Colunas


Coluna Exitus na Política

Por Sérgio Saturnino Januário - pesquisa@exituscp.com.br

A política de “Ícaro”


Parece uma afirmação que se contradiz ao sistema de pressupostos a se impor como incontestável ao pensamento: contradição, paradoxo, contrassenso. A participação efusiva e intensa no processo eleitoral é, ao fim e ao cabo, distanciamento da participação política. Revanchismo, vingança, agressividade, violência e passionalidade nos afastam do que poderia vir a ser a política como fundamento de negociação entre contrários ou divergentes.

As eleições, como um pequeno e importante processo da trajetória política, são a forma mais evidente do comportamento político e do sistema de valores sociais que nos movem a cada dia. O sistema de organização dos partidos políticos e das formas de representação dos interesses coletivos afastam o representante do representado. Não submetem os primeiros [os eleitos] às vontades dos eleitores.

O financiamento [a fundo perdido] do processo eleitoral mostrou a cada um dos eleitores a forma “crupiê” [aquele que dirige o jogo de cartas, colhe e paga as apostas] segundo a qual se contratou e se pagou “apoiadores-prestadores-de-serviços”. Os eleitores estão tão distantes deste processo “cassino-eleitoral” que não nutrem nenhum sentimento de dor ou angústia com aqueles que poderiam vir a ser seus representantes. Neste jogo cheio de trapaças, nem mesmo por vergonha se padece.

Os eleitos, de modo geral, se flagram como os legítimos de representação pelo efeito dos resultados eleitorais. Pela vaga “conquistada” elevada ao desempenho pessoal, agora somam suas ideias como se fossem as ideias de todos na medida em que foram alçados a cargos públicos. A relação eleitoral se fixa, estritamente, ao tempo das eleições e não se prolonga para a representação de interesses. Depois de eleito, as performances e ideias pessoais são consideradas simplesmente como legítimas. Afinal de contas “o povo me elegeu e eu posso decidir o que quiser”.

O parlamento, após formado, toma sua grandeza pela distância da população, escondidos em côncavos e convexos de superioridade, e podendo explorar dos representados “orçamentos secretos”, “fundos partidários”, “fundos eleitorais”, “emendas parlamentares”, “privilégios monetários” [auxílio paletó, de viagens, de estadas, de moradia, de serviços médicos, de motoristas e serviçais, de aposentadoria, de educação...].

Mantemo-nos vivos porque acreditamos que amanhã estaremos lá, a viver como se fosse a mesma respiração essencial de agora. É porque há amanhã que nos eternizamos em nós mesmos. Quando a eleição se torna a defesa de um candidato pela acusação de seu adversário-concorrente, então não haverá ambiente nem espaços para planos de desenvolvimento, política educacional, projetos culturais, planejamentos ambientais... Mas, sem planos para o amanhã, a política só poderá viver da angústia furtiva dos instintos mais primitivos relacionados à vingança, ao confronto sem caráter, às mentiras que possam desmoralizar alguém.

A política atual tem em sua matriz a derrota do adversário e não a escolha de um plano de convergências coletivas. Não é a vitória que projeta o futuro, mas a derrota que aniquila o adversário que está a nos interessar. O voto de hoje inspira revolta e vingança, e mentiras surreais. Como se alguém estivesse a cair de um precipício e se imaginasse a voar: não há amanhã na ilusão da “Política de Ícaro”.


Comentários:

Deixe um comentário:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.

Leia mais

Coluna Exitus na Política

O dono da política

Coluna Exitus na Política

A estupidez e o juiz do mundo

Coluna Exitus na Política

Alucinação política

Coluna Exitus na Política

A política, o pênalti

Coluna Exitus na Política

Legitimidade em transe

Coluna Exitus na Política

A liberdade do tempo

Coluna Exitus na Política

Futebol sem bola e sem goleiro

Coluna Exitus na Política

Lágrimas retidas

Coluna Exitus na Política

O divã para voar

Coluna Exitus na Política

A escravidão do pensamento

Coluna Exitus na Política

Imutável res-sentimento

Coluna Exitus na Política

Heróis, tolos e votos

Coluna Exitus na Política

Chagas do voto

Coluna Exitus na Política

A cara no espelho

Coluna Exitus na Política

A órbita eleitoral

Coluna Exitus na Política

O gênero da política

Coluna Exitus na Política

O medo e a vulgaridade

Coluna Exitus na Política

Um lugar desconhecido

Coluna Exitus na Política

Uma torneira na cabeceira da cama

Coluna Exitus na Política

O poder sem face



Blogs

A bordo do esporte

Recife (PE) pronta para receber a Globe 40

Blog Doutor Multas

Divisão de Registro de Veículos: entenda como funciona

Blog do JC

The Ocean Race

Blog da Ale Francoise

Moringa para imunidade

Blog do Ton

Festa The Box comemora 5 anos neste fim de semana em Balneário Camboriú

Blog da Jackie

Spring Party

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado



Entrevistão

Evandro Neiva

"Vila da Regata de Itajaí vai atrair mais de meio milhão de visitantes

Luíza Moreira

"Meu avô tinha uma marca de ferro na coxa. Hoje em dia eu me revolto ainda por causa da escravidão, porque ainda tem muito preconceito”

Alvim Sandri

"Levei a vida que a minha mãe ensinou: fé em Deus e andar certo

Marcelo Sodré

"A hora que entrar o contrato de arrendamento essa agonia se dissipa. As empresas vêm pra fazer o porto continuar crescendo”

TV DIARINHO

PROIBIDO ESTACIONAR! O principal acesso à praia do Cascalho, em Penha, voltou a ser palco do desrespeito ...




Especiais

Pesquisa de preços 

Sorvetes apresentam diferença de até 50,62% nos principais supermercados

80 ANOS

Sorveteria Seara chega à quarta geração unindo receitas de família e novas tendências

NA ESTRADA COM O DIARINHO

Sete dicas pra curtir Balneário Camboriú num fim de semana 

Dia no mar

O que levar para uma refeição perfeita al mare

Deixa o vento me levar

Veleiros alugados navegam com grupos para alto-mar



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








Jornal Diarinho© 2022 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação