam plataformas de viagens e aventuras relativamente seguras.

O clima mudou, as cidades são de “chão duro, liso e resistente” e os estilos de vida permanecem os mesmos: você ainda deseja e exige “chão duro, liso e resistente” em frente à sua caverna. Melhor rever nossos estilos: águas entram sem convite, ventos gritam nas janelas, e o calor superaquece seu cérebro. Precisamos nos rever!

 


Comentários:

Deixe um comentário:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.



Bons negócios

CN Empreendimentos completa 15 anos entre as 100 maiores construtoras do Brasil

Aquário de BC tem promoção de ingressos por R$ 79,90 até o próximo domingo

BMW Série 3 ganha atualização em 2024


Veículos

Motos

Nxr160 Bros Esdd

R$ 22.900,00

Bicicletas

Vende-se Montain Bike

R$ 750,00

Motos

Cg 160 Titan

R$ 22.500,00

Motos

Shadow 750

R$ 42.000,00

Motos

Biz 110i

R$ 14.600,00

Motos

Biz 125

R$ 19.600,00


Imóveis

Sítio, Chácara ou Fazenda

Vendo Ou Troco Sítio Em Piçarras

R$ 850.000,00

Sítio, Chácara ou Fazenda

Vende-se Linda Chácara Na Paciência

R$ 1.500.000,00

Kitnet

Kitnetes Completas P/ Solteiros

Quartos

Quarto Para Alugar

Apartamento

Vendo Apartamento Em Bc

Casa

Vendo / Troco (sobrado)

R$ 300.000,00


Empregos

Tenho vaga para

Contrata-se Barbeiro

Ofereço-me para trabalhar

Pedreiro, Encanador E Eletricista

Ofereço-me para trabalhar

Casal Para Cuidar De Chácaras E Sítios

Tenho vaga para

Fetrammasc Contrata

Tenho vaga para

Santlux Constrata

Tenho vaga para

Contrata-se Empregada Domética


De tudo

Comércio, escritório e indústria

Grampear Comércio E Assistência






Entrevistão

Márcio Dedé

"Houve um racha de parte do União Brasil com parte do MDB”

LEONEL PAVAN

“Este muro imaginário de [BC] rica e [Camboriú] pobre que tem que acabar”

Edson Piriquito

"No momento que eu implanto o pronto-socorro dentro de uma das alas do Ruth, eu resolvo atender o ser humano e não comprovante de residência e título de eleitor”

Marisa Zanoni Fernandes

"Balneário Camboriú não precisa de capitão, fantoches, seres iluminados, ungidos. Precisa de pessoas comprometidas com a democracia”

ENQUETE

Qual o seu favorito se as eleições municipais de Penha fossem hoje?

Evandro dos Navegantes (PSD)

Gilberto Rodrigues (PP)

Janete Krueger (PSB)

Júnior Mafra (MDB)

Juraci Alexandrino (MDB)

Luizinho Américo (PL)



TV DIARINHO






Especiais

BRASIL

Marcha para Jesus se tornou um terreno político em disputa

15 de junho

Confira 10 dicas para curtir Itajaí no feriado

LUXO É VIVER BEM

10 edifícios recomendados como um ótimo investimento

Desde o século 19

Costa itajaiense coleciona casos de naufrágios

Tradição

Sapataria artesanal é um negócio de família 



Colunistas

Jackie Rosa

Festerê família Silva e Sodré

JotaCê

60 anos da Univali

Histórias que eu conto

Colégio Catarinense 5

Artigos

Nos 164 anos de Itajaí, as pontes são para o futuro

Coluna Esplanada

Memória

Coluna Fato&Comentário

Itajaí: 164 anos de município, não de fundação

Via Streaming

“Pose”

Diário do Investidor

O dinheiro te serve ou você serve o dinheiro?

Ideal Mente

Você tem fome de quê?

Direito na mão

Como o tempo de trabalho rural pode beneficiar sua aposentadoria

Show de Bola

O busão voltou

Na Rede

Explosão na oficina de motos, catarinense no leilão do Neymar e mais: o que bombou nas redes do DIARINHO

Coluna do Ton

Niver da Candice

Mundo Corporativo

Cansado das mesmas coisas na empresa, é hora de mudar?

Coluna Exitus na Política

O CHARME DA POLÍTICA: IGUALDADE E LIBERDADE [1]




Blogs

Blog do JC

Fábio Negão, joga merda no ventilador

A bordo do esporte

VelaShow abre quarta edição

Blog da Jackie

Chinelagem chic

Blog da Ale Francoise

A pílula da felicidade

Blog do Ton

Amitti Móveis inaugura loja em Balneário Camboriú

Gente & Notícia

Warung reabre famoso pistão, destruído por incêndio, com Vintage Culture em março

Blog Doutor Multas

Como parcelar o IPVA de forma rápida e segura

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








MAILING LIST

Cadastre-se aqui para receber notícias do DIARINHO por e-mail

Jornal Diarinho© 2024 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação