Matérias | Geral


PIÇARRAS

Motorista dorme em cabine de caminhão por impasse com posto

Briga entre cliente e posto iniciou após troca de óleo e filtro mal feitas

Franciele Marcon [fran@diarinho.com.br]

Briga entre cliente e posto iniciou após troca de óleo e filtro mal feitas em abril (Foto: Divulgação)

O caminhoneiro gaúcho Márcio Cristiano Kist, de 45 anos, está desde junho dormindo na cabine de seu caminhão, no pátio do posto Dalçóquio, às margens da BR 101, em Itajaí. Márcio alega que está impedido de trabalhar por conta de um serviço mal feito na oficina do posto Graal, de Piçarras, onde estourou o motor do seu veículo.

Márcio parou no posto Graal no dia 5 de abril para fazer uma troca de óleo e filtro. Logo após o serviço, ele seguiu viagem com o seu Mercedes Benz, placa MYT OF35, para São Paulo, onde ...

 

Já possui cadastro? Faça seu login aqui.

Quer continuar lendo essa e outras notícias na faixa?
Faça seu cadastro agora mesmo e tenha acesso a
10 notícias gratuitas por mês.

Cadastre-se aqui



Bora ler todas as notícias e ainda compartilhar
as melhores matérias com sua família e amigos?

Assine agora mesmo!


Márcio parou no posto Graal no dia 5 de abril para fazer uma troca de óleo e filtro. Logo após o serviço, ele seguiu viagem com o seu Mercedes Benz, placa MYT OF35, para São Paulo, onde descarregou e pegou uma nova carga para Porto Alegre. Foi aí que começou o pesadelo na vida do caminhoneiro.

Passando pelo município gaúcho de Osório, narra Márcio, trancou o motor do caminhão. “Chamei socorro. O mecânico me disse que o copo do filtro de óleo estava solto. Chamamos o guincho e levamos o caminhão para a oficina”, conta.



Na oficina, o mecânico observou que as peças estavam todas corroídas e foi descoberto que o filtro colocado no caminhão era de outro modelo – maior que o usado no Mercedes Benz de Márcio. “Ele ficou trancado e os caras colocaram à força pra dentro. O fluxo de óleo foi pequeno, e durante a semana o motor trabalhou com baixo fluxo, comendo tudo, compressor de ar, bomba injetora, motor, o ferro! O motor, eu tinha feito há três anos, e não tinha nem 80 mil quilômetros. Perdi o motor! Liguei para o posto Graal, apresentei as notas e começou a guerra”, alega o caminhoneiro.

Do dia 14 a 18, o caminhoneiro ficou em contato com o posto. “No dia 18, o gerente do Graal me ligou e informou que ia mandar um guincho buscar o meu caminhão. Trouxeram para Itajaí, uma oficina antes do Santa Rosa, e ali começou outra novela. A oficina apresentou um orçamento de R$ 56 mil para o conserto. O posto não concordou e mandou buscar outra alternativa”, conta.

Segundo Márcio, o posto autorizou um conserto mais barato com peças usadas. “Eu fiquei parado do dia 14 de abril até 16 de junho, quando o caminhão foi liberado da oficina. Consegui uma carga de Itajaí para o Rio de Janeiro. Chegando no Rio, o caminhão quebrou. Eu mesmo arrumei. Em SP, fui carregar, o caminhão não ligou. O motor que eles colocaram era com peças velhas, eu arrumei e vim embora pra Porto Alegre – descarreguei o caminhão e fui direto pra oficina. O motor de partida queimou novamente...”, comentou.


Desde junho, Márcio está com o caminhão estacionado no pátio do posto Dalçóquio, sem poder trabalhar, sem dinheiro para alimentação, sem poder voltar para casa em Santa Cruz Do Sul (RS) e vivendo graças a solidariedade de terceiros.

Acionou a justiça

Sem solução amigável, o caminhoneiro acionou o posto na justiça. A bacharel em Direito Simone Immig e a advogada Marília Nery de Oliveira estão pedindo o conserto do caminhão, para voltar ao estado que ele estava antes da troca do óleo e filtro, e indenização por danos morais. “Ele está dormindo no caminhão, não tem dinheiro para comer, toma banho no posto, onde eles o deixam usar o banheiro. Ninguém está conseguindo enxergar e ver que essa situação que ele enfrenta hoje, foi por culpa exclusiva de uma falha, de um serviço que o posto prestou. Ele seguia uma vida normal, até o dia que ele encostou o caminhão para fazer a troca do óleo. No pedido judicial a gente pede, por antecipação de tutela, que o posto pague uma diária para ele até o conserto do caminhão, além das indenizações”, finaliza Simone.

Posto pagou R$ 55 mil em serviços

O advogado do posto Graal, Sílvio Noel de Oliveira Jr, confirma que houve um dano causado no caminhão após o abastecimento e troca de óleo no posto. Só que garante que já houve acordo com o cliente e que o posto já pagou pelos prejuízos. “Após a execução dos serviços, todo realizado sob supervisão do cliente, o caminhão lhe foi entregue para uso pela sua oficina de confiança. No entanto, passados alguns dias, retornou o cliente ao posto de combustíveis, alegando que o caminhão tinha quebrado novamente, desta feita por conta de suposto defeito na prestação dos serviços, pois a oficina não teria usado peças novas”, explica Sílvio.


“Repete-se, por necessário, que a decisão de escolha da oficina mecânica foi do cliente, Márcio, e, após apresentado o orçamento de peças e mão de obra por si realizado, o posto pagou o valor de R$ 55.953,49. Vale notar que o veículo do cliente é um caminhão usado e com mais de 40 anos de uso”, acrescenta Silvio. “A nova reclamação acerca da qualidade dos serviços realizados pela oficina mecânica de confiança  Márcio, bem como, despesas com diárias e acomodação, não pode ser imputada ao Graal, motivo porque não têm fundamento suas alegações”, justifica  o defensor Sílvio.




Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×






3.239.112.140

Últimas notícias

Bora lá

Doe um quilo de alimento ou um produto de limpeza e ganhe uma muda de árvore nativa

Fim de semana de trabalho

Brusque continua força tarefa para recuperação da cidade após chuva

Santa Catarina

Santo Amaro da Imperatriz tem acessos liberados depois de interdição de cinco horas

SUSTO

Pilota de parapente cai em árvore na orla de Cabeçudas

Cultura

Festival de Teatro Primo Atto faz apresentações neste sábado em BC

Previsão do tempo

Sábado vai ser de calor, mas podem rolar chuva, vento e até granizo

Olho nas estradas

Trecho da BR-282 em Santo Amaro e Rancho Queimado continuam bloqueados

NAVEGANTES

Buscas por bombeiro desaparecido continuam

FIM DE UMA ERA

Loja Pavan deixa Itajaí após meio século de história 

Amfri

Justiça federal marca audiência sobre "estrangulamento” da BR 101



Colunistas

JotaCê

Reitor não quer ser prefeito

Na Rede

Confira o que bombou nas redes sociais do DIARINHO

Via Streaming

“Rainha de Katwe”

Foto do Dia

Entrada da Barra

Jackie Rosa

Mulherada reunida

Canal 1

Aceita que dói menos: mulheres ocupam merecido lugar no esporte

Coluna Esplanada

Tereza e Marinho

Clique diário

O colorido fim de tarde em Itajaí

Vinicius Lummertz

SC do futuro: nas BRs, 2023 pode ser pior do que 2022

Gente & Notícia

Família Koch na Copa

Direito na mão

O que acontece se a empresa não pagou o INSS do funcionário? Como fica a aposentadoria?

Coluna do Janio

Marinheiro no mercado

Coluna Exitus na Política

Futebol sem bola e sem goleiro

Coluna do Ton

Mãe & Filha

Coluna Fato&Comentário

Alvim Sandri: "História de vida", aos 99 anos

Artigos

Não queremos viver numa pátria dominada pela bandidagem



TV DIARINHO


Entrevistão com Alvin Sandri



Podcast

Entrevistão com Alvin Sandri

Publicado 03/12/2022 10:10



Especiais

OLHO NA DOSE

Pesquisa de preço mostra onde bebidas quentes são mais baratas

Na Estrada com o DIARINHO

Maravilhas naturais fazem de Bombinhas o Caribe catarinense

Itajaí

Do imóvel popular ao de altíssimo padrão são as apostas da Lotisa

Alto padrão

Procave agrega valor e exclusividade

Itajaí

Mercado da Brava continua em crescimento



Blogs

Blog do JC

Quadrangular 71 anos

A bordo do esporte

Volta ao Mundo Globe40 parte para a Argentina

Blog Doutor Multas

Fumar e dirigir dá multa?

Blog do Ton

Festa The Box comemora 5 anos neste fim de semana em Balneário Camboriú

Blog da Ale Francoise

Os poderes da Spirulina!

Blog da Jackie

Spring Party

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado



Entrevistão

Alvim Sandri

"Levei a vida que a minha mãe ensinou: fé em Deus e andar certo

Marcelo Sodré

"A hora que entrar o contrato de arrendamento essa agonia se dissipa. As empresas vêm pra fazer o porto continuar crescendo”

James Winter

“Só vai haver desemprego e demissão em massa se não tiver carga aqui no Porto de Itajaí”

Décio Lima

"Hoje, de R$ 97 bilhões que são arrecadados pelo governo federal em Santa Catarina, apenas R$ 7 bilhões voltam”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








Jornal Diarinho© 2022 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação