Blogs | Blog do JC


Blog do JC

Por JC - redacao@diarinho.com.br

O zum-zum-zum da política e o ti-ti-ti dos políticos


Chefão do Sinduscon fala do Plano Diretor


Publicado 25/02/2024 21:06
Alterado 25/02/2024 21:15

 

Fábio Inthurn, presidente do Sindicato das Indústrias da Construção Civil dos Municípios da Foz do Rio Itajaí-Açu (Sinduscon) e CEO da Lotisa, em contato com o socadinho escriba, fez algumas considerações sobre o Plano Diretor que se encontra em tramitação na piramidal casa do povo e que deve ser votado pelas excelências excelentíssimas em breve.

Falsas narrativas

Segundo Fábio, foram criadas falsas narrativas, insinuações baixas, que não se sustentaram, relacionadas à proposta que será votada no legislativo. O todo poderoso do Sinduscon, em um breve resumo, falou sobre o avanço do Plano Diretor e o equilíbrio que ele representa para Itajaí.

Não tem beneficiamento

Fábio ressaltou que o pedido do Ministério Público, que foi negado pela Justiça, queria brecar a proposta que se encontra na Câmara de Vereadores insinuando falta de participação popular e com falsas narrativas de que a construção civil estava sendo beneficiada. Fábio ressaltou que na peça inicial do MP não houve um único apontamento sobre qual seria o suposto benefício à construção civil.

Mudanças

Fábio fez questão de ressaltar as principais mudanças propostas no Plano Diretor que está tramitando na Câmara de Vereadores: 1) Beira Rio, sem prédios (apenas sete andares, exatamente como já é hoje na frente do Centro de Eventos e Mercado Público; 2) Cabeçudas, sem prédios nas primeiras quadras (apenas 3 pavimentos, lembrando que no Plano Diretor vigente pode chegar até oito pavimentos); Praia Brava, seguindo exatamente o acordo feito na Justiça Federal. No caso, o Plano Diretor que está em tramitação no legislativo respeita o TAC, fruto de uma Ação Civil Pública que define o padrão permitido de sombreamento – acordo firmado entre o MPF, Sinduscon, prefeitura e as entidades de defesa da Praia Brava.

História de Itajaí

Fábio também comentou sobre a questão dos prédios históricos, observando que o novo Plano Diretor permite que o proprietário do imóvel possa usufruir do seu potencial transferindo pra outro empreendimento, sem ter que demolir o imóvel histórico para ter retorno econômico.

Presetvação

O chefão do Sinduscon  ressalta que “isso faz com que os atuais proprietários possam manter o seu bem, com a viabilidade financeira que a transferência de potencial irá proporcionar”.

Foto (Divulgação) 

 


Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.

TV DIARINHO


O representante catarinense na Nascar Brasil, Jeff Giassi, sofreu o primeiro acidente da carreira, mas ...





Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯





De tudo

Esporte e saúde

Cantinho Da Massagem

Diversos

Abiminvstig Detetives Particulares

Diversos

Vende-se Montain Bike

R$ 750,00

Negócios e oportunidades

Compro Ouro



Empregos

Tenho vaga para

Fetrammasc Contrata

Ofereço-me para trabalhar

Pedreiro Com Boas Referências

Ofereço-me para trabalhar

Cuidadora De Idosos C/ Curso

Ofereço-me para trabalhar

Casal Para Cuidar De Chácaras E Sítios

Ofereço-me para trabalhar

Empregada Doméstica Em Itajaí



Imóveis

Apartamento

Vendo Apto Em Camboriú

R$ 400.000,00

Comercial

Alugo Salas + Apê Em Bc

Comercial

Alugo Sala



Veículos

Motos

Cb 250f Twister Abs

R$ 21.900,00

Motos

Cg 160 Start

R$ 15.900,00

Motos

Cg 160 Fan

R$ 19.500,00

Motos

Biz 125

R$ 18.900,00

Motos

Biz 125

R$ 18.500,00





MAILING LIST

Cadastre-se aqui para receber notícias do DIARINHO por e-mail

Jornal Diarinho© 2024 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação