Colunas


Coluna do JC

Por Coluna do JC -

JC é colunista político do Diarinho, o jornal que todo mundo lê, até quem diz que não. A missão do socadinho escriba é disseminar a discórdia, provocar o tumulto e causar o transtorno, para o bem da coletividade.

MDB no governo


Depenaram o Galo ou não?

Semana política na leleia da Santa & Bela Catarina começa com decisões que influenciam o cenário de poder estadual e local. Nesta terça-feira, o deputado Jerry Comper, do MDB de Ibirama, consulta a maior bancada do parlamento e decide em conjunto se aceita o convite feito pelo governador para assumir a defesa Civil do estado, órgão com status de secretaria.

 

Bora virar assinante para ler essa e todas as notícias do portal DIARINHO? Usuários cadastrados têm direito a 10 notícias grátis.


Esqueci minha senha




Se você ainda não é cadastrado, faça seu cadastro agora!


 







 





Bicudos na área

Seria mais um emedebista a engrossar o governo do bombeiro Carlos Moisés (PSL), já que o deputado Vampiro, do Sul, assumiu recentemente a secretaria de Educação. Se  Jerry for confirmado no cargo, a bancada de nove parlamentares diminui porque abre, pela ordem, espaço para suplentes do PSDB, que esteve coligado na proporcional da eleição estadual.

Ser ou não ser

Coligação na eleição de 2018, quando ainda podia se acasalar, digo, juntar pela legislação eleitoral. Pela ordem são eles a BBB, Anna Carolina Martins, Serafim Venzon e Doia Guglielmi, nesta ordem. A galega Anna Carolina foi eleita vereadora em Itajaí em 2020 e teria que renunciar ao cargo para assumir uma cadeira na leleia. A conferir o dilema duplo: ser ou não ser, eis a questão….

Dinheirama

Também nesta semana o entisicado e opositor governamental, deputado Ivan Naatz, líder da bancada do PL na leleia, deve propor a formação de uma comissão especial específica no parlamento para fiscalizar os recursos já doados ou liberados pela direção da casa do povo estadual ao governo estadual para ajudar no combate à pandemia de covid 19.

Vírus danado

Naatz tem lembrado que o legislativo já devolveu ao Executivo, do ano passado para cá, R$ 40 milhões para uso no combate ao danado do vírus, fora autorização para abertura de crédito especial de mais de R$ 300 milhões e ainda devolução de duodécimos de mais de R$ 100 milhões.

De zóio

Naatz sugeriu que os parlamentares fiquem de olho nos gastos do governo. Até porque, observou ainda, já vieram recursos de R$ 2,2 bilhões do governo federal e o governo estadual ainda não estaria conseguindo gastar o que tem no caixa.

Namoro...

O pau anda rocando no último andar do paço da Vila Operária. Os seguidores dos preceitos brizolistas, o secretário de Cidadania, barbudão Douglas Cristino, a vereadora Hilda Deola, a Hildinha, e o também vereador, Paulinho Amândio, estiveram conversando com o prefeito barbudinho Volnei Morastoni (MDB).

...ou amizade?

Tudo porque o PSC, que comanda a piramidal casa do povo, com o vereador Marcelo Werner, a vereadora bonitona Cris Stuart (parabéns, Selmo!) e o presidente da sigla, Fábio Rezes, o Fabinho, querem voltar ao governo do VM.

Querem...

O Fabinho quer voltar a comandar a Fundação de Esportes e Lazer, a FMEL. A Cris vem para o governo se for a titular da Cidadania e teria exigido cabeças de coordenadoras. Já o Marcelo Werner quer uma diretoria nas secretarias de Agricultura, na Saúde e mais uma na (In) Segurança. Acontece que pra abrigar o PSC na prefa, a lei da física tem que valer.

Complicado

Teria que tirar os nomes do PDT do vice-prefeito Marcelo Saldré, ops, Sodré. Antes da eleição, tava uma brigaçada danada porque o PSC tinha tirado nomes brizolistas que seriam fortes candidatos na eleição de novembro, caso da bela Cris Stuart. Ou seja, Sodré não vai ceder. E, se ceder, provavelmente, vai querer cargos bem melhores...

Podemos de SC

Em contato com a coluna, o Podemos da city peixeira quis deixar claro que o que há nas intercepções telefônicas do Gaeco nada tem a ver com a sigla em Itajaí e sim com o Podemos da Santa & Bela Catarina.

Orientar

O Celso Goulart foi contratado para orientar as municipais do Podemos do estado na parte contábil e executaram os serviços contratados sem problemas. A confusão se deu quando na interceptação telefônica o mesmo comentou sobre o contrato e emitiu uma nota dois dias após as eleições.  A  PF entendeu que poderia ter irregularidades.

Floripa

Celso, em oitiva na PF,  já explicou que a contabilidade pela Justiça Eleitoral tem regime de competência e que a contratação é feita no contrato e não na emissão da nota fiscal. Essa parte da investigação ocorre em Floripa e nada tem a ver com Itajaí.

Padre Robson

O programa Fantástico, da Vênus Platinada Rede Globo, exibiu reportagem exclusiva com áudios e negociações estranhas, escandalosas e suspeitas do Padre Robson, da Basílica Divino Pai Eterno. A perícia comprovou que é a voz do padre mesmo.

Santos

O religioso católico é acusado pelo ministério Público de Goiás de lavagem de dinheiro, apropriação indébita e falsidade ideológica. A movimentação seria de R$ 2 bilhões! Apesar das denúncias, alguns fanáticos seguem idolatrando...

Irmãs

Os linguarudos de plantão lascam que em Itajaí há semelhança nas diversas denúncias envolvendo o Hospital Marieta (serio?), administrado pelas irmãs do Instituto das Pequenas Missionárias de Maria Imaculada, e há os que defendem cegamente as irmãs puramente por questões religiosas.

Contraditório

Naturalmente que o direito à ampla defesa é garantido a todos os acusados. Mas mesmo diante de provas (como os áudios do padre Robson) há quem defenda cegamente. O vereador católico, o beato, digo, Beto Cunha (PSDB), por exemplo, ignorou o documento do MEC que retirou a residência do Marieta e seguiu defendendo as irmãs.

Galega quer

A ex-vereadora e ex-candidata a prefeita da capital da pedrada e ex-do tiro ao vereador, Camboriú, a galega entisicada Jane Stefenn (PSL), confirmou ao socadinho escriba que realmente pretende disputar uma cadeira na leleia em 2022.

Em todo canto

Dizem que o presidente dos liberais da Dubai Maravilha, o vice-prefeito mais falado no Brasil, Carlos Humberto, estaria tão focado na nova missão de coordenar os liberais na região da Aamfri, que passou em um só dia por três cidades: Itajaí, Brusque e Barra Velha.

Clima eleitoral...

Agora que achou uma ocupação política, Carlos parece que esqueceu da expulsão do galo da Barra, o vereador com nome de remédio pra dor de cabeça, Asinil Medeiros (PL), ou estaria já em clima pré eleitoral, onde tudo se perdoa e até os inimigos voltam a ser melhores amigos de sempre...

Aperta e afrouxa

O fato é que o Galo da Barra Asinil tinha cinco dias para se explicar para executiva Estadual. O prazo teria expirado, visto que a reunião para expulsão se deu na sexta e carnavalesca feira, bem no início do carnaval, e o resto do enredo este colunista abelhudo conhece por todas as avenidas que passei. A dança foi sempre a mesma, aperta após a eleição e afrouxa antes do período eleitoral.

Perde

Com este clima carnavalesco e pré-eleitoral, é pouco provável que o Galo da Barra seja expulso do partido. Anotem o que este escriba pançudo dedilha nestas mais do que estrebuchadas linhas. Pois se o PL perder o Asinil, perde também o galo de briga do partido.

Salvo

Galo, que foi salvo da rinha com a dona justa, mas acabou entregando o partido de mão beijada para o governo, digo, na eleição da presidência da casa do povo, onde o galo foi acusado de traição, mas jurou com as mãos em reza  que não seria ele o traíra.

Desbotando

Não sei porque o PT peixeiro insiste nessa toada de manifestação contra o presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Apesar do governo Bolsonaro ser um dos piores que a nação já experimentou, a manifestação tem que se dar na urna. Nem os próprios filiados dos vermelhinhos acreditam ou apoiaram. Caminhão de som desfilou seguido por algumas carangas.

Companheirada

O Pai Atanásio vestiu uma camisa vermelhinha, com aquela baita estrela, e se meteu no meio da ‘companheirada’. Parece que o PT, que tem um pouco menos que mil filiados, anda desbotando na city peixeira. Pai Atanásio se enfiou numa das carangas e não viu o presidente do partido, o Cássio Ubirajara Pereira, na manifestação.

Sol e gasosa

Com o preço da gasosa nos píncaros da lua, fica complicado botar o carro na rua por manifestação com efeito prático nulo. Deveriam ter feito uma manifestação de zica. Mas muitos preferiram molhar o bico na praia e apreciar a paisagem. Ou não? Bocudo, eu?!


Comentários:

Deixe um comentário:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.

TV DIARINHO

Entrevistão com Fabricio de Oliveira - Pref de Balneário Camboriú



Podcast

Presidente da Unimed Litoral comunica que hospital não tem mais leitos de UTI

Publicado 06/03/2021 20:50


Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯