Matérias | Polícia


EMBOSCADA

Casal que criou perfil fake pra atrair e matar é condenado

Crime aconteceu há cinco anos no bairro Monte Alegre e teve a participação da ex-mulher da vítima

Franciele Marcon [fran@diarinho.com.br]

Halissom foi assassinado aos 23 anos (Foto: Arquivo)

Um casal de Camboriú foi condenado nesta semana pelo tribunal do júri por ter planejado e executado o assassinato de Halisson Ferreira, de 23 anos, em julho de 2017. O crime foi cometido pela ex-mulher da vítima e pelo novo namorado dela. Para atrair a vítima à emboscada fatal, eles criaram um perfil fake de uma mulher no WhatsApp.

A mulher, de 26 anos, e o marido, de 29, foram condenados a 14 anos de prisão cada, por homicídio qualificado com motivo fútil.

 

Já possui cadastro? Faça seu login aqui.

Quer continuar lendo essa e outras notícias na faixa?
Faça seu cadastro agora mesmo e tenha acesso a
10 notícias gratuitas por mês.

Cadastre-se aqui



Bora ler todas as notícias e ainda compartilhar
as melhores matérias com sua família e amigos?

Assine agora mesmo!


A mulher, de 26 anos, e o marido, de 29, foram condenados a 14 anos de prisão cada, por homicídio qualificado com motivo fútil.

Segundo a denúncia do Ministério Público, Halisson teve uma filha com a sua algoz. Ele acabou preso por tráfico de drogas e a mulher passou a receber um benefício do governo.



Halisson ficou cerca de dois anos na cadeia. Neste período, a ex-mulher dele iniciou um novo relacionamento amoroso, com o acusado do assassinato.

Quando Halisson foi solto, o benefício foi cortado e ele também não pagou a pensão alimentícia. A vítima e a mãe da criança tiveram várias discussões por falta de dinheiro. Sem receber a pensão, a mulher e o novo namorado arquitetaram e executaram o assassinato de Halisson pensando no benefício que a mulher receberia do INSS para a criança.

Para atrair a vítima ao local do crime, eles criaram um perfil fake de uma mulher e passaram a interagir com Halisson pelo WhatsApp, até que foi marcado um encontro.


No dia 31 de julho de 2017, Halisson foi executado por volta das 19h, na rua Flamboyant, bairro Monte Alegre, com um tiro quando achava que iria encontrar seu novo amor.




Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×






18.207.157.152

TV DIARINHO


Confira os destaques desta sexta-feira



Podcast

Inflação e alta na taxa de juros

Publicado 06/08/2022 14:47



Especiais

Saúde

Salsicha, hambúrguer e nugget: pesquisa identifica agrotóxicos em alimentos

famoso

Garçom há 30 anos, Claudinho ama BC

Diversidade religiosa

Mestre Marne quebrou tabus para defender a fé nos orixás

conexão

Networker aproxima Balneário Camboriú das celebridades

Sem medo do trabalho

Dona Terezinha toca uma confecção aos 84 anos



Blogs

A bordo do esporte

Seleção Brasileira de Vela inicia treinos para SSL na Suíça

Blog do JC

Isaque Borba

Blog Doutor Multas

Desentupidora de pia em Moema: chegada rápida, orçamento sem compromisso e garantia no desentupimento

Blog do Ton

O Segredo dos Tubarões

Blog da Ale Francoise

Inclua inhame no seu dia!

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado

Blog da Jackie

BALNEÁRIO FASHIOW foi SHOW



Entrevistão

Gabriela Kelm do Nascimento

“A maioria entende que o calçadão da Hercílio Luz deve permanecer porque foi um ganho para a cidade ”

Normélio Weber

"O Hermeto Pascoal vai estar ali. O Toquinho vai estar aqui. O Brasileirão, de Curitiba... Vai estar Chico César...”

Cláudio Werner

“O nosso clube é um formador de atleta olímpico”

Willian Cardoso, o Panda

"Saquarema provavelmente vai ser meu último mundial, aí eu vou estar focado no brasileiro”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








Jornal Diarinho© 2022 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação