Matérias | Geral


Itajaí

Dono da Casanova é investigado por estelionato

MP e polícia estão bizolhando os rolos da construtora

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

O cerco está se fechando pra construtora Casanova. Após várias denúncias por fraudes em vendas de imóveis em Balneário Camboriú, o Ministério Público da Maravilha do Atlântico solicitou a abertura de um inquérito policial pra investigar as possíveis broncas da empresa e do proprietário, Claudinei de Proença. A polícia deve ouvir cerca de 30 pessoas, entre vítimas e testemunhas, nos próximos dias, pra tirar essa história a limpo. Além das pendências aqui na Santa & Bela, o chefão da construtora ainda tá todo enrolado na justa do Paraná, onde responde a outros processos de acusação por crimes semelhantes. Em junho, o DIARINHO publicou algumas denúncias contra a construtora.

O delegado responsável pela investigação na depê do Balneário, André Manoel de Oliveira Filho, afirma que já ouviu algumas pessoas e que o próprio Claudinei já teria confessado pelo menos uma falcatrua na hora de vender um imóvel. “Estamos ainda no início das investigações, mas já ouvimos algumas vítimas e o proprietário, que chegou a admitir que vendeu um imóvel sem possuir o terreno para a construção da obra. Isso é crime de estelionato”, explica o delegado, que ainda revela o número de pessoas que devem dar um plá no inquérito. “Ao todo, temos 10 vítimas e mais 20 testemunhas pra ouvir nos próximos dias”, conclui.

Só na justa do Balneário, o chefão da construtora responde por quatro processos. Num deles, Claudinei já tá quase perdendo um terreno no bairro Vila Real, onde deveria construir um prédio. Além ...

 

Já possui cadastro? Faça seu login aqui.

Quer continuar lendo essa e outras notícias na faixa?
Faça seu cadastro agora mesmo e tenha acesso a
10 notícias gratuitas por mês.

Cadastre-se aqui



Bora ler todas as notícias e ainda compartilhar
as melhores matérias com sua família e amigos?

Assine agora mesmo!


O delegado responsável pela investigação na depê do Balneário, André Manoel de Oliveira Filho, afirma que já ouviu algumas pessoas e que o próprio Claudinei já teria confessado pelo menos uma falcatrua na hora de vender um imóvel. “Estamos ainda no início das investigações, mas já ouvimos algumas vítimas e o proprietário, que chegou a admitir que vendeu um imóvel sem possuir o terreno para a construção da obra. Isso é crime de estelionato”, explica o delegado, que ainda revela o número de pessoas que devem dar um plá no inquérito. “Ao todo, temos 10 vítimas e mais 20 testemunhas pra ouvir nos próximos dias”, conclui.

Só na justa do Balneário, o chefão da construtora responde por quatro processos. Num deles, Claudinei já tá quase perdendo um terreno no bairro Vila Real, onde deveria construir um prédio. Além disso, um dos apartamentos desse prédio, que provavelmente nem vai ser construído, serviu de pagamento pra compra de outro terreno no mesmo bairro. “O proprietário comprou o terreno do meu cliente em dezembro do ano passado, mas ele não pagou as parcelas seguintes. E ainda descumpriu com um acordo feito na Justiça em maio. Agora ele terá que devolver o terreno e pagar a multa referente. O processo já está em fase final, restando apenas a decisão da Justiça”, conta o advogado Eraldo dos Santos, que defende uma das vítimas de calote do dono da construtora.



A reportagem entrou em contato com Clair Junkes, advogada de Claudinei no processo movido na justa do Balneário, mas não obteve resposta até o fechamento desta edição.

Bronca até no Paraná

Além dos perrengues no Balneário, Claudinei também responde por denúncias semelhantes na justa de Curitiba. Uma das vítimas foi José Luís Vidal, que chegou a pagar R$ 57 mil pilas pra construtora Barra Grande, sediada em Curitiba e que pertencia a Claudinei, pra ele levantar uma baia na capital paranaense, em julho de 2009. “O terreno já era nosso, então pagamos o valor de R$ 57 mil, conforme estava no contrato, pra ele construir a casa. Na época, nos pareceu um bom negócio, mas ele só fez a fundação e depois sumiu”, conta o curitibano.


José ainda revela que, desde fevereiro de 2010, quando abriu um processo contra o Claudinei na justa do Paraná, já conversou com outras pessoas que teriam sofrido o mesmo golpe em Curitiba. “Procurando provas contra a empresa pra anexar no processo, já encontramos mais duas famílias que sofreram o mesmo golpe que a gente. Também descobrimos que ele já tinha aberto outra construtora, de nome Max Weber, e que antes da Barra Grande ele teve uma empresa chamada Claudinei de Proença Ltda. Espero que a Casanova seja a última empresa que ele usa pra enrolar as pessoas”, desabafa.

O golpe

Em junho, o DIARINHO publicou uma entrevista com um ex-funcionário da Casanova, quando ele revelou que os proprietários da empresa pagavam pequenas quantias pros donos dos terrenos na compra, mas depois nunca honravam com as outras parcelas. O ex-funcionário também falou que, em mais de um ano de atuação na city, a construtora não teria levantado nenhum prédio.

Segundo as denúncias, mesmo sem ter alvará de construção pra erguer os prédios, e também sem a documentação de incorporação e averbação dos projetos – o que é ilegal –, a construtora vendia os futuros apartamentos, cobrando uma entrada, que podia ser paga em dinheiro ou até através de penhora de bens, como um possante ou uma moto.

A reportagem também mostrou que a Casanova usava o nome do programa Minha Casa Minha Vida, do governo federal, sem autorização, e não tinha licença do conselho Regional de Corretoras de Santa Catarina (Creci/SC) pra poder vender imóveis.





Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×






44.222.218.145

Últimas notícias

ITAJAÍ

Vereadora e mais quatro são condenados por fraudes à licitação

Balneário Camboriú

BC Fight Week tem ingressos esgotados para o final de semana

Vale muito

Barra recebe o Hercílio Luz em confronto direto por classificação

Catarinense

Marinheiro encara o Brusque em Balneário Camboriú

ITAJAÍ

Vereador tira da pauta projeto que queria mudar o nome da Praça dos Correios

TRISTEZA

Empresário morre ao cair de prédio em Itapema

SE LIGA!

Cruzeiro aposta em grandes nomes para esta temporada; confira elenco do time

GIRO DA ECONOMIA

Governo do estado libera terceira operação de crédito para empréstimo de até R$ 5 mil

futebol

Cruzeiro oficializa contratação de Romero; confira quem o convenceu a voltar e sua fala para a torcida

Cinema Local

Campanha arrecada fundos para gravação de filme em Itajaí



Colunistas

Via Streaming

Neurônios em ação

JotaCê

Bate-papo com o reitor

Coluna Esplanada

Imortalidade em risco

Gente & Notícia

Dupla de estrelas

Ideal Mente

Precipitação

Direito na mão

Planejamento previdenciário: ponto a ponto

Coluna Exitus na Política

O TEMPO DA INDETERMINAÇÃO

Empreender

Balneário Camboriú no radar dos investimentos norte-americanos

Na Rede

Se liga nas notícias que bombaram nas redes do DIARINHO

Jackie Rosa

Ai que calor!

Histórias que eu conto

Histórias da Hercílio Luz

Artigos

O novo Plano Diretor de Itajaí só tem vencedores

Coluna Existir e Resistir

United Colors Sarará

Foto do Dia

A ver navios

Show de Bola

Grande campanha

Coluna do Ton

Destaque da Salgueiro

Clique diário

Tesouro

Coluna Fato&Comentário

O Porto é nosso?



TV DIARINHO


O projeto que obriga o uso de sacos e sacolas ecológicas no lugar de sacos de lixo e sacolas plásticas ...





Especiais

Caso Ilha de Marajó

Vereadora de Navegantes está entre os políticos que impulsionaram fake news sobre exploração sexual infantil

TURISMO

Japaratinga: vale a pena se hospedar no melhor resort do Brasil?

VIAGEM NO TEMPO

Museu do Carro traz nostalgia e diversão sobre o universo automotivo

NOVOS TEMPOS

SC é pioneira na promoção da mobilidade elétrica

PLANEJAMENTO URBANO

Camboriú vai investir mais de R$ 60 milhões em mobilidade



Blogs

Blog do JC

Mudou

A bordo do esporte

Thiago Pereira e Swim Floripa levam Troféu José Finkel para Floripa

Blog da Jackie

Verão, calor, quentura e mormaço

Gente & Notícia

Warung reabre famoso pistão, destruído por incêndio, com Vintage Culture em março

Blog da Ale Francoise

Intestino preso, use todos os dias

Blog do Ton

Medicina Estética

Blog Doutor Multas

Como parcelar o IPVA de forma rápida e segura

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado



Entrevistão

Entrevistão Adão Paulo Ferreira

"Porto sozinho não serve para nada. Ele precisa ter navios, linhas"

Irmã Simone

"Aqui nós atendemos 93% SUS”

Eduardo Rodrigues Lima

"A Marinha já fez 27 mil abordagens a embarcações no Brasil inteiro”

Edison d’Ávila

"O DIARINHO serve como uma chamada à consciência da cidade”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








MAILING LIST

Cadastre-se aqui para receber notícias do DIARINHO por e-mail

Jornal Diarinho© 2024 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação