Matérias | Política


Santa Catarina 

Uma deputada mulher e 20 homens pedem a abertura da “CPI do Aborto”

Restante da bancada feminina não endossou proposta de Ana Campagnolo (PL). Abertura de CPI será analisada pelo jurídico da Alesc

Juvan Neto [editores@diarinho.com.br]

Campagnolo usou fotos de fetos despedaçados visando impressionar parlamentares./Foto Rodolfo Espínola.


Apesar de atingir o número de parlamentares necessários para a instalação de uma comissão parlamentar de inquérito (CPI), que visa investigar o aborto da menina de 11 anos vítima de um estupro, uma única deputada mulher lidera o pedido, seguida de outros 20 deputados estaduais, todos homens. 

A deputada Ana Paula Campagnolo (PL) conseguiu apenas apoio de homens. A proposta da CPI gerou reações mesmo entre deputadas de outros estados – favoráveis ou contrárias à CPI – e até mesmo de um padre católico que é deputado estadual em Santa Catarina.

O restante da bancada feminina catarinense não assinou o pedido – Luciane Carminatti (PT), Ada de Lucca (MDB), Paulinha da Silva (Podemos) e Marlene Fengler – não apoiaram a comissão de inquérito que quer esmiuçar a vida da criança vítima de estupro em Tijucas.



O plenário da Assembleia Legislativa foi comunicado do pedido na última terça-feira. O deputado e sacerdote católico Pedro Baldissera (PT) criticou diretamente a CPI. “Sou a favor da vida em todos os aspectos”, alegou o deputado ao DIARINHO. “Tem muita gente morrendo de fome; o agrotóxico matando muita gente. Quem é a favor da vida tem que ver isso também. Essa CPI é um palanque para tentar reeleger alguns deputados. Como vai ser contra o aborto e a favor da morte de outras formas?”, questionou o deputado e padre.

São necessárias 14 assinaturas para a abertura de uma CPI na assembleia legislativa de Santa Catarina. Conforme o presidente da AL, Moacir Sopelsa (MDB), o pedido será encaminhado à análise jurídica da Alesc. Após essa avaliação, a presidência decidirá se acata ou não.

Estupro dentro de casa


O caso da menina de Tijucas veio a público por meio de reportagem em junho, dos portais The Intercept Brasil e  Catarinas. O Hospital Universitário de Florianópolis se recusou inicialmente a realizar o aborto, permitido por lei em casos de abuso sexual.

A Justiça de Tijucas não autorizou a interrupção da gravidez e encaminhou a menina para um abrigo – a oitiva da criança pela juíza Joana Zimmer e pela promotora Mirela Dutra Alberton foi criticada por supostamente coagir a criança. Por fim, o aborto foi realizado após a intervenção do MPF.

O caso repercutiu entre deputadas mulheres do Brasil, como as federais Sâmia Bonfim (PSOL) e Erika Kokay (PT), que criticam a “exploração da violência contra a menina”. Já parlamentares de extrema direita, como a deputada federal Bia Kicis (PL) e a deputada estadual Janaína Paschoal (PRTB), foram contra a interrupção da gravidez. 

O Código Penal autoriza o aborto em caso de estupro e de risco de morte, além da anencefalia, segundo decisão do STF.

De acordo com a deputada Sâmia, a lei não deixa margem para discussões sobre o direito das vítimas de estupro: “menores de 14 anos não têm maturidade para consentir. São sempre  vítimas”.


Já Ana Campagnolo alega querer saber se o aborto foi realizado “legalmente ou se houve cometimento de crime; se a conduta médica praticada foi tecnicamente correta e legítima”.

Quem pediu a CPI do Aborto:

(além da autora Ana Campagnolo)


Bruno Souza (Novo),

Coronel Mocellin (Republicanos), 

Fernando Krelling (MDB), 

Ismael dos Santos (PSD), 

Ivan Naatz (PL),

Jair Miotto (União), 


Jerry Comper (MDB).

Jessé Lopes (PL), 

João Amin (PP), 

Kennedy Nunes (PTB), 

Luiz Fernando Vampiro (MDB), 

Marcius Machado (PL), 

Maurício Eskudlark (PL), 

Mauro de Nadal (MDB) e 

Nilso Berlanda (PL), 

Osmar Vicentini (União), 

Ricardo Alba (União), 

Romildo Titon (MDB), 

Sargento Lima (PL), 

Sergio Motta (Republicanos)




Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×






18.207.157.152

TV DIARINHO


Confira os destaques desta sexta-feira



Podcast

Inflação e alta na taxa de juros

Publicado 06/08/2022 14:47



Especiais

Saúde

Salsicha, hambúrguer e nugget: pesquisa identifica agrotóxicos em alimentos

famoso

Garçom há 30 anos, Claudinho ama BC

Diversidade religiosa

Mestre Marne quebrou tabus para defender a fé nos orixás

conexão

Networker aproxima Balneário Camboriú das celebridades

Sem medo do trabalho

Dona Terezinha toca uma confecção aos 84 anos



Blogs

A bordo do esporte

Seleção Brasileira de Vela inicia treinos para SSL na Suíça

Blog do JC

Isaque Borba

Blog Doutor Multas

Desentupidora de pia em Moema: chegada rápida, orçamento sem compromisso e garantia no desentupimento

Blog do Ton

O Segredo dos Tubarões

Blog da Ale Francoise

Inclua inhame no seu dia!

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado

Blog da Jackie

BALNEÁRIO FASHIOW foi SHOW



Entrevistão

Gabriela Kelm do Nascimento

“A maioria entende que o calçadão da Hercílio Luz deve permanecer porque foi um ganho para a cidade ”

Normélio Weber

"O Hermeto Pascoal vai estar ali. O Toquinho vai estar aqui. O Brasileirão, de Curitiba... Vai estar Chico César...”

Cláudio Werner

“O nosso clube é um formador de atleta olímpico”

Willian Cardoso, o Panda

"Saquarema provavelmente vai ser meu último mundial, aí eu vou estar focado no brasileiro”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








Jornal Diarinho© 2022 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação