Matérias | Geral


SANTA CATARINA

Major trans da PM teve promoção recusada sete vezes em SC

Lumen Lohn ainda é alvo de processo de exoneração, aberto a pedido do governador, após solicitar adoção de nome social

João Batista [editores@diarinho.com.br]

Major Lumen enfrenta um processo de exoneração que está correndo em sigilo (Foto: Arquivo pessoal)

A major da Polícia Militar de Santa Catarina Lumen Lohn Freitas teve a promoção para tenente-coronel recusada sete vezes após se descobrir transgênero e pedir pra adotar o nome social dentro da corporação. Agora, ela ainda corre o risco de ser demitida da PM devido a um processo de exoneração que corre em sigilo desde que a major entrou com pedido de mudança de nome.

O caso foi divulgado no final de semana pelo jornal O Globo. O processo contra Lumen foi aberto em abril, por determinação do governador Jorginho Mello (PL) e é analisado por um colegiado no Conselho de Justificação. O objetivo é “avaliar a capacidade moral e profissional do referido oficial e a convivência de sua permanência nas fileiras da Polícia Militar”.

A PM diz que não pode falar do conteúdo do procedimento, mas informou que o caso foi aberto “em virtude de fatos relatados e apurados a respeito da conduta profissional da policial militar e tramita em sigilo”. A corporação cita “relatos de condutas profissionais consideradas inadequadas, e que serão apuradas no decorrer do processo”, mas não explicou quais seriam essas condutas.



De acordo com a reportagem, até a major disse desconhecer quais comportamentos estariam sendo apurados. Nos documentos que deram origem ao processo, é mencionada a justificativa, sem detalhes, de que a major ficou mais de 1325 dias, entre maio de 2019 e janeiro de 2022, afastada do trabalho pra tratamento médico de um quadro de bipolaridade que havia sido diagnosticado. 

A major não vê como o caso poderia justificar um processo de demissão. “Foi feito testamento legal, visita da Junta e também não foi só o meu médico que me autorizou. Ou seja, não podem nem questionar esses afastamentos, porque a Junta Médica da Polícia, que é formada por três oficiais médicos, autorizou”, comentou ao portal Catarinas logo após a abertura do processo ter ganhado repercussão nacional.

Lumem está na PM desde 1998


Lumen faz parte da corporação desde 1998. Entre 2019 e 2021 ela passou por tratamento contra depressão, ficando afastada sobre prescrição e acompanhamento médico. No ano passado, ela se descobriu uma pessoa transgênero e entrou com um pedido de mudança de nome social na PM.

Embora o processo tenha corrido de forma rápida e respeitosa, o caso foi parar no conselho onde começam os procedimentos de exoneração.

Além disso, a major tem ficado com a carreira estagnada, com recusas seguidas de promoções, mesmo sendo a primeira colocada no sistema de pontuação. “Todos os meus chefes diretos, e eu tive quatro nesse período, se manifestaram favoravelmente à minha promoção. Mas a comissão vem decidindo contrariamente a todos eles”, comentou Lumen.

Os critérios para progressão na carreira levam em conta tempo no posto, colocação em cursos, medalhas recebidas e conduta disciplinar. Na última data em que houve promoções de policiais, na sexta-feira passada, Lumen voltou a ficar fora da lista, pela sétima vez. “Nunca vi alguém ser recusado tantas vezes. No máximo duas ou três, e quando a pessoa comete crimes, está sendo processada. Não é o meu caso”, ressaltou.




Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×






34.239.154.201

TV DIARINHO


Leilão de carros apreendidos em Santa Catarina deve ser mais agilizado com parceria entre Detran e Tribunal ...





Especiais

MEIO AMBIENTE

Ibama proíbe pulverização aérea de agrotóxico letal a abelhas, o tiametoxam

Caso Ilha de Marajó

Vereadora de Navegantes está entre os políticos que impulsionaram fake news sobre exploração sexual infantil

TURISMO

Japaratinga: vale a pena se hospedar no melhor resort do Brasil?

VIAGEM NO TEMPO

Museu do Carro traz nostalgia e diversão sobre o universo automotivo

NOVOS TEMPOS

SC é pioneira na promoção da mobilidade elétrica



Blogs

A bordo do esporte

Inaê Sailing Team segue entre os primeiros da Copa Mitsubishi

Blog do JC

Não sabe de nada...

Blog da Jackie

Verão, calor, quentura e mormaço

Gente & Notícia

Warung reabre famoso pistão, destruído por incêndio, com Vintage Culture em março

Blog da Ale Francoise

Intestino preso, use todos os dias

Blog do Ton

Medicina Estética

Blog Doutor Multas

Como parcelar o IPVA de forma rápida e segura

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado



Entrevistão

Entrevistão Adão Paulo Ferreira

"Porto sozinho não serve para nada. Ele precisa ter navios, linhas"

Irmã Simone

"Aqui nós atendemos 93% SUS”

Eduardo Rodrigues Lima

"A Marinha já fez 27 mil abordagens a embarcações no Brasil inteiro”

Edison d’Ávila

"O DIARINHO serve como uma chamada à consciência da cidade”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








MAILING LIST

Cadastre-se aqui para receber notícias do DIARINHO por e-mail

Jornal Diarinho© 2024 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação