Matérias | Reclamações


Itajaí

Pra botar no lixo remédios velhos tem que ir na vigilância

Moradora de Itajaí tentou silivrar de comprimidos sem validade no hospital Santa Luiza por falta de informação. Veja como rola em Itajaí e Navega

Redação DIARINHO [editores@diarinho.com.br]

Quem mora em Balneário Camboriú e quer silivrar de medicamentos vencidos tem apenas uma opção: ir até a vigilância Sanitária, no centro da city, e entregar os comprimidos de farinha. Mas a moradora do Itajaí e atendente comercial Raquel Zubiaurre Reschke‏, 30 anos, não sabia disso. Com a sacola cheia de remédios velhos, tentou deixá-los no hospital Santa Luiza, na manhã do dia 12, mas o hospital recusou-se a receber as porcarias. Indignada, ela segue com o coquetel vencido na bolsa sem saber onde descartá-lo.

Na certeza de que estava fazendo uma boa ação ao meio ambiente, Raquel fez a limpa na maleta de remédios e buscou uma alternativa prum descarte que não fosse o lixo comum. Antes de ir pro trampo, em Balneário, a muié fez um pit stop no Santa Luiza crente que iria silivrar do lixo. “Na recepção mesmo me disseram que só descartam os medicamentos do próprio hospital. Mas o que custa pegarem os medicamentos? Como não podem”, questiona.

O hospital Santa Luiza sidefende e garante que segue determinações da agência de Vigilância Sanitária (Anvisa). “De acordo com a farmacêutica responsável do hospital, Alessandra Lapa, nosso descarte ...

 

Já possui cadastro? Faça seu login aqui.

Quer continuar lendo essa e outras notícias na faixa?
Faça seu cadastro agora mesmo e tenha acesso a
10 notícias gratuitas por mês.

Cadastre-se aqui



Bora ler todas as notícias e ainda compartilhar
as melhores matérias com sua família e amigos?

Assine agora mesmo!


Na certeza de que estava fazendo uma boa ação ao meio ambiente, Raquel fez a limpa na maleta de remédios e buscou uma alternativa prum descarte que não fosse o lixo comum. Antes de ir pro trampo, em Balneário, a muié fez um pit stop no Santa Luiza crente que iria silivrar do lixo. “Na recepção mesmo me disseram que só descartam os medicamentos do próprio hospital. Mas o que custa pegarem os medicamentos? Como não podem”, questiona.

O hospital Santa Luiza sidefende e garante que segue determinações da agência de Vigilância Sanitária (Anvisa). “De acordo com a farmacêutica responsável do hospital, Alessandra Lapa, nosso descarte é realizado através de empresas especializadas na coleta de lixo hospitalar que envolve todos os resíduos relacionados a medicamentos apenas originados em nossa unidade de saúde”, explica a assessora de imprensa do lugar, Morgana Bressiani.



Coleta meia boca

Amparados por uma brecha da lei, que não obriga os municípios a fazer coleta e descarte adequado de medicamentos vencidos, Balneário Camboriú não conta com um programa de coleta e descarte das drogas lícitas vencidas. Somente na vigilância Sanitária é que o povão pode largar os remédios de uso doméstico, sem qualquer regulação.

No entanto, até o fim do ano, garante o diretor da vigilância do Balneário, Sandro Alexandre Franco, deve começar a rolar a coleta consciente de medicamentos vencidos. “Os postos de saúde terão um recipiente pra descarte e uma empresa especializada fará a incineração dos resíduos químicos”, revela. O abobrão ainda ressalta que as porcarias não devem ser jogadas no vaso sanitário ou na coleta doméstica.


As portas da vigilância Sanitária, na rua 1500 nº 1100, no centro, estão abertas de segunda a sexta, em horário comercial. Lá os medicamentos são armazenados e encaminhados pruma empresa credenciada pra descartar e neutralizar a reação química dos produto.

A coleta em Itajaí e Navega

Itajaí - Os moradores peixeiros podem entregar na unidade de saúde mais próxima de sua casa os remédios vencidos ou que estão acumulando poeira no armário. Desde o dia 1° de março deste ano, quando foi lançada a campanha pra destinação correta de medicamentos vencidos, todas as unidades de Saúde de Itajaí podem receber as porcarias do povão. Os medicamentos são incinerados por uma empresa do ramo.

Navega – Há múltiplas opções pro povão dengo-dengo na hora de dar fim às caixas velhas de remédio. Além de todos os postos de saúde abertos pra receber os medicamentos vencidos, a farmácia municipal, na avenida Conselheiro João Gaya, esquina com a Juvenal Mafra, no centro, também recolhe a drogalhada. A ação rola desde 2009 e os medicamentos também são lançados no fogo.





Comentários:

Somente usuários cadastrados podem postar comentários.

Para fazer seu cadastro, clique aqui.

Se você já é cadastrado, faça login para comentar.


Envie seu recado

Através deste formuário, você pode entrar em contato com a redação do DIARINHO.

×






100.26.196.222

Últimas notícias

Emoção pura

Última rodada do Catarinense define quatro classificados e um rebaixado

MIRAGE CIRCUS

Michael Jackson deu uma volta na roda-gigante de BC; veja o vídeo 

Treinamento

Itajaí recebe atletas de base da Seleção Brasileira de Águas Abertas

RADICAL

SC terá primeira tirolesa dupla em curvas do Brasil

ITAJAÍ

Vazamento de água na Murta deixa ônibus atolado na lama

Campeão!

Fluminense marca no fim e conquista a Recopa Sul-Americana contra a LDU

PENHA

Penha abre vagas para ensino integral da criançada

SENADO

PEC de senador catarinense dá super imunidade parlamentar no Congresso Nacional

ALTURA DE PENHA

Vídeo: BR 101 está interditada após acidente

CRUEL

Assassino de empresário de Balneário é condenado a quase 20 anos de prisão 



Colunistas

JotaCê

Bate-papo com o reitor

Coluna Esplanada

Imortalidade em risco

Gente & Notícia

Dupla de estrelas

Via Streaming

“Um Dia”

Ideal Mente

Precipitação

Direito na mão

Planejamento previdenciário: ponto a ponto

Coluna Exitus na Política

O TEMPO DA INDETERMINAÇÃO

Empreender

Balneário Camboriú no radar dos investimentos norte-americanos

Na Rede

Se liga nas notícias que bombaram nas redes do DIARINHO

Jackie Rosa

Ai que calor!

Histórias que eu conto

Histórias da Hercílio Luz

Artigos

O novo Plano Diretor de Itajaí só tem vencedores

Coluna Existir e Resistir

United Colors Sarará

Foto do Dia

A ver navios

Show de Bola

Grande campanha

Coluna do Ton

Destaque da Salgueiro

Clique diário

Tesouro

Coluna Fato&Comentário

O Porto é nosso?



TV DIARINHO


O fluxo da rodovia federal no sentido sul, na altura de Penha, foi fechado após um acidente na manhã ...





Especiais

Caso Ilha de Marajó

Vereadora de Navegantes está entre os políticos que impulsionaram fake news sobre exploração sexual infantil

TURISMO

Japaratinga: vale a pena se hospedar no melhor resort do Brasil?

VIAGEM NO TEMPO

Museu do Carro traz nostalgia e diversão sobre o universo automotivo

NOVOS TEMPOS

SC é pioneira na promoção da mobilidade elétrica

PLANEJAMENTO URBANO

Camboriú vai investir mais de R$ 60 milhões em mobilidade



Blogs

Blog do JC

Liba tá ON

A bordo do esporte

Thiago Pereira e Swim Floripa levam Troféu José Finkel para Floripa

Blog da Jackie

Verão, calor, quentura e mormaço

Gente & Notícia

Warung reabre famoso pistão, destruído por incêndio, com Vintage Culture em março

Blog da Ale Francoise

Intestino preso, use todos os dias

Blog do Ton

Medicina Estética

Blog Doutor Multas

Como parcelar o IPVA de forma rápida e segura

Blog Clique Diário

Pirâmides Sagradas - Grão Pará SC I

Bastidores

Grupo Risco circula repertório pelo interior do Estado



Entrevistão

Entrevistão Adão Paulo Ferreira

"Porto sozinho não serve para nada. Ele precisa ter navios, linhas"

Irmã Simone

"Aqui nós atendemos 93% SUS”

Eduardo Rodrigues Lima

"A Marinha já fez 27 mil abordagens a embarcações no Brasil inteiro”

Edison d’Ávila

"O DIARINHO serve como uma chamada à consciência da cidade”



Hoje nas bancas


Folheie o jornal aqui ❯








MAILING LIST

Cadastre-se aqui para receber notícias do DIARINHO por e-mail

Jornal Diarinho© 2024 - Todos os direitos reservados.
Mantido por Hoje.App Marketing e Inovação